ALEMANHA - 1ª GUERRA MUNDIAL: EM 21 DE ABRIL DE 1918, O BARÃO VERMELHO É ABATIDO!!!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

ALEMANHA - 1ª GUERRA MUNDIAL: EM 21 DE ABRIL DE 1918, O BARÃO VERMELHO É ABATIDO!!!

Mensagem por Antonio C. Pulsy em Dom Ago 20 2017, 08:40

Compartilho com os colegas, "Em 21 de abril de 1918, O Barão Vermelho é Abatido".


                                             EM 21 DE ABRIL DE 1918,                            
                                         O BARÃO VERMELHO É ABATIDO.
                                   
Manfred Freiherr von Richthofen, nasceu em 02 de maio de 1892 em Breslau, capital da Silésia, hoje Polônia, faleceu em 21 de abril de 1918 na França.
O barão Manfred Freiherr von Richthofen, o Barão Vermelho, foi o mais conhecido piloto alemão na Primeira Guerra Mundial e sua fama extrapolou as fronteiras da Alemanha. Nos Estados Unidos, Canadá, Grã-Bretanha e Austrália, ele se tornou conhecido como "The Red Baron" (O Barão Vermelho). A companhia aérea Lufthansa aproveitou durante muito tempo a popularidade do piloto, em suas campanhas publicitárias no mercado norte-americano. O próprio Manfred von Richthofen contou sua carreira de piloto de caças num livro publicado em 1917. A primeira edição do "Der rote Kampfflieger" (O Piloto de Combate Vermelho), vendeu mais de 250 mil exemplares em um ano, sendo reeditado várias vezes. Escrita em estilo arrogante, a biografia ajudou a criar o mito de um grande herói de guerra. Como muitos dos filhos da nobreza da época, Richthofen ingressou no corpo de cadetes imperiais aos dez anos de idade. Posteriormente, tornou-se oficial de cavalaria. A carreira de oficial permitiu-lhe continuar praticando sua maior paixão – a caça. Com o início da Primeira Guerra Mundial, as Forças Armadas alemãs intensificaram suas atividades de reconhecimento nos territórios inimigos. Von Richthofen pediu transferência para a recém-criada Força Aérea. Logo passou a participar de vôos de reconhecimento e bombardeios. Ele próprio dizia sentir um verdadeiro prazer em liquidar um inimigo. No início de 1916, o tenente Richthofen passou a receber a formação de piloto de caça. Ele destacou-se por sua agressividade e, em pouco tempo, derrubara 16 aviões franceses e ingleses, o que lhe rendeu a Medalha de Honra ao Mérito (Pour Le Mérite), maior condecoração militar do Império Alemão, e o posto de capitão de esquadra. Richthofen foi também um dos primeiros a pilotar um triplano Fokker, que estreou nas frentes de batalha no outono europeu de 1916. Era um avião de caça pequeno, tendo como principal arma sua agilidade e velocidade de decolagem. Em manobras, era impossível colocá-lo em mira, mas, se seguisse um rumo fixo, tornava-se alvo fácil. Existe uma grande discussão quanto à morte do Barão Vermelho e a questão até hoje não está totalmente clara. Na manhã do dia 21 de abril de 1918, o capitão canadense Roy Brown liderava uma formação de 15 Sopwith Camels, escoltando alguns aviões de reconhecimento fotográfico. Do alto, mergulharam Fokkers e Albatros sobre os aviões canadenses, era a esquadrilha de Richthofen, assim começou um violento combate aéreo envolvendo mais de 30 aeronaves na região do Somme, no norte da França, quando, ao contrário do que defendia, se afastou da esquadrilha para perseguir um caça inglês e acabou sozinho em território inimigo, sob duplo disparos, vindo do ar e da terra. Enquanto perseguia um piloto novato, tenente Wilford May, Richthofen também era perseguido por um piloto canadense, o capitão Roy Brown que vinha disparando sua metralhadora, ao qual foi atribuido o abate do temido piloto alemão. Porém, muitos infantes australianos, que também combatiam na mesma região, garantem ter disparado contra o triplano vermelho de von Richthofen, quando este perseguia de perto sua frágil vítima a bordo de um biplano com insignias da RAF (Força Aérea da Inglaterra), em voo rasante sobre a copa das árvores. Segundo documentos históricos, o combate de fato ocorreu sobre a 53ª Bateria de Artilharia Australiana e parece mais digno de crédito que quem abateu o Barão Vermelho foi o sargento Cedric Popkin, com uma metralhadora Vikers 7,7 mm. Os britânicos, após confirmarem a identidade de Richthofen, efetuaram uma breve autópsia e decidiram enterrar o famoso inimigo com honras militares. Escoltado por soldados australianos e conduzido por seis capitães da RAF, foi sepultado no cemitério de Fricourt em 22 de abril, dez dias antes de seu 26º aniversário. Na coroa de flores em seu túmulo estava escrito: “Ao nosso corajoso e digno inimigo”. No final, a guarda de honra disparou uma salva de 21 tiros em sua homenagem. As fotografias tiradas durante o funeral foram lançadas, pelos aviões britânicos, sobre a base aérea alemã em Cappy, com a seguinte mensagem: “Para o Corpo Aéreo Alemão: Rittmeister Manfred Freiherr von Richthofen foi morto em combate aéreo em 21 de abril de 1918. Ele foi enterrado com todas as honras militares.  Assinado: British Royal Air Force.” Sua mãe descreveria a morte do filho/piloto como "o martírio de um jovem cheio de ideais e heroísmo". Em 1925, a pressão popular e da família para que seus restos mortais retornassem à Alemanha surtiu efeito. No dia 14 de novembro de 1925, seu corpo foi exumado e trasladado de volta à sua terra natal. Em Berlim, uma carruagem transportando seus restos mortais e escoltada por uma guarda de honra composta só por ex-pilotos ganhadores da "Pour Le Mérite", o conduziu até seu descanso no Invalidenfriedhoff, o principal cemitério da capital alemã, novamente com honras militares e grande participação popular. A Força Aérea alemã perdeu 7700 pilotos na Primeira Guerra Mundial. Réplicas do triplano Fokker (que von Richthoffen havia mandado pintar de vermelho para provocar seus adversários) estão expostas na maioria dos museus de tecnologia e aviação do mundo. "Manfred von Richthofen" virou nome de esquadrilhas, quartéis, praças e ruas na Alemanha. Os destroços do seu avião foram levados por muitos combatentes como lembranças e estão espalhados por museus e colecionadores particulares, enquanto o motor permanece no Imperial War Museum em Londres.

O dever do piloto de caça é patrulhar seu setor nos céus e abater todo avião inimigo naquela área. O resto não importa". (Manfred von Richthofen).



SELO 80 ANOS MORTE DE MANFRED VON RICHTHOFEN, O BARÃO VERMELHO.


MANFRED VON RICHTHOFEN, DETALHE MEDALHA POUR LE MÉRITE.


FAMÍLIA REUNIDA: (ESQ.P/DIR.) MANFRED, MÃES, IRMÃOS LOTHAR E BOLK, SUA IRMÃ ILSE,
SENTADO SEU PAI MAJOR ALBRECHT FREIHERR VON RICHTHOFEN.


BARÃO VERMELHO SE PREPARANDO PARA VOAR.


CAÇA ALBATROS C-III.


MANFRED VON RICHTHOFEN NO SEU TRIPLANO FOKKER DR-1 - Nº 127 - 12/07/1917.


BARÃO VERMELHO COM SEU CACHORRO - 1916.


SEU LIVRO.


DESTROÇOS DO SEU AVIÃO FOKKER DR-1.


INGLESES E AUSTRALIANOS JUNTO AOS DESTROÇOS DO SEU AVIÃO FOKKER DR-1.


BILHETE DA 53ª BATERIA DE ARTILHARIA AUSTRALIANA
INFORMANDO A MORTE BARÃO VERMELHO.


CORTEJO DO FUNERAL BARÃO VERMELHO PELOS INGLESES E AUSTRALIANOS.


TUMULO BARÃO VERMELHO NA FRANÇA.


SALVA DE 21 TIROS "AO NOSSO CORAJOSO E DIGNO INIMIGO".


CORTEJO FÚNEBRE EM BERLIM - 1925.


TUMULO EM BERLIM - 1925.


TUMULO BARÃO VERMELHO/MANFRED VON RICHTHOFEN - 1925.
avatar
Antonio C. Pulsy

Idade : 61
Localização : Canoas/RS.
Data de inscrição : 24/04/2014

http://antonio.pulsy@bol.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ALEMANHA - 1ª GUERRA MUNDIAL: EM 21 DE ABRIL DE 1918, O BARÃO VERMELHO É ABATIDO!!!

Mensagem por FRITZEN em Dom Ago 20 2017, 08:56






avatar
FRITZEN

Localização : florianópolis
Data de inscrição : 24/08/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum