FILATELICA GLOBO

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

FILATELICA GLOBO

Mensagem por FRITZEN em Sab Jul 08 2017, 20:10

http://www.otempo.com.br/divers%C3%A3o/magazine/refer%C3%AAncia-da-hist%C3%B3ria-da-cidade-fecha-suas-portas-1.1494813



FILATÉLICA GLOBO
Referência da história da cidade fecha suas portas
Belo Horizonte perde uma de suas mais antigas lojas de selo neste sábado



PUBLICADO EM 08/07/17 - 03h03

DANIEL OLIVEIRA






Belo Horizonte dá adeus hoje a um pequeno, mas importante, pedaço de sua história cultural. Referência da filatelia na capital, e uma das mais antigas lojas de selo em atividade na cidade, a Filatélica Globo é outra vítima da virtualização contemporânea e da crise financeira, abrindo suas portas pela última vez neste sábado, na Galeria Ouvidor.

“Vou dar uma respirada para resolver qual será o próximo passo. Se faço um site, ou o que vai ser mais viável para absorver essa mudança, que é um impacto pessoal também. São 30 anos”, suspira Heloisa Ribeiro, que começou a ajudar o pai na loja em 1987.

A história da filatélica, no entanto, é bem mais antiga. A loja foi aberta em 1950 por um imigrante judeu. Em 1964, ele recebeu uma indenização de guerra e decidiu se mudar para São Paulo, vendendo o comércio para o pai de Heloisa, Sebastião Ribeiro.

Com 42 anos na época, o técnico de laboratório abandonou seu emprego e mudou a filatélica, que funcionava em um prédio na avenida Afonso Pena, para a recém-inaugurada Galeria Ouvidor, na rua São Paulo, no centro da capital.

“Naquele tempo, todo menino colecionava selo. Adultos também. Filatelia era um hobby comum. Papai começou a colecionar com 8 anos, e fez da paixão dele sua profissão”, conta Heloisa. Mais que uma loja de selos, Sebastião fez da loja um ponto de bate-papo, uma espécie de clube social. Ao longo dos anos, os clientes se tornaram amigos, com gerações de avôs, filhos e netos frequentando o local. “Na verdade, a alma da loja, a vida da loja, era ele”, revela a filha sobre o pai, que trabalhou na Filatélica até 25 de maio de 2016, um dia antes de falecer.

Foi essa perda, para além das questões financeiras e das transformações culturais, que levou à decisão de encerrar as atividades. Para Heloísa, ficar na loja se tornou conviver o tempo inteiro com a ausência do pai. “Ficou muito triste para mim estar aqui sem ele, porque nós éramos muito amigos e ficávamos aqui o dia inteiro batendo papo. Senti que encerrou-se um ciclo”, confessa.

Heloisa se deu conta de que esse sentimento era o exato oposto do que havia aprendido com seu pai sobre a filatelia e a própria proposta da loja. “O selo funciona como uma terapia ocupacional para as pessoas, até para as depressivas, porque tira um pouco o foco da dor. Papai falava: ‘Não importa a dor ou o problema da gente, o cliente tem que sempre sair alegre daqui’”, recorda.

Mudanças tecnológicas. É claro que as transformações tecnológicas, com as crianças hoje mais interessadas na internet e jogos eletrônicos do que em colecionismo, tiveram um impacto significativo. No seu auge, a filatélica vendeu selos de R$ 0,30 até os raríssimos “Olhos de Boi” da época do Império que, sem carimbo, chegam a custar até R$ 15 mil. Hoje, Heloísa conta que há pais que trazem os filhos à loja para mostrar o que é um selo.

Como Sebastião havia dado à filha total liberdade para fazer do espaço o que achasse melhor após seu falecimento, ela decidiu, no Natal do ano passado, que era hora de seguir em frente. A tristeza na reação da clientela mais antiga da filatélica já era esperada por Heloisa, mas o que mais a surpreendeu foram as muitas manifestações de gratidão que recebeu.

“Papai sempre incentivou gerações de crianças a estudar, ao conhecimento, por meio dos selos. Ele falava que o mais importante da filatelia era a pessoa sentar e viajar através do selo. Muitas pessoas que me procuraram, dizendo: ‘Um dos motivos de eu ter virado gente foi porque, na infância, eu vinha aqui’. É legal ver que a loja se tornou parte da história da vida das pessoas”, reflete.

Em meio às paredes já quase nuas da loja, Heloisa reconhece com um semblante de paz o fim de um capítulo, mas ressalta que não se trata necessariamente do fim da cultura tão prezada e cultivada por seu pai. A coleção de Sebastião Ribeiro foi passada para o irmão de Heloisa, e ela ainda cogita alguma espécie de futuro para esses 67 anos de história. “A maioria das lojas de colecionismo tem se tornado virtuais porque se atinge um público bem maior sem precisar do espaço físico. Talvez a gente também faça isso. Ainda tenho que avaliar o que vai restar do acervo e a viabilidade de algo assim”, considera.

FOTO: LINCON ZARBIETTI - 3.2.2014




Sebastião Ribeiro trabalhou na loja até 25 de maio de 2016
avatar
FRITZEN

Localização : florianópolis
Data de inscrição : 24/08/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: FILATELICA GLOBO

Mensagem por odilo em Sab Jul 08 2017, 20:51

Só nos resta lamentar e desejar bons tempos para a Heloisa.

_________________
Coleciono países: Brasil, Alemanha (tudo), Suíça, Argentina, Portugal e USA. Série: Machins . Continuo juntando material para uma coleção sobre meios de transportes. Recente: Um país um selo. Futuro: Recortes de história postal. Reino dos Sérvios, Croatas e Slavos (1918-1929).
avatar
odilo

Idade : 75
Localização : Florianópolis
Data de inscrição : 20/02/2008

https://sites.google.com/site/procurandoselo/home

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: FILATELICA GLOBO

Mensagem por JOSE RENATO em Dom Jul 09 2017, 11:45

Frequentei demais essa loja as décadas de 70 e 80. Sr. Sebastião sempre muito atencioso com os mais novos, ensinando e cativando os futuros filatelistas. Não perdia a paciência e contava tudo, explicava, exemplificava.

Quando retornei a filatelia, fui lá e a loja já estava bem capenga, com poucas coisas, mas o atendimento era o mesmo e ele até se lembrou de mim, passados mais de 20 anos sem nos ver.

Com isso vai mais um pedaço da filatelia brasileira, tão capenga e tão comercial, nas mãos de gente cada vez mais gananciosa....

_________________
José Renato
Ouro Preto - MG

Coleciono: BRAZIL IMPÉRIO 
avatar
JOSE RENATO

Idade : 60
Localização : Ouro Preto - MG
Data de inscrição : 31/05/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: FILATELICA GLOBO

Mensagem por andreioc em Dom Jul 09 2017, 12:15

É uma pena ver a filatelia desaparecendo com o passar do tempo. Além de ser um hobby, uma terapia, um instrumento cultural era também uma forma de comunicação entre gerações. Como a Heloisa falou era um hobby comum entre crianças e adultos. Eu me lembro de visitar a agencia filatélica de Curitiba nos meados da década de 70 e era até dificil entrar na agencia pois estava cheia de pessoas reunidas em torno dos selos. A maioria era de senhores e eles eram muito receptivos para os jovens filatelistas. Entrar no hobby era muito fácil pois qualquer um recebia dezenas de cartas todas as semanas. Então para começar nem precisava de dinheiro. Acho que a primeira vez que gastei algum dinheiro com filatelia foi para ir a casa Bond Carneiro comprar benzina retificada para ver filigranas. Naquela época vendiam até para criança pois ninguém comprava produto quimico para "cheirar". Acho que um dos primeiros baques para os comerciantes filatélicos foi a hiperinflação. Lembro que quando começei a comprar selos para a coleção eu deixava para comprar no final do ano pois os comerciantes ainda não tinham o hábito de reajustar preços. Na época eu gostava da filatelica "Studio Filatelico Paranaense" que ficava no bairro das Merces. Até um determinado periodo todos seguiam o valor de catálogo. Também havia uma procura muito grande de selos na feira hippie em Curitiba. Lembro de comprar do "Seu Osvaldo" e da "Dona Tita", um casal já de alguma idade mas que sempre nos atendia com muita satisfação. A Dona Tita tinha uma coleção impressionante da temática "peixes". Bom, esta é a vida. Tudo passa e cada vez mais rápido.
avatar
andreioc

Idade : 52
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 24/12/2008

http://www.seloshow.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: FILATELICA GLOBO

Mensagem por Glauber em Dom Jul 09 2017, 12:39

Que pena... Mas precisamos resistir e deixar nosso hobby vivo.

Abraços,

_________________
Glauber Motta
Coleciono selos 'mint': Brasil; e dos temas: Circo, Desertificação,
Felinos do Continente Americano, Mercosul e América-UPAEP (emissões conjuntas) etc.;
Selos 'usados' de séries básicas.
avatar
Glauber

Idade : 42
Localização : Valente - BA - Brasil
Data de inscrição : 20/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: FILATELICA GLOBO

Mensagem por Roberto Pinto em Qua Jul 12 2017, 16:28

Há muito tempo atrás quando morava em BH, estive na loja do Sr. Sebastião para vender minha coleção, na época um ajuntamento de selos, com muita cordialidade ele me recomendou que guardasse esses selos e disse que um dia eu retornaria à coleção. Segui seu conselho e fui várias vezes a esse mágico local que ficará na memória para sempre.
avatar
Roberto Pinto

Idade : 51
Localização : Goiânia - GO
Data de inscrição : 21/09/2016

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: FILATELICA GLOBO

Mensagem por Christian Bernardi em Ter Ago 01 2017, 16:10

Boa tarde amigos...conhecia de nome, não tive a oportunidade de conhecer pessoalmente. Boa sorte a Dona Heloísa.

Filatelia Forever!!!
avatar
Christian Bernardi

Idade : 43
Localização : Pernambuco
Data de inscrição : 05/07/2014

http://filateliabernardi.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: FILATELICA GLOBO

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum