ALEMANHA - 2ª GUERRA MUNDIAL: A BATALHA DE KURSK - A ÚLTIMA OFENSIVA ALEMÃ NO LESTE - 1943!!!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

ALEMANHA - 2ª GUERRA MUNDIAL: A BATALHA DE KURSK - A ÚLTIMA OFENSIVA ALEMÃ NO LESTE - 1943!!!

Mensagem por Antonio C. Pulsy em Dom Maio 21 2017, 01:26

Compartilho com os colegas, bloco comemorativo aos "60 Anos Batalha de Kursk", ocorrida em 1943.

                                           A BATALHA DE KURSK,
                                  A ÚLTIMA OFENSIVA ALEMÃ NO LESTE.

Hitler estava consciente que precisava de uma grande vitória militar no leste para reverter o curso da guerra naquele setor uma vez que no norte da África, os exércitos ítalo-germânicos haviam sido encurralados na Tunísia, após o desembarque das tropas anglo-americanas (Operação Tocha) na Argélia. Para piorar, no front oeste já se falava num desembarque aliado na França. Os primeiros fracassos da Wehrmacht diante de Moscou, em dezembro de 1941, e a derrota do 6º Exército, em fevereiro de 1943, no cerco à Stalingrado, ainda estavam presos na garganta do soldado alemão. Não havia tempo a perder...na mente do Führer! O Alto Comando Alemão (OKW) observou que a linha de frente das forças germânicas, em território russo, estendia-se por 50 km entre as cidades de Orel e Kharkov. Ali, três exércitos inteiros ocupavam uma saliência que poderia ser utilizada para atrair o Exército Vermelho num enorme bolsão e cercá-lo. A junção deveria ser feita na estratégica cidade de Kursk, também conhecida como região de Prokhorovka, local onde seria travada a maior batalha de tanques da história mundial, sendo um importante centro ferroviário no sentido norte-sul da Rússia. Se a ofensiva obtivesse sucesso, seus comandantes tinham permissão de seguir a frente, por conta própria, até uma nova linha mais adiante, próxima ao rio Don. Era uma estratégia clássica a qual, certamente, os soviéticos estavam cientes. Vários generais alemães discordaram da ofensiva tão óbvia naquela saliência. Além disso, o serviço de inteligência russo recebeu, através de seus agentes infiltrados, todas as informações necessárias sobre os planos do inimigo. O ataque alemão foi adiado por duas ocasiões a fim de acumular pessoal e material bélico (200 novos Tanques Tiger I) suficientes para aumentar as chances de sucesso. Este precioso tempo desperdiçado forneceu aos soviéticos o período necessário para que a linha de defesa fosse pesadamente reforçada. Houve, também, o auxílio das operações dos guerrilheiros locais que dificultaram a concentração do inimigo. O atraso alemão em lançar sua ofensiva deu aos soviéticos quatro meses para se prepararem e a cada dia que passava eles tornavam a saliência em um dos pontos da terra mais pesadamente defendidos. O Exército Vermelho "plantou" mais de 400 mil minas terrestres e cavou cerca de 5.000 quilômetros de trincheiras e trincheiras anti-tanques com posições tão retiradas quanto 175 km da linha de frente. No começo de julho de 1943, os dois exércitos estavam preparados para aquilo que ficou conhecido na História Militar como, a "maior batalha de blindados de todos os tempos", até então. Os soviéticos, por sua vez, prepararam uma força ainda maior: 1,3 milhão soldados, 20.200 canhões, 3.300 tanques (KV-1, T-34/75, T-60 e T-70) e 2.650 aviões (Il-2, Yak-9, La-5 e Pe-2). Eram 47 exércitos distribuídos em 7 frentes, todos subordinados ao vitorioso Marechal Georg Zhukov, o salvador de Leningrado e Moscou. Em Kursk, o Exército Soviético tinha um encontro marcado e ficou frente a frente com a elite da Wehrmacht, as Divisões de Tanques SS, sendo estas: Divisão SS Adolf Hitler; Divisão SS Totenkopf e Divisão SS Das Reich. As 3:20h da manhã de 05/07/1943, a artilharia do Exército Vermelho começou a bombardear as posições inimigas, tendo resposta imediata da artilharia alemã. Duas horas depois, os tanques Panzer puseram-se a caminho dos seus objetivos. Os soviéticos lançaram sua Força Aérea e as primeiras horas da batalha tornou-se a mais longa luta aérea já travada. A Luftwaffe conseguiu segurar o inimigo com poucas baixas, mas passou a respeitar o poderio aéreo dos russos, algo até então impensável. Com uma semana de luta, a Wehrmacht tinha avançado apenas 10 km e, ao norte, foram obrigadas a recuar. O choque dos tanques ocorreu de forma violenta no dia 12, quando mais de 1.500 blindados se defrontaram, a curta distância. Uma parte considerável das baixas alemães foi causada pela ação de minas antitanque, espalhadas cuidadosamente pelos russos no campo de batalha. Após um dia inteiro de luta de pura carnificina, uma vez que os disparos dos tanques se fazia a curta distância, algo em torno de 300 a 500 metros e até a "queima roupa", algo em torno de 30/50 metros, isto devido os tanques russos não terem potência de fogo suficiente para perfurar a blindagem dos tanques nazistas. Os tanquistas russos, muitas vezes, jogavam seus tanques atingidos e em chamas contra os tanques nazistas, vindo a ocasionar a explosão de ambos blindados. Ambos os lados ao se retirarem, deixaram para trás cada um, cerca de 300 tanques destruídos. As baixas em homens foram muito maiores no lado russo, mas a iniciativa do ataque germânico perdeu seu ímpeto. Um dia antes, os anglo-americanos desembarcaram (Operação "Husky") na ilha da Sicília, ao sul da Itália. Este fato desnorteou o ditador nazista que chegou a pensar em cancelar a Operação Cidadela e transferir as tropas para o território italiano. Seus generais argumentaram que com um pouco mais de esforço, os objetivos da operação poderiam ser alcançados. Este momento de indecisão ocorreu ao mesmo tempo em que o Exército Vermelho lançou uma contra-ofensiva no norte do saliente. Tropas alemãs do Grupo de Exércitos Sul foram deslocadas rapidamente em apoio as do Grupo Centro. Os russos se reagruparam no sul e também lançaram um contra-ataque libertando, em sequência, algumas cidades importantes em poder dos nazistas. No dia 11/08 libertaram Kharkov, uma cidade chave que Hitler havia jurado defender até o fim. As tropas alemãs exauridas e com baixo moral se retiraram de toda a frente em 20/08. No final da grande batalha, os alemães haviam perdido 56 mil soldados, cerca de 350 tanques e 200 aviões. O número de feridos alcançou a casa dos 150 mil. No lado soviético a matança foi ainda maior: 178 mil homens, 1.600 tanques e 1.000 aeronaves, além de 300 mil feridos. Apesar da grande diferença de baixas, o objetivo de Hitler não foi alcançado e, pior que isso, a força avassaladora da contra-ofensiva soviética iria se transformar num "rolo compressor" que somente teria fim às portas de Berlim, pouco menos de dois anos depois, arrasando a capital Berlim da Alemanha Reich e pondo fim na Segunda Guerra Mundial.
                                                         
                                                   Efetivo alemão e aliados:

> 900 mil soldados.
> 10 mil canhões.
> 2.700 tanques (Tiger I, Panzer III e IV, Elefant).
> 2.500 aviões (Me-109, Ju-87, Hs-129 e Fw-190).

                                                          Efetivo russo:

>  1,3 milhão soldados.
> 20.200 canhões.
> 3.300 tanques (KV-1, T-34, T-60 e T-70).
> 2.650 aviões ((Il-2, Yak-9, La-5 e Pe-2).


BLOCO COMEMORATIVO AOS 60 ANOS DA BATALHA DE KURSK.


MAPA LOCALIZAÇÃO DAS FORÇAS SOVIÉTICAS E ALEMÃS NO SALIENTE DE KURSK.


PANZER ELEFANT, TAMBÉM ERA CHAMADO DE FERDINAND.


PANZER III.


PANZER IV.


PANZER V - PANTHER.


PANZER V - TIGER.


TANQUE RUSSO KV - 1.


TANQUE RUSSO T - 34.


TANQUE RUSSO T - 60.


TANQUE RUSSO T - 70.


TANQUES ALEMÃES DESTRUÍDOS NA BATALHA DE KURSK.


PANZER TIGER DESTRUÍDO.


PANZER PANTHER DESTRUÍDO.


TANQUE ELEFANT/FERDINAND DESTRUÍDO.


TANQUE RUSSO T - 34 DESTRUÍDO.


Última edição por Antonio C. Pulsy em Dom Maio 21 2017, 15:53, editado 1 vez(es)
avatar
Antonio C. Pulsy

Idade : 61
Localização : Canoas/RS.
Data de inscrição : 24/04/2014

http://antonio.pulsy@bol.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ALEMANHA - 2ª GUERRA MUNDIAL: A BATALHA DE KURSK - A ÚLTIMA OFENSIVA ALEMÃ NO LESTE - 1943!!!

Mensagem por FRITZEN em Dom Maio 21 2017, 05:50

avatar
FRITZEN

Localização : florianópolis
Data de inscrição : 24/08/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum