Aerolloyd Iguassu

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Aerolloyd Iguassu

Mensagem por Fabio Monteiro em Sab Dez 12 2015, 18:48

Este ano o Papai Noel chegou mais cedo aqui em casa, e me trouxe, entre outros, este belo cartäo:





Junto veio tb o livro do William V. Kriebel (Correio Aéreo. A History of the Development of Air Mail Service in Brazil, Mineola, NY, 1996). Nele, tratei de amansar minha ignorância. Li, entäo, que o tal Aerolloyd Iguassu foi fundado pelo proprietário do Matte Leäo em Curitiba, a 28 de fevereiro de 1932, "with two Klemm three-seat monoplanes and very little capital". E que o voo de ensaio ("test flight") foi entre Blumenau e Joinville, em 8 de maio do mesmo ano. Quer dizer, o cartäo acima foi mesmo do primeiro voo da companhia. Se o carimbo da chegada está correto, o cartäo levou 8 dias pra chegar de Blumenau a Joinville de aviäo. Eita Leäo demorado, sô! Tinha que trocar o nome pra Aero-Molóide!

Li tb que o companhia voou em 1933 de Curitiba pra SP, Joinville, Matinhos, e até Cuiabá. Em 1934, abriram a linha SP-Joinville (via Curitiba) e Curitiba-Florianópolis. Mas o Leäo foi perdendo o fôlego, e a Aerolloyd Iguassu acabou sendo encampada pela VASP em outubro de 1939.

Alguém mais por aí tem cartöes e/ou envelopes com carimbo da companhia pra postar?
avatar
Fabio Monteiro

Localização : Alemanha
Data de inscrição : 08/11/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aerolloyd Iguassu

Mensagem por Fabio Monteiro em Dom Jan 03 2016, 06:00

Esta semana fui informado de que o tal voo inaugural do Aerolloyd Iguassu teve que ser adiado em uma semana. Mas meu informante näo se lembrava mais da razäo do adiamento.

Entäo o carimbo triangular com a data de 8 de maio já estava antes no cartäo, e näo deu tempo de preparar outro carimbo. Ficou partida de Blumenau dia 15 de maio e carimbo de chegada em Joinville em 16 de maio. Vai ver que o correio näo carimbou dia 15 porque era domingo. Já melhorou, né?

Será que alguém aí da regiäo poderia aproveitar as férias pra pesquisar sobre a companhia aérea (que já comecou atrasada) nos arquivos da época? Obrigado e abs.
avatar
Fabio Monteiro

Localização : Alemanha
Data de inscrição : 08/11/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aerolloyd Iguassu

Mensagem por FRITZEN em Qui Fev 11 2016, 15:45

DECRETO N. 22.878 ? DE 30 DE JUNHO DE 1933

Concede permissão á sociedade anonima brasileira Aerolloyd lguassú S. A., para extabelecer tráfego aereo no territorio nacional.

O Chefe do Govêrno Provisório da República dos Estados Unidos do Brasil, atendendo ao que requereu a sociedade anônima brasileira Aerolloyd Iguassú S.A., a qual estipulou em seus estatutos a obrigação de ser confiada a brasileiro a sua gerencia e de pertencer a brasileiros um terço, pelo menos, do capital social, em virtude do disposto no art. 19 do decreto n. 20.914, de 6 de janeiro de 1982, que regula a execução dos servicos aeronauticos civis; tendo em vista o disposto no art. 46 do mesmo decreto e no art. 64 do regulamento para os Serviços Civis de Navegação Aerea, aprovado pelo decreto n. 16.983, de 22 de julho de 1925; de acôrdo com o parecer do Departamento de Aeronautica Civil; e usando das atribuições que lhe confere o art. 1º do decreto n. 19.398, de 11 de novembro de 1930,

DECRETA:

Artigo unico. Fica concedida á sociedade anônima brasileira Aerolloyd Iguassú S. A., com séde em Curitiba, capital do Estado do Paraná; permissão para estabelecer tráfego aereo comercial no territorio nacional.

Paragrafo unico. A presente permissão não implica monopolio ou privilegio de especie alguma, nem qualquer onus para a União, e fica subordinada ás prescrições do decreto n. 20.914, de 6 de janeiro de 1932, e do Regulamento para os Serviços Civis de Navegação Aerea, aprovado pelo decreto n. 16.983, de 22 de julho de 1925, bem como das demais disposições vigentes ou que vierem a vigorar, referentes ou aplicaveis aos serviços de que é objéto.

Rio de Janeiro, 30 de junho de 1933, 112º da Independência e 45º da República.

GETULIO VARGAS

José Americo de Almeida.

avatar
FRITZEN

Localização : florianópolis
Data de inscrição : 24/08/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aerolloyd Iguassu

Mensagem por Fabio Monteiro em Qui Fev 11 2016, 16:54

Grande, Fritzen, muito obrigado pela informacäo valiosíssima!

Entäo o decreto do Getúlio em junho de 1933 regularizou a situacäo do Aerolloyd Iguassu, que já tinha voado em maio de 1932! Eita Brasil! Mas acredito que a data do decreto 20.914 (1982?) esteja equivocada, já que o mesmo decreto, no parágrafo único mais abaixo, data de 1932.

Ou seja, o Aerolloyd Iguassu (que mais parece Aerolloyd Tabajara, do Casseta e Planeta) teria feito o "primeiro voo de ensaio" no dia da Ascensäo do ano de 1932 (5 de maio), entre S. Paulo e Blumenau, para fazer o "primeiro voo" no domingo, 8 de maio, entre Blumenau e Joinville. Mas este voo acabaria saindo só uma semana mais tarde, no dia 15. Vai ver que ou a aeronave näo aguentou o primeiro voo de ensaio, ou a turma ficou comemorando o Dia das Mäes com algumas cervejinhas em Blumenau...

Tb interessante ver a assinatura no decreto de José Américo de Almeida, o escritor que fez o romance "A Bagaceira" e que foi ministro dos transportes sob Getúlio de 1930 a 1934 e de 1953 a 1954. Abs do fabio.
avatar
Fabio Monteiro

Localização : Alemanha
Data de inscrição : 08/11/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aerolloyd Iguassu

Mensagem por ahl em Qui Fev 11 2016, 17:42

Fabio Monteiro escreveu:Este ano o Papai Noel chegou mais cedo aqui em casa, e me trouxe, entre outros, este belo cartäo:





Junto veio tb o livro do William V. Kriebel (Correio Aéreo. A History of the Development of Air Mail Service in Brazil, Mineola, NY, 1996). Nele, tratei de amansar minha ignorância. Li, entäo, que o tal Aerolloyd Iguassu foi fundado pelo proprietário do Matte Leäo em Curitiba, a 28 de fevereiro de 1932, "with two Klemm three-seat monoplanes and very little capital". E que o voo de ensaio ("test flight") foi entre Blumenau e Joinville, em 8 de maio do mesmo ano. Quer dizer, o cartäo acima foi mesmo do primeiro voo da companhia. Se o carimbo da chegada está correto, o cartäo levou 8 dias pra chegar de Blumenau a Joinville de aviäo. Eita Leäo demorado, sô! Tinha que trocar o nome pra Aero-Molóide!

Li tb que o companhia voou em 1933 de Curitiba pra SP, Joinville, Matinhos, e até Cuiabá. Em 1934, abriram a linha SP-Joinville (via Curitiba) e Curitiba-Florianópolis. Mas o Leäo foi perdendo o fôlego, e a Aerolloyd Iguassu acabou sendo encampada pela VASP em outubro de 1939.

Alguém mais por aí tem cartöes e/ou envelopes com carimbo da companhia pra postar?

BOA NOITE,

Caríssimo,

Qual é a data de partida do cartão postal?
Foi transportado por via aérea de forma "regular"?


OBSERVAÇÕES
a - Da leitura de Kriebel (1996: 141-etc) não fica claro se houve transporte de correio em 8/5/1932. Terá havido? Haverá notícias mais detalhadas na imprensa local da época? Autorizações oficiais?
b - Com a leitura de Zioni (1995:15) (1) [1ª edição em 1949] não fica claro que houve transporte de correio em 8/5/1932. Terá havido? O que o texto de Zioni, relativamente próximo do evento, refere, é o seguinte:
"[..] realizaram-se, entre Blumenau e Joinville os primeiros vôos experimentais da empresa fundada em Curitiba (28/9/1932). [...] [...] De 1933 a 1935 foram inauguradas as linhas que ligavam São Paulo a Florianópolis, passando pelas de Curitiba [...]". Também apresenta o carimbo vermelho já visto.
c - Em MUller (1991:145) (2) vem referido o vôo Blumenau-Joinville em 8/5/32 pela empresa em questão, com carimbo especial, 1750 francos franceses de 1950, mas sem mais informações. Corresponde ao entendimento e importância atribuído na época a estes eventos.

NOTAS
(1) - ZIONI, Ângelo (1995). "Da História do Serviço Postal Aéreo do Brasil", In Boletim Informativo da Associação Filatélica de Santa Catarina, nº42, Junho de 1995. Publicado inicialmente no Anuário Filatélico Brasileiro, em 1949.
(2) - http://selosdobrasil.forumeiros.com/t1232p30-tema-mensal-de-novembro-de-2010-literatura#117982
avatar
ahl

Localização : Portugal
Data de inscrição : 30/12/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aerolloyd Iguassu

Mensagem por Fabio Monteiro em Dom Fev 14 2016, 14:35

Bom dia, ahl,
pela imagem, näo é possível ler a data do carimbo. Mas pelo menos pode-se identificar como sendo de Blumenau (de ponta-cabeca, abaixo):



Temos, entäo: um carimbo triangular da cia. aérea com a data prevista de voo (8/5/1932), um carimbo de correio com data ilegível de partida de Blumenau, e um carimbo de chegada em Joinville com data de 16/5/1932.

Pela minha última informacäo, o voo teria atrasado em uma semana. Mas devo confirmar este dado pesquisando jornais da regiäo, quando for ao Brasil, na Páscoa. Abs do fabio
avatar
Fabio Monteiro

Localização : Alemanha
Data de inscrição : 08/11/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aerolloyd Iguassu

Mensagem por Fabio Monteiro em Dom Fev 14 2016, 16:20

Este envelope foi arrematado em janeiro passado por 17 dólares:



Voo de Alagoas a Porto Alegre, carta enderecada ao escritor Erico Verissimo, entäo funcionário da Livraria do Globo! Carimbo de partida de 25/6/1936 e censurada no RS.
avatar
Fabio Monteiro

Localização : Alemanha
Data de inscrição : 08/11/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aerolloyd Iguassu

Mensagem por Christian Bernardi em Dom Mar 06 2016, 15:08

Boa tarde a todos, estou com um envelope circulado Aerolloyd Iguassu S.A. com carimbos comemorativos referente ao primeiro voo de Santa Catarina para São Paulo datado de 18.07.1933 (frente e vero).  Sobre o número 19 apontando para o selo aéreo 19, não sei se é essa a razão. O verso do envelope não é inteiro, mas ainda está conservando o carimbo comemorativo já tinha adquirido assim.


FRENTE DO ENVELOPE


VERSO DO ENVELOPE





Estou interessado em trocas ou venda.

Abraços amigos!
avatar
Christian Bernardi

Idade : 43
Localização : Pernambuco
Data de inscrição : 05/07/2014

http://filateliabernardi.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aerolloyd Iguassu

Mensagem por ahl em Sex Abr 01 2016, 20:29

Christian Bernardi escreveu:Boa tarde a todos, estou com um envelope circulado Aerolloyd Iguassu S.A. com carimbos comemorativos referente ao primeiro voo de Santa Catarina para São Paulo datado de 18.07.1933 (frente e vero).  Sobre o número 19 apontando para o selo aéreo 19, não sei se é essa a razão. O verso do envelope não é inteiro, mas ainda está conservando o carimbo comemorativo já tinha adquirido assim.


FRENTE DO ENVELOPE


VERSO DO ENVELOPE





[...]


BOAS NOITES

Este envelope corresponderá ao 1º vôo da Aerolloyd Iguassú S.A. de S. Paulo para Curitiba, de acordo com as obras já por aqui referidas de Kriebel (1996:151), de Muller (1991:146) e de Zioni (1995:27).
A taxa postal corresponderá a 200 réis de taxa interna (1) + 350 réis de sobretaxa aérea(?) (2).

A data deste vôo é de 18/7/1933 e a autorização do governo brasileiro para que a empresa pudesse estabelecer tráfego aéreo em território nacional apenas tinha sido dada pelo decreto saído há poucos dias... mais precisamente o decreto nº22.878 de 30/6/1933.

Face à dúvida decorrente da autorização ser posterior ao cartão postal / impresso lá mais atrás visto... volta a ser pertinente a questão de saber se o cartão em apreço - com carimbo triangular vermelho com data de 8/5/1932 - circulou via áerea através dos correios, em 8/5 e de forma natural (devido a um atraso do vôo) ou se, em alternativa, circulou via superfície com um carimbo comemorativo/anunciador das actividades aéreas que estavam em experimentação. (3) (4) (5)
Nota - Nesta data ainda não teria sido emitido o selo adicional de 100 réis /vulgo "carrapato" que, de acordo com decreto que o criou, era suposto ser de aplicação obrigatória após 1/6/1933.

FONTES
Decreto nº22.878 de 30/6/1933 - Autorização de tráfego aéreo para a Aerolloyd
Decreto nº22.620 de 5/4/1933 - Criação do selo adicional de 100 réis, etc.
Decreto nº 20.775 de 11/12/1931 - Taxas internas (20 réis para impressos até 100 g + sobretaxa aérea referida em 6) do Cap. I)

BIBLIOGRAFIA
KRIEBEL (1996:151)
MULLER (1991:146)
SOBRINHO e EISSLER (1999). Mosaico Nº25
ZIONI, Ângelo (1995). "Da História do Serviço Postal Aéreo do Brasil", In Boletim Informativo da Associação Filatélica de Santa Catarina, nº42, Junho de 1995. Publicado inicialmente no Anuário Filatélico Brasileiro, em 1949.

(1) - 200 réis para cartas até 20 g cf. decreto nº20.775
(2) - 350 réis de sobretaxa aérea? Se sim... qual é a disposição legal aplicável? Em SOBRINHO e EISSLER (1999) não se encontra referida para a
Aerolloyd. A tabela correspondente à Nyrba, constante deste estudo, contém sobretaxas de 350 réis.
(3) - Estaria a circulação por via aérea, deste cartão postal/impresso, isenta de sobretaxa aérea?
Se sim... qual é a disposição legal para o efeito?
(4) - Será possível ver a data de partida da marca de dia aplicada no cartão/impresso? Terá havido um adiamento do vôo e respectiva circulação postal aérea?
(5) - Haverá notícias de todos estes eventos na imprensa contemporânea dos factos? (Imprensa filatélica e não filatélica)

EM SÍNTESE
Continua no próximo número
avatar
ahl

Localização : Portugal
Data de inscrição : 30/12/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aerolloyd Iguassu

Mensagem por JOSE RENATO em Sex Abr 01 2016, 21:34

Boa discussão, apenas acompanhando pois sou analfabeto nesse assunto, mas interessado em aprender!!!!!!

_________________
José Renato
Ouro Preto - MG

Coleciono: BRAZIL IMPÉRIO 
avatar
JOSE RENATO

Idade : 60
Localização : Ouro Preto - MG
Data de inscrição : 31/05/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aerolloyd Iguassu

Mensagem por Christian Bernardi em Sab Abr 02 2016, 08:22

Olá Acácio! Mais uma vez muito obrigado! Excelente estudo! Vou colocar uma imagem melhor desse material já que saiu meio partido. Agora estou sabendo colocar o tamanho normal. Abraços amigo!



avatar
Christian Bernardi

Idade : 43
Localização : Pernambuco
Data de inscrição : 05/07/2014

http://filateliabernardi.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aerolloyd Iguassu

Mensagem por ahl em Sab Abr 02 2016, 15:12

Christian Bernardi escreveu:Olá Acácio! Mais uma vez muito obrigado! Excelente estudo! Vou colocar uma imagem melhor desse material já que saiu meio partido. Agora estou sabendo colocar o tamanho normal. Abraços amigo!




Boa tarde,

Aditamento
M.P. - Mão Própria

Qual é o significado do carimbo com o número 19 no interior?


Última edição por ahl em Sab Abr 02 2016, 19:45, editado 1 vez(es)
avatar
ahl

Localização : Portugal
Data de inscrição : 30/12/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aerolloyd Iguassu

Mensagem por Antonio C. Pulsy em Sab Abr 02 2016, 15:32

Prezado,
classificação dada pelo catálogo RHM nº A - 19.
avatar
Antonio C. Pulsy

Idade : 61
Localização : Canoas/RS.
Data de inscrição : 24/04/2014

http://antonio.pulsy@bol.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aerolloyd Iguassu

Mensagem por ahl em Sab Abr 02 2016, 15:39

Antonio C. Pulsy escreveu:Prezado,
classificação dada pelo catálogo RHM nº A - 19.

Boa tarde,

Obg pela resposta.

Carimbo aplicado no envelope? Ou numa bolsa de plástico?
avatar
ahl

Localização : Portugal
Data de inscrição : 30/12/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aerolloyd Iguassu

Mensagem por Antonio C. Pulsy em Sab Abr 02 2016, 15:54

Prezado,
me parece estar aplicado diretamente sobre o envelope. Alguns "colecionadores" no passado faziam este tipo de marcação para identificar os selos!!
avatar
Antonio C. Pulsy

Idade : 61
Localização : Canoas/RS.
Data de inscrição : 24/04/2014

http://antonio.pulsy@bol.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aerolloyd Iguassu

Mensagem por Christian Bernardi em Qua Abr 06 2016, 22:51

Boa noite a todos, o carimbo está aplicado diretamente no envelope, como o Sr., Antonio disse, antigamente faziam esse tipo de marcação.
avatar
Christian Bernardi

Idade : 43
Localização : Pernambuco
Data de inscrição : 05/07/2014

http://filateliabernardi.blogspot.com.br/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aerolloyd Iguassu

Mensagem por cezarbolzan em Sex Fev 24 2017, 11:16

PROCURO ENVELOPES DE VÔOS DO AEROLOYD IGUASSU, FOTOS E PROPOSTAS IN BOX. OBRIGADO !
avatar
cezarbolzan

Idade : 55
Localização : Florianopolis
Data de inscrição : 11/05/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aerolloyd Iguassu

Mensagem por Marcio Javaroni em Dom Abr 09 2017, 23:40

Existem muitos carimbos falsos da Aerolloyd Iguassu, conforme descrito pelo Dr. Angelo Zioni em suas obras sobre Aerofilatelia.
Supostamente esse apresentado pelo colega Fabio seria um deles, assim como o carimbo da imagem abaixo, de um "segundo voo de ensaio, realizado no dia 10/05/32".
Se os amigos notarem com atenção, um "detalhe" chama a atenção em ambos: a grafia errada do nome da empresa - IGUAÇÚ ao invés do correto IGUASSU...
Por mais que a empresa fosse desorganizada não erraria grosseiramente seu próprio nome, rs.
Além disso, nesse suposto segundo voo há outro nome na grafia de JUINVILLE e mesmo a data, que seria anterior ao próprio primeiro voo experimental.

[/url]

Fabio Monteiro escreveu:Este envelope foi arrematado em janeiro passado por 17 dólares:[url=https://servimg.com/view/19668289/1]


Voo de Alagoas a Porto Alegre, carta enderecada ao escritor Erico Verissimo, entäo funcionário da Livraria do Globo! Carimbo de partida de 25/6/1936 e censurada no RS.
avatar
Marcio Javaroni

Idade : 40
Localização : Ribeirão Preto-SP
Data de inscrição : 29/06/2012

http://www.filateliaribeirao.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aerolloyd Iguassu

Mensagem por Fabio Monteiro em Ter Abr 11 2017, 15:49

Boa tarde, Marcio,

e obrigado por postar o envelope comemorativo ao "voo de ensaio de Blumenau a Juinville" de 10/5/1932. Que é uma falsificação muito grosseira, como vc bem observou e como se pode verificar com facilidade. Além dos quesitos levantados sobre a grafia (Iguaçú em vez de Iguassu, “Juinville”) e data (segundo voo com data anterior ao primeiro), basta verificar a cinta utilizada, de 300 reis oliva-claro, com BRASIL com S. Pois esta cinta foi emitida em... fevereiro de 1935, segundo o RHM, sob os números de catálogo EN-82 a 85! Isso sem falar da ausência de carimbos, aí bateu preguiça nesse falsificador trapalhão.

Mesmo assim, acho a montagem muito interessante, justamente por utilizar o mesmo tipo de carimbo como o utilizado na carta a Erico Verissimo, que postei mais acima. Se partirmos do pressuposto de que o carimbo é verdadeiro, conclui-se que o falsificador tinha acesso a este. Ou seja, a falsificação é obra de alguém ligado à empresa e datável de 1935-1936, ou mesmo mais tarde.

E por que teria sido feita esta falsificação? Meu palpite: porque o bilhete postal do primeiro voo alcançara bons preços no mercado filatélico, despertando a ganância dos espertalhões. Por isso a utilização de expressões semelhantes às aplicadas no primeiro BP (“Voo de ensaio”, “Blumenau – Joinville”).

Quanto à carta a EV, acredito que o carimbo tenha chances de ser verdadeiro por uma simples razão: ele foi aplicado abaixo, isto é, antes do número de registro e da palavra REGISTRADO.



Neste caso, das duas, uma: ou havia uma agência do Aerolloyd Iguassu em Maceió (o que seria estranho, visto que a companhia operava de S.Paulo ao sul, mas não impensável), onde o carimbo já grafava “Iguaçú”, ou o remetente utilizou em Maceió um envelope pré-carimbado pela empresa que fora trazido do sul no próprio bolso. Esquisito, mas possível. A grafia “Iguaçu” já existia esporadicamente nos jornais dessa época.
Talvez algum colega mais experiente em tarifas postais poderia checar se o porte de 1800 reis seria plausível numa carta registrada aérea de AL ao RS em junho de 1936.

E quanto ao BP do “primeiro voo de ensaio” de Blumenau a Joinville, andei pesquisando e descobri detalhes muito interessantes. Devo postá-los ainda nesta semana. Até lá, abs a todos.
avatar
Fabio Monteiro

Localização : Alemanha
Data de inscrição : 08/11/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aerolloyd Iguassu

Mensagem por Marcio Javaroni em Qua Abr 12 2017, 11:51

Prezado Fabio,

Muito bacana e salutar essa troca de informações! Meu interesse sobre a Aerolloyd Iguaçu está baseado no fato dela ter sido adquirida, em 1939, pela VASP - que é uma de minhas coleções!
Acredito que essas "falsificações" não sejam da época, e sim recentes e baseadas no interesse de filatelistas sobre o tema. Veja, sempre que aparecem peças da Aerolloyd em leilões as mesmas são bastante disputadas!
Sobre o envelope endereçado ao EV (que hj está em minha coleção), acredito que tenha ocorrido o seguinte: o envelope é verdadeiro, alguém apenas aplicou sobre ele um carimbo "AEROLLOYD IGUAÇU S.A.".
Aliás, esses dizeres nem seguem o padrão da empresa, que era "VIA AEROLLOYD IGUASSU".
Analisando bem vemos que o carimbo é feito de borracha, o que pode ser feito em qualquer empresa até hoje. E imagino que tenha sido o que aconteceu.

OBS: Tenho um suplemento de aerofilatelia escrito pelo Dr. Zione, no qual ele cita, inclusive, a grande variedade de carimbos falsos Aerolloyd Iguaçu. Vou scanear e posto aqui. Abs!
avatar
Marcio Javaroni

Idade : 40
Localização : Ribeirão Preto-SP
Data de inscrição : 29/06/2012

http://www.filateliaribeirao.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aerolloyd Iguassu

Mensagem por ahl em Qua Abr 12 2017, 13:30

Boas tardes,

Sugestões para se poder dar um passo em frente:

1 - Analisar a franquia paga (decompô-la em taxa+registo+sobretaxa aérea)
2 - Analisar a data de chegada que, supostamente, estará carimbada no verso (embora a censura postal implique, certamente, atrasos)
3 - Analisar o número do registo face ao total de registos constantes das estatísticas postais
4 - Verificar se houve vôo a partir da localidade de origem na data de partida
5 - Analisar com novas tecnologias o carimbo/registo
6 - Verificar se o  carimbo sobre o selo de 1000 réis é o mesmo dos outros selos e se está batido com  a mesma inclinação
7 - Comparar o carimbo do vôo em apreço com outros semelhantes existentes noutras peças de correio.
8 - Inventariar o que já foi escrito sobre este assunto, para efeitos de constituição de eventual conhecimento acumulado (embora por si só não seja determinante).

Nota - Nas análises atrás referidas (em 1, 3 e 4) utilizar fontes primárias - documentos normativos do governo, dos correios e da imprensa.
avatar
ahl

Localização : Portugal
Data de inscrição : 30/12/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aerolloyd Iguassu

Mensagem por Fabio Monteiro em Qui Abr 13 2017, 15:28

Conforme anunciado, aqui vão novos dados sobre o BP que originou este tópico, aqui reproduzido de novo, para maior conforto:



 
A boa notícia: houve realmente um primeiro voo de Blumenau a Joinville, no dia 15 de maio de 1932, conforme anunciado na véspera no jornal A Notícia, de Joinville:



O mesmo jornal já não parecia tão otimista no dia 18/5, após a chegada do avião:



O aludido “pequeno monoplano de sport” era, pelo que pude averiguar, este biplano, que pousara em Blumenau no “Dia da Ascenção”, 5/5/32:


(Foto: Aeroclube de Blumenau)

Não sou expert, mas parece ser um de Havilland DH.60 Moth, de fabricação inglesa, com apenas 2 lugares: um para o piloto (um certo “Capitão Holland”), outro para o cavalheiro à direita, que atendia pelo nome de Joachim von Ribbeck. Ele mesmo, o destinatário do BP comemorativo! Aqui, Herr von Ribbeck é recebido pelo cônsul alemão em Blumenau, Otto Rohkohl, à esquerda.

Joachim von Ribbeck tinha sido gerente do Syndicato Condor durante três anos, mas naquela época já era representante da “União das Fábricas Aeronáuticas Alemãs”, um lobista da indústria aeronáutica teutônica em plena expansão no entre-guerras. Já em março de 1932, palestrara em Curitiba sobre seus planos no Aero Club Paranaense, segundo conta A Notícia no dia 8 do mês, por sua vez transcrevendo um texto publicado no jornal curitibano O Dia, de 6 de março de 1932:

“(...) Joachim von Ribbeck (...) alvitrou a idéa da fundação de uma linha, por emquanto, aero-postal, ligando a cidade de S. Paulo a Blumenau, com escalas demoradas em Curityba e Joinville.”

“(...) Essa viagem será feita 4 vezes por semana, ida e volta, gastando-se para cobrir esse longo percurso 5 horas apenas. Na linha em formação serão empregados 3 aviões alemães da marca Klemm. Nos primeiros 3 mezes, só se fará o transporte de malas postaes e encomendas; mais tarde, com a maior segurança, será possível o transporte de passageiros.” (...)

Antes de chegar a Joinville, o DH.60 Moth fez portanto uma primeira viagem aérea de S. Paulo a Blumenau (chegada em 5/5/32), que foi bem mais divulgada, como se pode observar pelos blogs de André Bonomini...

https://aboina.wordpress.com/2017/01/17/antigamente-blumenau-e-a-aviacao-eternos-sonhos-de-icaro/

... e de Adalberto Day:

http://adalbertoday.blogspot.de/search?q=iguassu

Mas acredito que as informações de ambos foram baseadas nas pesquisas de Edith Kormann (a confirmar).

A má notícia é que o “voo de ensaio” Blumenau-Joinville, ao que tudo indica, nada tinha de oficial, nem tampouco malotes do correio, mesmo porque o Aerolloyd nem tinha sido fundado, ainda. Von Ribbeck fez imprimir seus bilhetes comemorativos, colou selos em cada um, mandou carimbá-los nos correios em Blumenau e Joinville e provavelmente transportou-os consigo. Um documento pioneiro, sim, mas de caráter privado.

Duas questões permanecem em aberto. A primeira diz respeito ao BP comemorativo, que, segundo até agora se sabe, só existe para o trecho Blumenau-Joinville: por que Herr von Ribbeck não usou a mesma ideia (selo e carimbos no BP) para o trecho S. Paulo-Blumenau, que também era uma première?  A segunda pergunta: o que causou o atraso do voo seguinte para Joinville, e o que fez von Ribbeck durante esse período? No blog de A. Day conta-se apenas que ele e o piloto saíram “para sobrevoar Brusque e Florianópolis” na manhã seguinte.

No próximo post, mais notícias do Aerolloyd Iguassu, a partir da fundação oficial, em 1933. Até lá, abs a todos.
avatar
Fabio Monteiro

Localização : Alemanha
Data de inscrição : 08/11/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aerolloyd Iguassu

Mensagem por ahl em Qui Abr 13 2017, 16:22

Fabio Monteiro escreveu:
[...]
A má notícia é que o “voo de ensaio” Blumenau-Joinville, ao que tudo indica, nada tinha de oficial, nem tampouco malotes do correio, mesmo porque o Aerolloyd nem tinha sido fundado, ainda. Von Ribbeck fez imprimir seus bilhetes comemorativos, colou selos em cada um, mandou carimbá-los nos correios em Blumenau e Joinville e provavelmente transportou-os consigo. Um documento pioneiro, sim, mas de caráter privado.[...]

Caro Fabio,

A dúvida que eu tinha manifestado... encontra eco no que nos veio agora dizer. A saber:

ahl escreveu:
[...]
Qual é a data de partida do cartão postal?
Foi transportado por via aérea de forma "regular"?
[...]

Com os dados agora disponíveis... levantam-se ainda outras questões (outras ou... as mesmas). Vejamos:
O cartão em questão poderia ter sido transportado em MP... porém, o que foi fazer aos correios à chegada?
Ao entrar de novo nos correios... deveria ter sido franquiado de novo...
avatar
ahl

Localização : Portugal
Data de inscrição : 30/12/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aerolloyd Iguassu

Mensagem por Fabio Monteiro em Sex Abr 14 2017, 07:47

Bom dia, ahl,

realmente, após sabermos que a fundação oficial do Aerolloyd só se deu em 1933, seria muito difícil acreditar que o voo de maio de 1932 teria transportado malotes regulares de correio. Mas é fácil deduzir o porquê dos carimbos dos correios: von Ribbeck certamente utilizou-os como “autenticação notarial” para seus bilhetes postais, seja para validá-los como lembrança, seja para ganhar uns trocados ao vendê-los.

Agora imagino a cara do funcionário da pequena agência de Joinville, na manhã de segunda-feira, quando entrou aquele alemão de família nobre, de quem toda a cidadezinha falava, e - quem sabe? - ainda vestido de aviador. Pois o alemão teria tirado um maço de bilhetes do bolso e, num português atravessado (ou mesmo em alemão, que lá quase todos falavam), pediu para carimbar tudo. Se eu fosse o funcionário carimbava sem piscar, nem era preciso gorjetinha...
avatar
Fabio Monteiro

Localização : Alemanha
Data de inscrição : 08/11/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aerolloyd Iguassu

Mensagem por Fabio Monteiro em Sab Abr 22 2017, 13:12

Este cartão está à venda na Alemanha:



Mas o interessante lê-se no verso, escrito a máquina:



1. Flug ueber Blumenau - Himmelfahrtstag 32.” Significa “primeiro voo sobre Blumenau, dia da Ascensão (19)32”, ou seja, no 5 de maio. O céu encoberto, com nuvens de chuva, corresponde ao relato da chegada em Blumenau, segundo os blogs acima citados. Então, se não for uma falsificação, a foto só pode ter sido batida do avião por Joachim von Ribbeck, já que o piloto do teco-teco estava certamente mais ocupado com outras coisas, naquela ocasião. Atenção, fotógrafos: já existiam, na época, câmeras portáteis capazes de tirar uma foto dessas?  

Outro detalhe interessante é o símbolo da gráfica ao pé do cartão:



Uma rápida busca na internet mostrou outros BPs impressos a partir do final dos anos 20 na mesma gráfica Leonar, todos com imagens do Rio e adjacências. Joachim von Ribbeck morara no Rio enquanto representante do Syndicato Condor, e talvez tivesse contatos com a gráfica.

Se Joachim von Ribbeck estava equipado para fotografar do avião, então deve haver mais fotos ou cartões do voo sobre Blumenau em 5/5/32 espalhados por aí. Um leiloeiro brasileiro ofereceu uma foto em formato semelhante ao do exemplo acima:

http://www.rmgouvealeiloes.com.br/peca.asp?ID=1673919&ctd=22&tot=&tipo=

Mas infelizmente não há imagem do verso...
avatar
Fabio Monteiro

Localização : Alemanha
Data de inscrição : 08/11/2014

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aerolloyd Iguassu

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum