UNIÃO SOViÉTICA - 2ª GUERRA MUNDIAL - A SNIPER DE OURO RUSSA - 1942!!!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

UNIÃO SOViÉTICA - 2ª GUERRA MUNDIAL - A SNIPER DE OURO RUSSA - 1942!!!

Mensagem por Antonio C. Pulsy em Qua Maio 31 2017, 08:14

Compartilho com os colegas, dois selos emitidos em homenagem a "Maior Sniper da União Soviética durante a Segunda Guerra Mundial, Lyudmila M. Pavlichenko".

                                               LYUDMILA M. PAVLICHENKO,
                                               A SNIPER DE OURO RUSSA.

Em 12 de julho de 1916, nasce na pequena vila de Belaya Tserkov, Ucrânica, uma menina que ficaria na história militar russa. Ela se tornou uma estudante brilhante nos primeiros anos de escola. Quando estava com 14 anos, seus pais se mudaram para Kiev, a capital do país. Neste período, passou a participar de um clube de tiro e se tornou uma boa atiradora. Ela também trabalhou em um depósito de armas e munições. Seu nome: Lyudmila Mikhlailovna Pavlichenko que se tornaria a maior sniper feminina da União Soviética. Em junho de 1941, os alemães lançaram a Operação Barbarossa atacando a União Soviética. Lyudmila estava estudando na Universidade de Kiev. Estava com 24 anos e se formando em História. Muitos dos estudantes russos apressaram-se em se alistarem. Quando ela se alistou, pediu para servir na infantaria. O oficial responsável pelo alistamento riu. Então, ela mostrou um certificado de franco-atiradora para provar que falava sério. Ele tentou dissuadí-la para ela ser uma enfermeira, mas recusou. Ela foi incorporada, então, na 25ª Divisão de Infantaria. Ela se tornou uma das duas mil mulheres snipers soviéticas das quais somente 500 sobreviveram a guerra. Como sniper, as duas primeiras mortes foram registradas próximas a Belyayevka. Seu rifle era um Mosin Nagant com uma mira telescópica com aproximação de 4 vezes, 5 tiros e disparava uma bala de 148 gr a uma velocidade de 853 m/s. Era muito útil para alvos a mais de 550 m. Pavlichenko lutou cerca de dois meses e meio próximo a Odessa. Lá, ela registrou 187 mortes. Os alemães tomaram o controle de Odessa e a sua unidade foi enviada para Sebastopol na Península da Criméia. Em maio de 1942, a tenente Pavlichenko foi citada pelo Conselho do Exército Vermelho por ter abatido 257 alemães. O número total de mortes confirmadas de Pavlichenko durante a Segunda Guerra é de 309, incluindo 36 snipers inimigos e, pelo menos, 100 oficiais. Em um destes duelos, ela recolheu o diario de um sniper alemão que ela matou. Pelas anotações, havia abatido mais de 500 soldados soviéticos. Em junho de 1942, ela foi ferida por estilhaços de uma explosão de morteiro. Menos de um mês depois de ser ferida, foi retirada da linha de frente de combate, pois Lyudmila é considerada uma heroína. Ela foi enviada ao Canadá e aos Estados Unidos como relações pública da União Soviética. Ela se tornou a primeira cidadã soviética a ser recebida pelo presidente dos EUA. O presidente Roosevelt e sua esposa a receberam na Casa Branca. Lyudmila foi convidada por Eleanor Roosevelt a viajar pela América, relatando suas experiências em combate. Antes, foi convidada a comparecer na Assembléia Internacional de Estudantes que estava acontecendo em Washington, onde ela foi recebida como uma grande heroína. Mais tarde, participou de encontros e conferências em Nova York. Ganhou como presente, uma pistola Colt semi-automática. No Canadá, foi presenteada com um rifle Winchester com mira telescópica e este está exposto no Museu Central das Forças Armadas em Moscou. Ela foi promovida a Major, mas nunca mais retornou aos campos de batalha, tornando-se uma instrutora de tiro. Treinou centenas de snipers soviéticos até o fim da guerra. Em 1943, ela recebeu a Estrela de Ouro (Gold Star) e o título de Heroina da União Soviética, fato que rendeu sua imagem num selo comemorativo. Seu rifle preferido era o rifle Tokarev SVT-40, semi-automático. Lyudmila retornou a Universidade de Kiev. De 1945 a 1953, ela foi pesquisadora assistente da marinha soviética. Ela também esteve envolvida em numerosas conferências e congressos internacionais. Era muito ativa no Comitê Soviético dos Veteranos de Guerra. Lyudmila Pavlichenko, morreu em 10 de outubro de 1974, aos 58 anos e está enterrada no Cemitério Novodevichiye em Moscou.

PRIMEIRO SELO EM HOMENAGEM
A LYUDMILA PAVLICHENKO - 1943.


SEGUNDO SELO EM HOMENAGEM A LYUDMILA PAVLICHENKO - 1976.


LYUDMILA PAVLICHENKO COM UNIFORME MILITAR.


LYUDMILA PAVLICHENKO EM UNIFORME CAMUFLADO COM RIFLE TOKAREV SVT - 40.


ROBERT JACKSON, JUSTIÇA, LYUDMILA E ELEANOR ROOSEVELT - 1942.
BIBLIOTECA DO CONGRESSO.


LYUDMILA PAVLICHENKO SENDO RECEBIDA NA CASA BRANCA.


FUZIL SEMI-AUTOMÁTICO TOKAREV SMT - 40.
avatar
Antonio C. Pulsy

Idade : 61
Localização : Canoas/RS.
Data de inscrição : 24/04/2014

http://antonio.pulsy@bol.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UNIÃO SOViÉTICA - 2ª GUERRA MUNDIAL - A SNIPER DE OURO RUSSA - 1942!!!

Mensagem por Marcelo Zampa Filgueiras em Qua Maio 31 2017, 10:22

Mais uma excelente publicação. Obrigado Antônio, estou sempre atento as suas histórias.
avatar
Marcelo Zampa Filgueiras

Idade : 51
Localização : São João Nepomuceno - MG
Data de inscrição : 07/04/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UNIÃO SOViÉTICA - 2ª GUERRA MUNDIAL - A SNIPER DE OURO RUSSA - 1942!!!

Mensagem por Antonio C. Pulsy em Qua Maio 31 2017, 13:44

Prezado,
agradecido...
avatar
Antonio C. Pulsy

Idade : 61
Localização : Canoas/RS.
Data de inscrição : 24/04/2014

http://antonio.pulsy@bol.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: UNIÃO SOViÉTICA - 2ª GUERRA MUNDIAL - A SNIPER DE OURO RUSSA - 1942!!!

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum