ALEMANHA - 2ª GUERRA MUNDIAL: BATALHA NA PONTE FREYBRÜCK - 1945!!!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

ALEMANHA - 2ª GUERRA MUNDIAL: BATALHA NA PONTE FREYBRÜCK - 1945!!!

Mensagem por Antonio C. Pulsy em Qui Jun 29 2017, 23:37

Compartilho com os colegas, cartão postal p&b, ponte com o nome de Havelbrücke, posterior Freybrucke em Pichelsdorf, próximo de Berlim.

                                    A BATALHA NA PONTE FREYBRÜCK.
                                                  BERLIM - 1945.

Muita história da Segunda Guerra Mundial não é relatada por haver conflito nas informações disponíveis. É o caso desta batalha travada pela Juventude Hitlerista (Hitlerjugend), onde soldados meninos alemães com 12/18 anos, combateram as forças russas na ponte Freybrück em Pichelsdorf, próximo de Berlim, em abril de 1945.

As Unidades da Juventude Hitlerista (Hitlerjugend) em Berlim somavam 3500/5000 meninos soldados e desempenharam um papel importante na sua defesa, onde lutaram na batalha de Seelower Höhen (Colinas de Seelow) e a derradeira Batalha de Berlim. Quando Berlim foi cercada por todos os lados, as pontes do rio Havel tornaram-se uma linha de vida crucial sobre a qual o alívio/ajuda externa poderia vir. Estas também foram usadas ​​para permitir a fuga dos emissários do Alto Comando alemão em missões críticas. Hitler e Arthur Axmann (Reichsjugendführer, Líder da Juventude Hitlerista) foram avisados no Führerbunker que o Exército Vermelho estava nos arredores de Berlim e prestes a atravessar o rio Havel pela ponte Freybrücke em Pichelsdorf. Uma vez que não havia tropas da Wehrmacht a disposição e por uma ordem direta de Hitler, foram enviados um batalhão de meninos soldados da Juventude Hitlerista (Hitlerjugend), sendo 550/600 (há relatos de 5000??) soldados adolescentes com idade de 12 a 18 anos para proteger a ponte Freybrücke em Pichelsdorf. A ponte Freybrücke, no final, tornou-se um foco de última esperança ... como uma linha de vida desesperada para uma possível fuga do inferno que se tornaria Berlim. O Alto Comando esperava que o 12º Exército do general Walther Wenck (conhecido na Alemanha como "O General Garoto") chegasse nas margens do rio Havel, daí a razão em defender a todo custo esta ponte, pois se o fizessem, o general e seu exército precisariam cruzar para Berlim com equipamentos e suprimentos. Wenck, atacando no dia 27, surpreendeu os russos pelo vigor e precisão de seus golpes. Os comunicados anunciados nas ruas de Berlim a respeito da marcha do "libertador" não são de todo fantasias. Ele toma Belzig, lançando grande desordem na retaguarda inimiga. Toma Beelitz, onde liberta 3.000 feridos e prisioneiros. Atinge a estação ferroviária de Ferch, e o primeiro lago no rio Havel, Schwielew, a 20 km de Berlim. Potsdam está apenas a 5 km. Wenck, então, desviou seu exército de Berlim em direção ao 9º Exército alemão do general Theodor Busse. Wenck e suas tropas fugiram para oeste, mas a luta contra os russo estava no leste e ordenou que suas forças se rendessem aos Estados Unidos para evitar a captura pelo Exército Soviético. O batalhão de soldados meninos da HJ foram posicionados na ponte para mantê-la aberta durante o maior tempo possível. Alguns afimam que o Reichsjugendführer Arthur Axmann tinha originalmente encarregado a unidade HJ para defender a ponte por 24 horas em 28-29 de abril (algumas versões dizem que a HJ estava na ponte desde 23 de abril?!?!). Os soldados meninos da HJ foram liderados pelo RJF Hauptamtschef Dr. Schlunder. Eles estavam com melhor preparo do que outras unidades da HJ em Berlim neste momento, devido haver soldados da Wehrmacht experientes como mentores e guias entre eles ... e tinham sido devidamente treinados como infantaria regular por muitas semanas. Eles também estavam adequadamente equipados com armas de infantaria: fuzis, morteiros, metralhadoras MG 42, Faustpatrone e Panzerfausts (Faustpatrone e o Panzerfausts eram variantes de lançadores de granadas anti-tanques auto-propulsionados, menores e descartáveis, com uma ogiva contendo uma mistura 50:50 de TNT e tri-hexogênio, carga explosiva de alto poder penetrante de até 5½ polegadas de blindagem, numa distância de até 30 metros (100 pés). O único lugar onde os alemães combatiam ainda na periferia de Berlim era na ponte Freybrücke, junto ao rio Havel. Ali, os meninos soldados de 12/18 anos, membros da Juventude Hitlerista, defendiam a ponte contra os russos que os atacavam com artilharia, tanques T-34 e aviões. A ação foi realizada até o dia 1 de maio, altura em que a HJ foi cercada pelos russos. Eles conseguiram escapar sob a cobertura da escuridão e às 18:00 daquele dia, a ponte recebeu bombardeio direto (algumas versões dizem que foi explodida pelos alemães), destruindo-a parcialmente e não havendo mais necessidade de defendê-la, uma vez que os russos não poderiam mais utilizá-la para travessia de seus blindados. É provável que algumas unidades que a defendiam, tenham sido originalmente membros da 1ª Panzervernichtungsbrigade Hitler Jugend, a qual foi criada em fevereiro como parte do III Aufgebot des "Volkssturms" ("Tormenta do Povo" foi a milícia nacional alemã criada por Adolf Hitler em 18 de outubro de 1944. Homens e adolescentes entre os 16 a 60 anos foram conscritos e integrados no plano de defesa da Alemanha para conter o avanço do Exército Vermelho e das tropas anglo-americanas). Mas a ponte Freybrücke serviu para um propósito maior, quando dois grupos de emissários do Alto Comando do Führerbunker conseguiram sair de Berlim através desta rota. Eles estavam carregando a última vontade de Hitler, seu testamento. É outro assunto que esses emissários nunca conseguiram alcançar, o sucessor de Hitler, o Almirante Dönitz em Flensburg. Então, como toda a história de terror em Berlim, isso também foi inútil no final! É relatado que a HJ teve sucesso em escapar pela escuridão e não sofreu tantas baixas na batalha, 70/200 vítimas (outras fontes informam 4500 vítimas?!?!). A fonte de informação para esse número de vítimas da HJ foram os residentes locais que foram questionados sobre como foi a defesa da ponte, após a guerra. O número de mortes da HJ durante a batalha de Berlim é estimado por Günther Kaufmann (um membro da equipe da RJF que escreveu sobre isso depois da guerra) como sendo "as centenas". O relatório diz que eles foram obrigados a deixar a ponte, pois os tanques russos se aproximavam pela retaguarda, além daqueles que atacavam pela frente. Arthur Axmann diz que a presença da HJ foi muito importante, pois permitiu que tropas e civis fugissem pela ponte. Ele também menciona que o pessoal do Führerbunker tomou essa rota e, no período pós-guerra, a acusação foi feita de que essa era a verdadeira razão para colocar a HJ em uma posição tão perigosa. Algumas das informações vieram da autobiografia de Arthur Axmann, intitulada "Das kann doch nicht das Ende sein" ("Isso não pode ser o fim, ainda") e algumas de "Ein Jugendführer in Deutschland" ("Um jovem líder na Alemanha") de Günter Kaufmann. A suspeita de que os soldados meninos foram usados, ​​principalmente, como um "escudo" para aqueles que escaparam do Führerbunker, veio de um artigo do pós-guerra na revista alemã "Der Spiegel".

CARTÃO POSTAL P&B SEU NOME ERA PONTE HAVELBRÜCKE - 1915.


CARTÃO POSTAL COLORIDO PONTE HEERSTRASSENBRÜCKE - 1916.


CARTÃO POSTAL COLORIDO "FELDPOST" PONTE HEERSTRASSEENBRÜCKE - 1917.


CARTÃO POSTAL P & B PONTE FREYBRÜCKE - 1952.


CARTÃO POSTAL P & B PONTE FREYBRÜCKE COM PASSAGEM DE TREM - 1956.


MAPA LOCALIZAÇÃO PONTE FREYBRÜCKE EM PICHELSDORF.


HITLER E A HITLERJUGEND.


A HITLERJUGEND HONRA O SOLDADO DESCONHECIDO, FORMANDO A SUÁSTICA EM 27/08/1933.


CARTEIRA DE UM INTEGRANTE DA HITLERJUGEND.


CARTAZ DA HITLERJUGEND.


MENINOS SOLDADOS HITLERJUGEND.


SOLDADO MENINO NA PONTE COM
SEU PANZERFAUST.


HITLERJUGEND ESPERANDO OS
RUSSOS CHEGAREM.


ARTHUR AXMANN SENDO INTERROGADO EM NUREMBERG.


GENERAL WALTHER WENCK, "O GENERAL GAROTO".


PONTE FREYBRÜCKE SEMI-DESTRUÍDA.


SOLDADO MENINO HITLERJUGEND.


CAIXA ORIGINAL DE PANZERFAUSTS.


ÚLTIMA APARIÇÃO DE HITLER AO RECEBER OS SOLDADOS MENINOS DA HITLERJUGEND NOS
JARDINS DA CHANCELARIA DO REICH.
avatar
Antonio C. Pulsy

Idade : 61
Localização : Canoas/RS.
Data de inscrição : 24/04/2014

http://antonio.pulsy@bol.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ALEMANHA - 2ª GUERRA MUNDIAL: BATALHA NA PONTE FREYBRÜCK - 1945!!!

Mensagem por Marcelo Zampa Filgueiras em Sex Jun 30 2017, 06:23

Mais uma triste etapa da guerra, crianças em batalha. Obrigado Antônio, procuro não perder nenhuma publicação sua, são todas sensacionais.
avatar
Marcelo Zampa Filgueiras

Idade : 50
Localização : São João Nepomuceno - MG
Data de inscrição : 07/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ALEMANHA - 2ª GUERRA MUNDIAL: BATALHA NA PONTE FREYBRÜCK - 1945!!!

Mensagem por Antonio C. Pulsy em Sex Jun 30 2017, 08:59

Prezado,

agradecido...
avatar
Antonio C. Pulsy

Idade : 61
Localização : Canoas/RS.
Data de inscrição : 24/04/2014

http://antonio.pulsy@bol.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ALEMANHA - 2ª GUERRA MUNDIAL: BATALHA NA PONTE FREYBRÜCK - 1945!!!

Mensagem por Christian Bernardi em Sex Jun 30 2017, 11:57

Excelente Antonio, mais uma vez, uma aula sobre o período! Obrigado por compartilhar!
avatar
Christian Bernardi

Idade : 42
Localização : Pernambuco
Data de inscrição : 05/07/2014

http://filateliabernardi.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ALEMANHA - 2ª GUERRA MUNDIAL: BATALHA NA PONTE FREYBRÜCK - 1945!!!

Mensagem por Antonio C. Pulsy em Sab Jul 01 2017, 17:45

Prezado,

agradecido...
avatar
Antonio C. Pulsy

Idade : 61
Localização : Canoas/RS.
Data de inscrição : 24/04/2014

http://antonio.pulsy@bol.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ALEMANHA - 2ª GUERRA MUNDIAL: BATALHA NA PONTE FREYBRÜCK - 1945!!!

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum