ALEMANHA - 2ª GUERRA MUNDIAL: O ATENTADO A HITLER NA CERVEJARIA BÜRGERBRÄUKELLER - 1939!!!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

ALEMANHA - 2ª GUERRA MUNDIAL: O ATENTADO A HITLER NA CERVEJARIA BÜRGERBRÄUKELLER - 1939!!!

Mensagem por Antonio C. Pulsy em Seg Set 25 2017, 21:48

Compartilho com os colegas, "O Atentado a Hitler na Cervejaria Bürgerbräukeller em Munique - 1939".


                                             O ATENTADO A HITLER NA
                                         CERVEJARIA BÜRGERBRÄUKELLER.

Johann Georg Elser (Hermaringen/Alemanha, 4 de janeiro de 1903 - Campo de Concentração de Dachau, 9 de abril 1945) foi um opositor do nazismo alemão. Elser estava desconfiado das proclamações de paz de Hitler e considerou a remoção do líder através de um assassinato. Pensando em como implementar o seu plano, Elser viajou até Munique em 8 de novembro de 1938 para assistir ao discurso anual de Hitler no aniversário do Putsch da Cervejaria. Ele analisou a fraca segurança do evento como uma oportunidade favorável, mas também testemunhou os atos de violência contra os judeus durante a Noite dos Cristais. Esta experiência convenceu Elser que um líder capaz de incitar tal violência, poderia levar a Alemanha a uma guerra maior e apenas a morte de Hitler poderia impedir que isso acontecesse. Ele planejou e realizou uma tentativa de assassinato contra Adolf Hitler em 8 de novembro de 1939 na cervejaria Bürgerbräukeller, em Munique. Foi lá, em 8 de novembro de 1923, que Adolf Hitler lançou o fracassado "Putsch da Cervejaria". Depois de tomar o poder em 1933, Hitler comemorou cada aniversário da fracassada rebelião, dando um discurso na Bürgerbräukeller aos veteranos sobreviventes do Putsch. Na cervejaria, Elser escondeu uma bomba-relógio, ajustada para explodir durante o discurso de Hitler. A bomba explodiu, matando sete pessoas e ferindo sessenta e três, mas Hitler escapou ileso; ele havia abreviado o seu discurso e deixado o local cerca de meia hora antes. Elser foi preso por acaso, às 20:45hs,  cerca de 35 minutos antes da bomba explodir, pela polícia de fronteira alfandegária em Konstanz, quando ele tentou atravessar a fronteira para a Suíça. A princípio, os policiais não suspeitaram de seu envolvimento na tentativa de assassinato, mas, em seguida, eles encontraram postais ilustrados da Bürgerbräukeller no casaco de Elser. Elser foi transferido para Munique, onde foi interrogado pela Gestapo. Elser permaneceu em silêncio e negou qualquer envolvimento na explosão, mas as evidências apontando para sua cumplicidade tornou-se cada vez mais claro. O que finalmente apontou para Elser como o suposto assassino eram seus machucados, os joelhos esfolados. O espaço vazio na coluna, onde os explosivos estavam escondidos, só poderia ter sido atingido por alguém rastejando. As garçonetes identificaram Elser como frequentador do Bürgerbräukeller, assim, ele acabou confessando. Depois de sua confissão do crime em Munique, Elser foi levado para a sede da Gestapo em Berlim, onde foi severamente torturado. O SS-Heinrich Himmler não acreditava que um diminutivo da Suábia, um artesão com uma educação de classe escolar, poderia ter quase conseguido assassinar o Führer, sem cúmplices. O protocolo da Gestapo foi recuperado no final da década de 1960. Este documento com 203 páginas é a fonte mais importante de informações sobre Elser. Elser ficou preso por cinco anos e meio nos campos de concentração de Sachsenhausen e Dachau. Embora ele sempre alegou ter agido sozinho, os nazistas especialmente Goebbels, insistia em suspeitar de uma conspiração liderada pelos britânicos, e pretende encenar um julgamento para expor essa suposta conspiração depois da guerra. Elser foi mantido sob custódia especial. O mistério sobre a identidade desse "prisioneiro de segurança especial", às vezes levou a rumores maliciosos entre seus companheiros. Mesmo depois da guerra, Martin Niemöller, também sob custódia em Sachsenhausen, afirmou que Elser tinha sido um membro da SS e que toda a tentativa de assassinato havia sido encenada pelos nazistas para retratar Hitler como sendo protegido pela "Providência". No entanto, a pesquisa histórica por Anton Hoch em 1969, confirmou que Elser agiu sozinho, e não há evidências envolvendo o regime, ou qualquer grupo de fora foi encontrado. Em abril de 1945, tornou-se iminente a derrota alemã e as tropas aliadas se aproximavam de Dachau. Isso significava que o objetivo de encenar um julgamento dos nazistas tornaram-se fúteis, então Hitler ordenou a morte do "prisioneiro de segurança especial Eller", o nome pelo qual era chamado Elser em Dachau. O Chefe da Gestapo, SS-Gruppenführer Heinrich Müller entrega a ordem para ser executada ao comandante do campo de concentração de Dachau, SS-Obersturmbannführer Eduard Weiter. A seguinte ordem chegou: "Em um dos próximos ataques terroristas em Munique, área de Dachau, "Eller" tem um acidente fatal. Peço-lhe para liquidar "Eller" sem atrair a atenção, depois de tal situação. Também tome cuidado especial que só algumas pessoas que são especialmente ligadas vir a saber disso. A mensagem para mim, então deve ser algo como ...Em Dachau, morte causada por um ataque terrorista (ataque aéreo) entre eles, o prisioneiro de segurança "Eller", fatalmente ferido".
Johann Georg Elser foi morto a tiros no dia 9 de abril de 1945, no campo de concentração de Dachau, algumas semanas antes do fim da guerra. Ele tinha 42 anos. O seu nome foi dado a um pequeno quarteirão em Maxvorstadt, na cidade de Munique. Também em Munique, uma sala de concertos foi batizada de "Georg Elser Halle".


BLOCO COM SELO EM HOMENAGEM A JOHANN GEORG ELSER.


JOHANN GEORG ELSER.


FRASE ESTAMPADA NO SELO: "EU TINHA O DESEJO DE EVITAR A GUERRA".


REUNIÃO DE NAZISTAS NA CERVEJARIA BÜRGERBRÄUKELLER, MUNIQUE.


A CERVEJARIA APÓS O ATENTADO - 1939.


ELSER E SEU BUSTO EM BERLIM.


PLACA DEDICADA A ELSER NO ANTIGO LOCAL DA CERVEJARIA.


PLACA DEDICADA À SUA MEMÓRIA EM KÖNIGSBRONN DIZ: "EU QUIS PELA MINHA AÇÃO PREVENIR UMA MATANÇA MAIOR".


MEMORIAL A JOHANN GEORG ELSER NA WILHEMSTRASSE EM BERLIM.
avatar
Antonio C. Pulsy

Idade : 61
Localização : Canoas/RS.
Data de inscrição : 24/04/2014

http://antonio.pulsy@bol.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum