ALEMANHA REICH - ADOLF NEBEL E A CRIAÇÃO DO FOGUETE - 1930!!

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

ALEMANHA REICH - ADOLF NEBEL E A CRIAÇÃO DO FOGUETE - 1930!!

Mensagem por Antonio C. Pulsy em Qui Set 22 2016, 20:52

Compartilho com os colegas, cartão personalizado com assinatura do homenageado Rudolf Nebel, Pioneiro Alemão em Foguetes, carimbo comemorativo aos "40 Anos Campo de Lançamento de Foguetes", Berlin Flughafen Tegel - 28/09/1970.

                                      RUDOLF NEBEL E A CRIAÇÃO DO FOGUETE.
                                                           
Rudolf Nebel (nasceu em Weissenburg, Baviera em 21 de março de 1894; faleceu em Düsseldorf em 18 de setembro de 1978) foi um engenheiro alemão que participou do desenvolvimento de foguetes na década de 1930 e cofundador do "Campo de Lançamento de Foguetes de Berlin", o primeiro centro de lançamento de foguetes do Mundo (em alemão: "Raketenflugplatz Berlin". Criado especificamente para esta finalidade no distrito de Berlin-Tegel em 1930 em uma área adjacente ao atual aeroporto de Berlin-Tegel, antes ocupada por um depósito de munição francês abandonado que Rudolf Nebel teve êxito em arrendar do Ministério de Guerra prussiano. Foi nessa área de quatro quilômetros quadrados que o pessoal da "Verein für Raumschiffahrt" (VfR) (em alemão: Sociedade para Viagens Espaciais) efetuou seus testes com foguetes movidos a combustível líquido como o "Mirak" (abreviação do termo alemão: "Minimumsrakete" ou "Foguete Mínimo"), foi a designação do primeiro foguete funcional, movido a combustível líquido, construído em 1930. No início da década de 1930, o grupo de técnicos da "VfR" foi patrocinado pela "Heereswaffenamt" (HwaA) (em alemão: "Órgão de Aceitação do Exército", foi uma organização criada originalmente em 1919 como "Waffenamt", rebatizada em 1922, com o objetivo de "certificar" a qualidade dos artefatos produzidos para uso do exército alemão), que já visualizava o uso de foguetes como armas alternativas as restrições impostas pelo Tratado de Versalhes). O Mirak pesava 20 kg no lançamento, com comprimento de 3,5 m e diâmetro de 10 cm. Foi lançado cerca de cem vezes entre 1930 e 1932 e o "Repulsor", designação do segundo foguete funcional, movido a combustível líquido em 1931. Muitos desses testes falharam, mas alguns chegaram a atingir altitudes de 100 metros e mais tarde 4.000 metros. Em 30 de setembro de 1933, o "Campo de Lançamento de Foguetes de Berlin" foi fechado sob o pretexto de uma conta de água não paga. Logo em seguida, a Wehrmacht tomou conta de toda a pesquisa de foguetes proibindo a continuação de iniciativas privadas nessa área. Segundo narrativas de Nebel, os teste eram audíveis tão longe quanto a praça de Potsdamer, e eventualmente atraia considerável atenção da imprensa, que apelidou o grupo de engenheiros de "Os Tolos de Tegel" (em alemão: "Die Narren von Tegel"). Nebel serviu como piloto de caça na "Luftstreitkräfte" (a "Deutsche Luftstreitkräfte", conhecida antes de outubro de 1916 como "Die Fliegertruppen des deutschen Kaiserreiches" ou simplesmente "Die Fliegertruppen", foi o braço aéreo do Exército Imperial Alemão durante a Primeira Guerra Mundial 1914-1918. Depois da guerra, o serviço aéreo foi dissolvido em 08 de maio de 1920 pelas condições impostas pelo Tratado de Versalhes (1919), levando à destruição de todos os aviões) durante a Primeira Guerra Mundial, sendo um dos pioneiros no uso de foguetes sinalizadores como arma ofensiva em aviões de caça.  Depois da Guerra ele completou os estudos obtendo graduação em engenharia. No período que antecedeu a Segunda Guerra ele foi um dos membros fundadores da "Verein für Raumschiffahrt"("VfR") nome alemão para "Sociedade para Viagens Espaciais", uma associação civil amadora alemã, voltada ao estudo de foguetes, que incluía membros de fora da Alemanha. Fundada em 05 de junho de 1927 em Breslau, o primeiro teste prático bem sucedido da "VfR" com combustível líquido ocorreu em 25 de janeiro de 1930, tendo outros experimentos com foguetes, estes foram efetuados numa fazenda perto de Bernstadt, na Saxônia. Max Valier (nasceu em 09 de Fevereiro de 1895 - faleceu em 17 de Maio de 1930) austríaco, foi um pioneiro, também, em foguetes. Ele ajudou na fundação da "Verein für Raumschiffahrt" (VfR - "Sociedade para Viagens Espaciais") e colocou juntas muitas das mentes que mais tarde tornaram as viagens espaciais realidade no século 20, sendo uma delas Werner von Braun. Apesar de ter-se filiado a algumas instituições paramilitares, Nebel tinha dificuldades de relacionamento com o pessoal do meio militar. Devido a isso, ele praticamente não participou dos projetos de mísseis que seriam conduzidos nas décadas seguintes. Em 1932, ele recebeu uma proposta  para fazer parte de um grupo de pesquisa militar para o uso de foguetes, mas recusou, mas Werner von Braun contatado, aceitou a proposta. Já durante a Guerra, von Braun tentou novamente incluir Nebel no grupo de trabalho em Peenemünde, sem no entanto obter sucesso. Depois da Guerra, ele foi um dos que tentaram reiniciar as pesquisas sobre foguetes na Alemanha sem muito sucesso. Morreu em 1978 em Düsseldorf.

           CARTÃO EM HOMENAGEM A RUDOLF NEBEL COM ASSINATURA - 28/09/1970.


FOTOGRAFIA RUDOLF NEBEL.


               CARRO FOGUETE 1930 - PILOTO: MAX VALIER.


                            SELO DE APROVAÇÃO Wa.A - 1939.


                                             FOGUETE MIRAK II.


            FOGUETE REPULSOR.


FOTOGRAFIA RUDOLF NEBEL E WERNER
           VON BRAUN - 1932.
avatar
Antonio C. Pulsy

Idade : 61
Localização : Canoas/RS.
Data de inscrição : 24/04/2014

http://antonio.pulsy@bol.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum