UNIÃO SOViÉTICA - 2ª GUERRA MUNDIAL - MANSHUK MAMETOVA, A HEROÍNA DE NEVEL - 1943!!!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

UNIÃO SOViÉTICA - 2ª GUERRA MUNDIAL - MANSHUK MAMETOVA, A HEROÍNA DE NEVEL - 1943!!!

Mensagem por Antonio C. Pulsy em Qui Jun 08 2017, 22:28

Compartilho com os colegas, selo emissão 1995, Cazaquistão, homenagem a "Manshuk Mametova, a Heroína de Nevel".

                                             MANSHUK MAMETOVA,
                                             A HEROÍNA DE NEVEL.

Manshuk Mametova (nasceu em 23 de outubro de 1922 em Zhaskus na região dos urais, Cazaquistão - feleceu com 20 anos em 15 de outubro de 1943 em Nevel, Cazaquistão) era uma cazeque soviética que participou da Segunda Guerra Mundial. A partir dos 5 anos de idade, ela era uma órfã que foi criada por familiares do seu pai. Vinte anos antes, na Rússia czarista, ser um órfão teria significado que ela não teria nenhuma chance de garantir qualquer tipo de carreira, porem, os sistemas soviéticos permitiram que ela primeiro estudasse numa Escola Secundária (esta escola tem o seu nome hoje) e depois viesse a cursar Faculdade de Medicina. Enquanto ainda na Faculdade de Medicina, Manshuk, um socialista dedicada, começou a trabalhar para o Secretariado da Autoridade de Execução Republicana do Cazaquistão. Quando a Alemanha nazista atacou a União Soviética em 21 de junho de 1941, Operação Barbarossa, Manshuk tinha 18 anos de idade e foi uma das primeiras pessoas a se voluntariar no local do recrutamento militar. O Exército Vermelho distinguiu-se de todos os outros exércitos, admitindo que as mulheres se voluntariassem em parte devido à ideologia socialista "Orgulho de Emancipação". Manshuk foi motivada para se voluntariar pelo "Patriotismo e acreditar no Sistema Soviético" mas, também, o Cazaquistão tem um folclore e mitologias baseados na realidade histórica "Que glorifica as mulheres guerreiras" - algo muito comum nesta região do mundo, desde a Idade do Ferro. Podendo isso, também, ter sido um fator motivacional para ela. No Exército Vermelho, Manshuk foi incorparada a 100ª Companhia de Rifle, composta principalmente por tropas cazaques e sendo uma das duas mulheres que serviram nesta Companhia. Manshuk mostrou muito interesse por metralhadoras e usou seu tempo livre para estudar o projeto das metralhadoras soviéticas e aprender a atirar com elas. Por causa de seu talento, seus superiores decidiram treina-la como operadora de metralhadora. Em 1942, participou de várias batalhas, sempre com distinção. Em 15 de outubro de 1943, a 100ª Companhia de Reflie foi incorporada as Forças da Frente Kalinin que estavam envolvidas em combates pesados contra os nazistas, tentando aliviar a pressão alemã exercida sobre a região de  Nevel na Rússia Ocidental. A luta foi muito dura, uma vez que os alemães tiveram a vantagem de estar em colinas acima das tropas soviéticas e pararam seu avanço, ao infligir grandes baixas às tropas soviéticas. Em determinado momento da batalha, Manshuk e seu colega de metralhadora, foram sozinhos, rastejando e se aproximaram de um ninho de metralhadora nas posições alemãs e subiram uma colina pelo flanco sem serem vistos. Manshuk atacou e matou os alemães desta posição com sua pistola e faca, assumindo assim o ninho de metralhadora alemã. De lá, ela e seu colega de armas começaram a atirar nos alemães, dando às tropas soviéticas tempo para atacar. Depois de uma hora de combates sem parar contra as tropas nazistas, uma granada de mão alemã foi lançada no ninho de metralhadora matando seu colega e ferindo mortalmente Manshuk. Ainda assim, ela continuou lutando contra os nazistas e seu contínuo ataque aos alemães, virou a maré da batalha. Manshuk morreu no mesmo dia, mas devido suas ações durante a batalha, Nevel foi conquistada pelas tropas soviéticas. Sem esta ação de coragem e patriotismo feita por Manshuk, provavelmente milhares de soldados soviéticos teriam morrido na batalha por Nevel. Manshuk recebeu a "Ordem Heroína da União Soviética", postumamente. Manshuk esta enterrada em Nevel e pode ser lembrada não só como uma heroína da Segunda Guerra Mundial, mas também como outra mulher na longa fila de guerreiras cazaques que lutaram com bravura e deram sua vida pela liberdade do seu povo.

SELO EMISSÃO CAZAQUISTÃO EM HOMENAGEM A
MANSHUK MAMETOVA.


MANSHUK MAMETOVA
EM TRAJE MILITAR.


METRALHADORA MAXIM RUSSA.


MEDALHA "ORDEM HEROÍNA DA UNIÃO SOVIÉTICA".


MONUMENTO EM HOMENAGEM A MANSHUK MAMETOVA,
ORAL - CAZAQUISTÃO.
avatar
Antonio C. Pulsy

Idade : 61
Localização : Canoas/RS.
Data de inscrição : 24/04/2014

http://antonio.pulsy@bol.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UNIÃO SOViÉTICA - 2ª GUERRA MUNDIAL - MANSHUK MAMETOVA, A HEROÍNA DE NEVEL - 1943!!!

Mensagem por Marcelo Zampa Filgueiras em Sex Jun 09 2017, 06:45

Esta história até agora é a que mais mostrou bravura e coragem, na minha opinião.
Parabéns pela publicação
avatar
Marcelo Zampa Filgueiras

Idade : 51
Localização : São João Nepomuceno - MG
Data de inscrição : 07/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UNIÃO SOViÉTICA - 2ª GUERRA MUNDIAL - MANSHUK MAMETOVA, A HEROÍNA DE NEVEL - 1943!!!

Mensagem por Antonio C. Pulsy em Sex Jun 09 2017, 20:13

Prezado,

a bravura das russas perante um inimigo de tamanha crueldade é algo fora do comum...
avatar
Antonio C. Pulsy

Idade : 61
Localização : Canoas/RS.
Data de inscrição : 24/04/2014

http://antonio.pulsy@bol.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UNIÃO SOViÉTICA - 2ª GUERRA MUNDIAL - MANSHUK MAMETOVA, A HEROÍNA DE NEVEL - 1943!!!

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum