Carta Bahia para Porto

Ir em baixo

Carta Bahia para Porto

Mensagem por Marcos Paulo em Qui Set 28 2017, 11:43

Carta de 1857 da Bahia para Porto taxa 240 carimbo verde Bahia azul P. Transatlântico e Porto.

Gostaria da ajuda dos colegas , a respeito desta carta , qual seria a Companhia de Navegação a Vapor ?





Última edição por Marcos Paulo em Qui Set 28 2017, 22:16, editado 3 vez(es)
avatar
Marcos Paulo

Localização : Brazil
Data de inscrição : 09/09/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Carta Bahia para Porto

Mensagem por Marcos Paulo em Qui Set 28 2017, 21:52

Estudando a respeito compartilho o qual creio ser a Companhia de navegação portuguesa.

Companhia de Navegação a Vapor Luso-Brasileira
Porto, Outubro de 1852 a Abril de 1857

Para que se possa entender os motivos que levaram à formação desta companhia de navegação, revelou-se necessário ter conhecimento dos caminhos sinuosos da emigração para o Brasil, durante os meados do século XIX. Porque ao contrário do que se possa pensar, a emigração não era uma decisão de vida, mas apenas uma oportunidade de negócio.

Até ao ano de 1850 a emigração portuguesa com destino ao Brasil, somente dispôs de veleiros (barcas, galeras, lugres, brigues e patachos), para conseguir alcançar as terras de Vera Cruz. Os interessados marcavam a viagem num determinado navio e aguardavam que a embarcação conseguisse obter um carregamento de mercadorias condizente à sua tonelagem, para efectuar o percurso estipulado. Após 1851, a Mala Real Inglesa, dispondo de uma razoável frota de paquetes bem equipados, foi a primeira companhia com navios movidos a vapor, que veio alterar completamente os hábitos de transporte da emigração nacional, seguida a breve trecho por outras empresas, numa concorrência desenfreada, face aos enormes lucros que daí advinham.

A partir dessa altura, as companhias de navegação associadas aos respectivos governos de cada país, valiam-se dos contratos de transporte do correio, a que acresciam lucros com o transporte da carga e de passageiros. Em Lisboa e no Porto os agentes principais eram, em simultâneo, agentes de transportes, tratando da carga e passageiros e prestando serviços complementares às companhias de navegação. Esses agentes tinham geralmente uma base de conhecimentos resultantes das suas actividades ligadas ao comércio, importantes para as funções a desempenhar e, por isso, com uma base de rendimentos regulares, conseguidos através dos seus negócios de panos, vinhos e inclusivamente proprietários de cafés, etc.

Numa análise geral eram muitos a lucrar com o negócio da emigração; o Estado com a emissão de passaportes, os agentes com as percentagens sobre os fretes das mercadorias embarcadas, os sub-agentes regionais que atendiam os interessados em viajar e os engajadores, que aliciavam a população rural, impreparada, pobre e analfabeta, com a possibilidade da descoberta da árvore das patacas. Um grande número de emigrantes, saídos em larga escala dos distritos do Porto, Viana, Braga, Aveiro e Coimbra, só conseguia obter o direito de viagem através de empréstimos dos sub-agentes regionais, contra a garantia de reembolso em prazos acordados e com juros, através dos familiares que por eles se responsabilizavam. Acresce ainda o facto do recebimento de comissões oferecidas pelas companhias de navegação, a distribuir pelos angariadores, que totalizava o valor de um terço do preço da respectiva passagem.

É neste contexto que nasce a Companhia de Navegação a Vapor Luso-Brasileira. Foi seu fundador Joaquim Pinto Leite, financiado pela firma Pinto Leite & Brother, do Porto, em conjunto com uma sociedade de investidores residentes em Portugal e no Brasil. Paralelamente à oportunidade de negócio, Pinto Leite promovia o alargamento de investimentos no Brasil, onde vivera anos antes com os irmãos e um tio e ainda a possibilidade de vir a ampliar os valores sobre a importação de produtos de fundição ingleses, que comercializava com vários industriais da cidade. A ele pertenceram diversos e valiosos imóveis, entre os quais refiro a sua residência no Largo dos Loios, junto ao centro da cidade do Porto e as casas apalaçadas na Foz do Douro e no Campo Pequeno, em Lisboa.

A permeio duma vida agitada na direcção dum conjunto de empresas, a companhia Luso-Brasileira foi uma das suas principais apostas. Para o efeito adquiriu em Inglaterra dois paquetes construídos em madeira, que utilizou na ligação entre Portugal e o Brasil, sendo que os navios “Donna Maria Segunda” e “Dom Pedro Segundo”, foram à época os segundos maiores navios da frota mercante portuguesa.

Os navios



Imagem dos paquetes referenciados
Desenho de Luís Filipe Silva

“ Donna Maria Segunda “
1853 - 1859

Cttor.: R. & H. Green, Blackwall, Londres, Inglaterra, 1853
Arqueação : Tab 1.534,00 tons
Dimensões : Pp 74,36 mtrs - Boca 11,28 mtrs
Capacidade : 406 passageiros
Máq.: R. & H. Green, Londres, 1853 - 1:St - 300 Nhp - 9 m/h
Vendido em Inglaterra em 1859, mudou o nome para “Liverpool”.

“ Dom Pedro Segundo “
1855 - 1857

Cttor.: Pitcher, Northfleet, Londres, Inglaterra, 04.1855
Arqueação : Tab 1.519,00 tons
Dimensões : Pp 74,36 mtrs - Boca 11,28 mtrs
Capacidade : 406 passageiros
Máq.: Pitcher, Londres, 1855 - 1:St - 300 Nhp - 9 m/h
Vendido em Inglaterra em finais de 1857, foi rebaptizado “Sir William Peel”. Novamente vendido em 1866, foi adquirido por S.B. Guion, que lhe alterou o nome para “Crescent City”.

A companhia abriu falência em Março de 1857, motivado pelos sócios com origem no Brasil, que após uma Assembleia Geral de Accionistas, deliberaram lhes fosse devolvido o capital nela investido, entrando em colapso financeiro.

Trabalhos consultados:
Leite, Joaquim da Costa - “Os negócios da emigração (1870-1914)”, Análise Social, 1996
Queiroz, J. Francisco Ferreira - “A casa do Campo Pequeno, da família Pinto Leite”, in “Revista da Faculdade de Letras”, Porto, 2004

FONTE = http://naviosenavegadores.blogspot.com.br/2010/10/companhias-de-navegacao-portuguesas.html


Última edição por Marcos Paulo em Sex Nov 10 2017, 12:06, editado 2 vez(es)
avatar
Marcos Paulo

Localização : Brazil
Data de inscrição : 09/09/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Carta Bahia para Porto

Mensagem por ahl em Qui Set 28 2017, 23:43

Marcos Paulo escreveu:Carta de 1857 da Bahia para Porto taxa 240 carimbo verde Bahia azul P. Transatlântico e Porto.

Gostaria da ajuda dos colegas , a respeito desta carta , qual seria a Companhia de Navegação a Vapor ?

[...]


Boas noites,

O paquete que transportou a carta foi o Avon da companhia marítima inglesa Royal Mail Steam Packet.

Baía - Marca de dia de 18 de Abril de 1857

Baía - Partida do Avon - 21 de Abril de 1857

Lisboa - 9/10 de Maio de 1857

Porto - 11 de Maio de 1857

Carimbo de entrada PAQUETE TRANSATLÂNTICO de Lisboa. Taxa de 240 réis portugueses pagos à entrada correspondentes a carta de paquete subsidiado com peso compreendido entre 1 1/2 e 2 oitavas.

Marcos Paulo escreveu:Descobrí algo a respeito sobre a Companhia de navegação portuguesa e compartilho.

Companhia de Navegação a Vapor Luso-Brasileira
Porto, Outubro de 1852 a Abril de 1857

[..]

A Companhia de Navegação Luso-Brasileira já não efectuava travessias do Atlântico quando esta carta circulou.
O seu último barco saído do Brasil para Portugal (D. Pedro II) saiu da Baía a 30 de Dezembro de 1856.

Bibliografia para os horários dos paquetes, taxas, etc.

VIEIRA (1991). Paquetes a Vapor para o Brasil (1851-1877) [...]
avatar
ahl

Localização : Portugal
Data de inscrição : 30/12/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Carta Bahia para Porto

Mensagem por Marcos Paulo em Sex Set 29 2017, 08:48

Obrigado por responder , veja imagens do conteúdo.





avatar
Marcos Paulo

Localização : Brazil
Data de inscrição : 09/09/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Carta Bahia para Porto

Mensagem por ahl em Sex Set 29 2017, 22:37

Boas noites,

A carta apresenta na frente, sob a letra "g" de Portugal, um corte típico das marcas de desinfecção sanitária por fumigação.
avatar
ahl

Localização : Portugal
Data de inscrição : 30/12/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Carta Bahia para Porto

Mensagem por Marcos Paulo em Sab Set 30 2017, 22:22

ahl escreveu:Boas noites,

A carta apresenta na frente, sob a letra "g" de Portugal, um corte típico das marcas de desinfecção sanitária por fumigação.

Como se dava este corte , não conseguí idêntificar Sob a letra "G"

E a respeito dos Paquetes da Avon , teria como saber o nome específico do que enviou a carta para o Porto ?
avatar
Marcos Paulo

Localização : Brazil
Data de inscrição : 09/09/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Carta Bahia para Porto

Mensagem por ahl em Dom Out 01 2017, 06:03

Bons dias,

Marcos Paulo escreveu:
ahl escreveu:Boas noites,

A carta apresenta na frente, sob a letra "g" de Portugal, um corte típico das marcas de desinfecção sanitária por fumigação.

Como se dava este corte , não conseguí idêntificar Sob a letra "G"
[...]

Sob a letra "g" de Portugal (e não "G"). Corte aplicado com formão(?) e destinado à fumigação para desinfecção sanitária.

Marcos Paulo escreveu:[...]

E a respeito dos Paquetes da Avon , teria como saber o nome específico do que enviou a carta para o Porto ?

Não existia nenhuma companhia chamada Avon.
Avon é o nome do paquete que trouxe a carta até Lisboa e que pertencia à companhia inglesa Royal Mail Steam Packet.

De Lisboa para o Porto não sei se sei responder com rigor na medida em que não temos a data do carimbo de Lisboa visível.

De Lisboa para o Porto saíram, por exemplo, os seguintes vapores:
9 de Maio - Lusitania
11 de Maio - Quinta do Vesuvio
avatar
ahl

Localização : Portugal
Data de inscrição : 30/12/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Carta Bahia para Porto

Mensagem por Marcos Paulo em Dom Out 01 2017, 17:44

Obrigado por responder !!!

Veja esta outra carta de 1858 de Pernambuco para Porto Taxa 180 carimbo azul P. Transatlântico, Pernambuco e Porto gostaria de saber se corresponde ao Paquete citado na carta ?







Última edição por Marcos Paulo em Sex Nov 10 2017, 12:05, editado 1 vez(es)
avatar
Marcos Paulo

Localização : Brazil
Data de inscrição : 09/09/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Carta Bahia para Porto

Mensagem por ahl em Dom Out 01 2017, 20:51

Boa noite,

Sim, o paquete Tamar, da RMSP, entrou em Lisboa vindo do  Brasil em 28/6/1858.

Esta carta também apresenta um corte, de presumível desinfecção sanitária, no canto inferior direito da frente.

Bibliografia
VIEIRA (1991:41)


Última edição por ahl em Dom Out 01 2017, 22:24, editado 2 vez(es)
avatar
ahl

Localização : Portugal
Data de inscrição : 30/12/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Carta Bahia para Porto

Mensagem por Marcos Paulo em Dom Out 01 2017, 21:23

Obrigado por responder !!!

Tive consultando este link e achei muita coisa interessante também :

http://www.histarmar.com.ar/LineasPaxaSA/20-RMSPC-RMLL.htm
avatar
Marcos Paulo

Localização : Brazil
Data de inscrição : 09/09/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Carta Bahia para Porto

Mensagem por Marcos Paulo em Dom Out 01 2017, 22:27

ahl escreveu:Boa noite,

Sim, o paquete Tamar, da RMSP, entrou em Lisboa vindo do  Brasil em 28/6/1858.

Esta carta também apresenta um corte, de presumível desinfecção sanitária, no canto inferior direito da frente.

Bibliografia
VIEIRA (1991:41)

Boa Noite , como era feita esta desinfecção sanitária , teria alguma norma da época ?
avatar
Marcos Paulo

Localização : Brazil
Data de inscrição : 09/09/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Carta Bahia para Porto

Mensagem por ahl em Seg Out 02 2017, 12:36

Marcos Paulo escreveu:
ahl escreveu:Boa noite,

Sim, o paquete Tamar, da RMSP, entrou em Lisboa vindo do  Brasil em 28/6/1858.

Esta carta também apresenta um corte, de presumível desinfecção sanitária, no canto inferior direito da frente.

Bibliografia
VIEIRA (1991:41)

Boa Noite , como era feita esta desinfecção sanitária , teria alguma norma da época ?

Boa tarde,

Sim, existiam regras, princípios, legislação, etc.
Existem livros sobre a desinfecção de correio no século XIX em diversas línguas.
Para o caso português existe o seguinte livro específico:

SOUSA, Manuel M. de Andrade e (1979). Caza da Saúde do Porto de Belem. SL: Correios e telecomunicações de Portugal. 120+5 páginas.

O livro trata de epidemias, desinfecção de correspondência, marcas postais, métodos usados na desinfecção, produtos químicos, etc. Contém reprodução de cartas, marcas postais, legislação, etc.

avatar
ahl

Localização : Portugal
Data de inscrição : 30/12/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Carta Bahia para Porto

Mensagem por Marcos Paulo em Qui Out 05 2017, 22:53

A respeito dos carimbo abaixo , seriam das Agências Postais Britânicas no Brasil correto !!!

Mas não encontrei catálogo com a classificação desses carimbos , só com o carimbo do Rio De Janeiro.

 


Última edição por Marcos Paulo em Sex Nov 10 2017, 12:04, editado 1 vez(es)
avatar
Marcos Paulo

Localização : Brazil
Data de inscrição : 09/09/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Carta Bahia para Porto

Mensagem por ahl em Dom Out 08 2017, 20:10

Boa noite,

Existe o seguinte livro da autoria de Howat, sobre história postal marítima, editado em Inglaterra, já aqui apresentado em 2015.

Contém listas (com desenhos) de diversos carimbos deste tipo, do Rio de Janeiro, Bahia, Pernambuco, Montevideo e Buenos Aires, entre 1838 e 1872.

http://selosdobrasil.forumeiros.com/t1232p30-tema-mensal-de-novembro-de-2010-literatura#118523
avatar
ahl

Localização : Portugal
Data de inscrição : 30/12/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Sobrecarta de Pernambuco para Fiqueira (Portugal)

Mensagem por Marcos Paulo em Qui Nov 23 2017, 23:02

Gostaria de opiniões sobre esta carta em relação ao porte , taxa e carimbos.

avatar
Marcos Paulo

Localização : Brazil
Data de inscrição : 09/09/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Carta Bahia para Porto

Mensagem por ahl em Sex Nov 24 2017, 13:04

Marcos Paulo escreveu:Gostaria de opiniões sobre esta carta em relação ao porte , taxa e carimbos.

[...]

Boas tardes,

Com o tamanho da imagem que apresentou e sem dados relativos ao local e datas de escrita, carimbos de entrada, trânsito e chegada não é possível emitir opinião.
avatar
ahl

Localização : Portugal
Data de inscrição : 30/12/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Carta Bahia para Porto

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum