ALEMANHA - 2ª GUERRA MUNDIAL: CAPITÃO JOHANNES BÖLTER, UM DOS ASES EM DESTRUIR TANQUES - 1945!!!

Ir em baixo

ALEMANHA - 2ª GUERRA MUNDIAL: CAPITÃO JOHANNES BÖLTER, UM DOS ASES EM DESTRUIR TANQUES - 1945!!!

Mensagem por Antonio C. Pulsy em Seg Mar 26 2018, 21:51

Compartilho com os colegas, "Capitão Johannes Bölter, um dos Ases em Destruir Tanques - 1945".


                                                 CAPITÃO JOHANNES BÖLTER,
                                           UM DOS ASES EM DESTRUIR TANQUES.

Johannes Bölter foi um dos 5 mais bem sucedidos ases de tanques da Segunda Guerra Mundial. A destruição de 139 tanques inimigos é de sua atribuição, apesar do grande número de combates em que participou. Bölter serviu na Schwere SS Panzer Abteilung 502, uma unidade blindada formada por tanques Tiger I que lutaram com o Grupo Norte do Exército (Heeresgruppe Nord). Nesta unidade lutou alguns dos mais proeminentes ases alemães, como Otto Carius e Ernst Glagow.

                                          SCHWERE SS PANZER ABTEILUNG 502.
                                        (DIVISÃO SS DE TANQUES PESADOS 502)

A unidade mecanizada Schwere SS Panzer Abteilung 502 foi criada em 25 de maio de 1942, equipada com tanques Panzer III e Panzer VI Tiger I com seu canhão de 88mm, fazendo parte das tropas do Grupo de Exércitos do Norte que participaram do cerco de Leningrado. Seu primeiro combate ocorreu em 29 de agosto de 1942 contra os tanques de batalha soviéticos T-34. Em dezembro de 1942, a Schwere SS Panzer Abteilung 502 foi unificada com a Schwere SS Panzer Abteilung 503. Esta unidade participou da batalha de Kursk (Operação Zitadelle, 05 de julho a 23 de julho de 1943), uma das batalhas mais importantes da Segunda Guerra Mundial. Decisiva vitória soviética, pondo fim a todas ofensivas alemãs na Frente Oriental. O Schwere SS Panzer Abteilung 503 conseguiu destruir nesta batalha 385 tanques e 265 canhões anti-tanques russos. Em fevereiro de 1944, dos 71 tanques iniciais na Schwere SS Panzer Abteilung 503, apenas 24 tanques estavam operacionais. A Schwere SS Panzer Abteilung 503 foi incorporada a Schwere SS Panzer Abteilung 511, tendo 13 unidades com Panzer VI Tiger II "Kingtiger". Sua última atuação foi na Batalha de Berlim, ocorrida entre 20 de abril a 2 de maio de 1945.
Johannes Bölter nasceu em Mülheim an der Ruhr, Renânia do Norte-Vestfalia, Império Alemão em 19 de fevereiro de 1915. Entre 1921 e 1929 estudou na escola de Mülheim e depois estudou na escola de canalização e alvenaria de 1930 a 1933. Mas seu destino não era para construção, mas destruição. Em 1º de abril de 1933, entrou como volutário no 3º Esquadrão do 10º Regimento Reiter. Em 1934, serviu no Batalhão de Reconhecimento nº4 e, no ano seguinte, na 8ª Companhia Regimento Panzer nº 1. Participou  da invasão da Polônia, 01 de setembro de 1939, início da Segunda Guerra Mundial, onde lutou em um tanque médio Panzer IV, que estava armado com um canhão de 75 mm, cano curto. Aqui ele conseguiu as primeiras medalhas em sua carreira, após a destruição de 4 tanques inimigos e uma bateria de artilharia. Foi condecorado em 30 de setembro de 1939 com a Cruz de Ferro 2ª Classe. Em maio de 1940, participou da Campanha da França, onde atribuiu mais dois tanques destruídos, um canhão antitanque e a destruiçao bem-sucedida de um bunker. Foi condecorado em 15 de julho de 1940 com a Cruz de Ferro 1ª Classe e a promoção à sargento. Em junho de 1941, participou da Operação Barbarrossa, durante a qual, destruiu 10 tanques soviéticos, durante os combates no cerco de Leningrado. Em outubro de 1941, ele foi ferido, levado da frente de batalha e tratado em um hospital na Alemanha. Recuperado em março de 1942, foi designado para o Schwere SS Panzer Abteilung 502 de tanques pesados que, em setembro de 1942, combateram no setor norte da frente oriental. Em 29 de março de 1943, foi condecorado com a Cruz de Ouro Alemã. Em 16 de abril de 1944, foi promovido a tenente da 1ª Companhia SS Panzer Abteilung 502 e por sua bravura recebeu a Cruz de Cavaleiro da Cruz de Ferro com a confirmação de 89 tanques destruídos. Alguns dias depois, em 19 de agosto, ficou gravemente ferido, quando seu tanque Tiger I foi atingido por um disparo de arma anti-tanque. Em 10 de setembro, foi condecorado com a Cruz de Ferro com Folhas de Carvalho por sua atuação excepcional. Após sua recuperação, Bölter foi enviado para a Divisão de Treinamento como instrutor. Em dezembro de 1944, ele foi incorporado na Escola de Tropas Blindadas em Eisenach. Em janeiro de 1945, foi promovido a capitão e, quando a guerra acabou, ele era líder de um grupo de batalha na área de Kassel. Ele conseguiu chegar a Erfurt e localizar sua esposa e filhos, permanecendo na zona de ocupação que seria da União Soviética, e futuramente seria a República Democrática Alemã/RDA. Ele conseguiu escapar para a República Federal da Alemanha em 1950. Johannes Bölter faleceu em Mülheim an der Ruhr em 16 de setembro de 1987, aos 72 anos.

PANZER III COM CANO CURTO.


TANQUE TIGER I.


CAPITÃO JOHANNES BÖLTER.


EMBLEMA DIVISÃO SS DE TANQUES PESADOS 502.


FABRICAÇÃO TANQUE TIGER I.


TANQUE TIGER I.


TANQUE TIGER I SENDO MUNICIADO.


A BLINDAGEM CUMPRE O SEU PAPEL...


TANQUES TIGER I ATOLADOS NAS ESTEPES DA UNIÃO SOVIÉTICA.


LIVRO EM MEMÓRIA AO CAPITÃO JOHANNES BÖLTER.
avatar
Antonio C. Pulsy

Idade : 62
Localização : Canoas/RS.
Data de inscrição : 24/04/2014

http://antonio.pulsy@bol.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum