UNIÃO SOViÉTICA - 2ª GUERRA MUNDIAL - OS PELOTÕES FEMININOS DE SNIPERS RUSSAS!!!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

UNIÃO SOViÉTICA - 2ª GUERRA MUNDIAL - OS PELOTÕES FEMININOS DE SNIPERS RUSSAS!!!

Mensagem por Antonio C. Pulsy em Sex Jun 02 2017, 19:19

Compartilho com os colegas, selo emissão União Soviética em homenagem "A bravura das snipers (franco-atiradoras) Russas em defesa do solo pátrio".


SELO EM HOMENAGEM A BRAVURA DE KOVSHOVA E POLIVANOVA 1943.


                                      OS PELOTÕES FEMININOS DE
                                SNIPERS RUSSAS NA SEGUNDA GUERRA.

Na década que antecedeu a Segunda Guerra Mundial e ao longo dela, a União Soviética era o único país que tinha, estritamente, treinado unidades de atiradores de elite (snipers). Um requisito que tinha peso na decisão: serem excelentes caçadores no interior da Rússia. O talento sniping (termo originado da dificílima caça inglesa de um pássaro indiano, o snipe, dotado de extrema agilidade e inteligente furtividade), era muito estimulado nas tropas da União Soviética, sendo ela a nação mais avançada do mundo nesta doutrina mililitar, tanto é verdade que os próprios nazistas enviaram centenas de snipers para se aprimorarem com os russos. A utilização de pelotões de franco-atiradores, que eram capazes de fornecer fogo de supressão/cobertura de longo alcance, eliminando alvos de alto valor como: oficiais graduados e/ou líderes inimigos no campo de batalha, depósitos ou mesmo veículos penetrados por projéteis especiais incendiários ou explosivos. Em poucos momentos na História, a mulher demonstrou tanta bravura em combate e tanta coragem quanto os pelotões femininos de snipers (franco-atiradoras) soviéticas. Observando o número de baixas causadas por elas e os atos de bravura individuais, chega a ser assustador.
1.
Olga Vasilyeva, como uma sniper (franco-atiradora), participou de ação pela primeira vez em 1943. Abateu 185 soldados e oficiais alemães ao longo da guerra. Quando a Segunda Guerra Mundial terminou, ela voltou para Voronezh, condecorada com a "Ordem da Guerra Patriótica" e a "Ordem da Estrela Vermelha".

SNIPER OLGA VASILYEVA.


ORDEM DA GUERRA PATRIÓTICA E
ORDEM DA ESTRELA VERMELHA.

2.
Natalya V. Kovshova nasceu em Ufa em 1920 e juntou-se ao exército em outubro de 1941. No dia 14 de agosto de 1942, o regimento de Natalya estava combatendo perto da aldeia de Sutoki-Byakovo na região de Novgorod. Dois Franco-atiradores resistiram à ofensiva alemã nas trincheiras. Os soldados russos foram mortos um após o outro. Natalya era uma das poucas que permaneceu viva, ela estava ferida. Como ser capturada não era uma opção, então decidiu puxar o pino da granada, e esperar para explodir os soldados alemães, quando chegassem na trincheira. Quando os alemães finalmente chegaram na trincheira, Natalya detonou as granadas, matando-se juntamente com muitos soldados alemães. Ela recebeu postumamente a medalha "Herói da União Soviética", em reconhecimento ao seu sacrifício. Mariya Polivanova nasceu em uma aldeia na região de Tula, em 1922. Ela estava com Natalya Kovshova, quando detonaram as granadas na luta perto da aldeia de Sutoki-Byakovo na Região de Novgorod em 14 de agosto de 1942. As duas morreram levando vários soldados alemães junto.

SNIPERS NATALYA KOVSHOVA E MARIYA POLIVANOVA.

[/url]
SELO EM HOMENAGEM A BRAVURA DE KOVSHOVA E POLIVANOVA.

3.
Inna Mudretsova matou 138 soldados e oficiais alemães, sendo seu primeiro alvo abatido em 1943. Ela teve seu braço esquerdo amputado após um grave ferimento. Ela morreu pouco antes do 55º aniversário da Grande Vitória.


SNIPER INNA MUDRETSOVA.

4.
Nina Petrova nasceu em 1893 no período da Segunda Guerra Mundial, tinha 48 anos e não precisava lutar. No entanto, se juntou ao exército e matou 122 soldados e oficiais alemães. Ela morreu em um acidente de carro em 01 de maio de 1945.


SNIPER NINA PETROVA.

5.
Elizabeth Mironova, sniper do Exército Soviético, abateu 100 soldados nazistas, antes de ser morta em combate na defesa de Novorossiysk. Ela faz parte dos vários grupos de mulheres snipers (franco-atiradoras) que consta no seu currículo terem abatido mais de 100 soldados e oficiais nazistas, durante a invasão da União Soviética.


SNIPER ELIZABETH MIRONOVA.

6.
Nina Alexeyevna Lobkovskaya foi uma combatente russa que atuou como sniper (franco-atiradora) no Exército Vermelho, durante a Segunda Guerra Mundial. A ela foram creditadas 309  soldados e oficiais mortos durante a guerra. Por causa desse recorde, ela é considerada uma das melhores atiradoras de elite de todos os tempos.


SNIPER NINA A. LOBKOVSKAYA.

7.
Mariya Koshkina matou 85 soldados e oficiais nazistas, começando como instrutora médica e, em seguida, se tornou sniper. Quando ela foi ferida na perna, continuou atuando como instrutora de médicos e socorrista. Ela nunca usava qualquer uma de suas medalhas e ordens de condecoração, quando estava em casa na região de Leningrado, porque “recebeu por matar os invasores da União Soviética”.


SNIPER MARIYA KOSHKINA.

8.
Sargento Lyubov Makarova, sniper (franco-atiradora) do 3º Exército de Choque da 2ª Frente Báltica. Foi agraciada com as medalhas "Ordem da Glória" 2ª e 3ª Classe. Abateu 84 soldados e oficiais nazistas. Após o fim da guerra, voltou para Perm, sua cidade natal.


SNIPER LYUBOV MAKAROVA.


ORDEM DA GLÓRIA 2ª CLASSE.

9. Alexandra E. Vinogradova abateu 83 soldados e oficiais alemães.


SNIPER ALEXANDRA E. VINOGRADOVA.

10.
Sargento Julia Belousova, sniper do 3º Exército dos Guardas de Choque, matou mais de 80 soldados e oficiais alemães.


SNIPER JULIA BELOUSOVA.

11. Yevgenia Makeeva matou 68 soldados e oficiais alemães.

SNIPER YEVGENIA MAKEEVA.


FUZIL PADRÃO DAS SNIPERS: MOSIN NAGANT, CALIBRE 7,62 COM LUNETA.
avatar
Antonio C. Pulsy

Idade : 61
Localização : Canoas/RS.
Data de inscrição : 24/04/2014

http://antonio.pulsy@bol.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum