Aventuras em Coleções Temáticas

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ir em baixo

Aventuras em Coleções Temáticas

Mensagem por Roger_R em Seg Jun 17 2013, 19:20

Sempre defendo que todo filatelista deve pertencer a uma entidade filatélica, não só para defender a filatelia mas como também para aprender sempre mais.
Coleciono selos desde os 10 anos de idade e ai já se vão 48 anos mas ainda não sei nada (e não é modéstia de minha parte).
Fiquei incentivado a montar uma coleção para exposição ao ver os quadros do ZOD, JBueno, Glauber, Radiostampman e Isra. Sou filiado à ABRAFITE mas para dizer a verdade, sinto-me triste pois não há nenhuma atividade ou incentivo por parte desta entidade o que me levou a seguir a orientação de meu amigo Fábio Flosi e filiar-me à ATA (American Topical Association). Estou achando fantástico (e se alguém desejar, posso mandar o formulário -  apenas US$ 33,00 ao ano contra R$40,00 da ABRAFITE, que não faz nada pela filatelia - por enquanto).
Feita essa penetração, decidi colocar aqui, se possível diariamente, um conhecimento que adquiri com base no livreto intitulado Adventures in Topical Stamp Collecting, publicado pela ATA e de autoria de George Griffenhagen e Jerome Husak. Isso tem três finalidades: partilhar o conhecimento; provocar vocês para que sigam o exemplo de nossos amigos acima e principalmente, despertar o interesse em filiarem-se a uma entidade, de preferencia a ATA.
O texto é dirigido principalmente à coleção temática mas alguns pontos aplicam-se muitíssimo bem às coleções tradicionais, que não deixam de ser temáticas, como veremos.
Como estarei escrevendo a partir da segunda edição desta publicação (1977), eventualmente haverá trechos em que farei referencia à primeira edição (1981) - o que não quer dizer que haverá perda de qualidade do que estou escrevendo.
Então vamos lá, que o texto é interessante.
=================================================================
A maioria dos manuais são mais dedicados à exposição temática (mesmo que 95% dos colecionadores que os leem nunca expuseram suas coleções - qual eu!).
Portanto, vamos tentar colocar aqui um texto voltado principalmente para aqueles que desejam criar uma coleção temática para seu prazer pessoal, apesar que escreverei um capítulo dedicado à exposição.  Para aqueles que estão interessados em participar de exposições, transcreverei ilustrações que foram baseadas em apresentações premiadas em exposições e que são tidas como modelo. 
O texto também explicará que uma coleção temática não é apenas acumular selos postais.  Muita ênfase é colocada nos elementos filatélicos disponíveis que realçarão toda a coleção.
Outro capítulo descreverá e ilustrará a grande variedade de material filatélico que aguarda a sua descoberta. Dificilmente você encontrará outro texto tão condensado e ao mesmo tempo tão completo, seja na filatelia temática ou na geral... alias, isto é um ponto interessante que abordarei: império é temática. Brasil também. Tudo é tema. Veremos em breve.
Outro ponto importante que abordarei é o de nenhum colecionador temático é obrigado a conseguir todas as emissões relacionadas ao tema emitidas pelas administrações postais do mundo. As vezes nós nos esforçamos para conseguir os selos de um país para que nossa coleção esteja completa. A não ser que este seja seu objetivo, ninguém deve sentir-se obrigado a adquirir cada peça emitida pelo país que coleciona pois a coleção temática não exige isso. Por exemplo, tema Brasil, comemorativos, anos 70 ou Alemanha, III Reich. Coleções de países, restritas a um tema, que não exigem todos os selos emitidos pelo país.
Isso nos leva à discussão a respeito da exploração que há sobre os colecionadores: você se dobra ao apelo comercial daquele que tenta empurrar-lhe aquela peça especial, dizendo que a mesma é imprescindível à sua coleção? Se sua resposta for não, você não está sendo explorado. Mas se te venderam uma peça para sua coleção e isso não engrandeceu a página do álbum... sinto muito.
Você não precisa - na verdade, não deve - incluir na sua coleção cada selo ligado ao tema. Colecionadores temáticos devem ser um tanto discriminantes e seletivos, ao contrário dos colecionadores de países completos. Alias, isso é o divertimento da coleção temática: a seleção.
A literatura disponível sobre temas específicos é muito rica. O livro de Giancarlo Morolli e Ernst Schlunegger, Thematical/topical literature: A Bibliografy of Monographs, Handbooks and Catalogues tras mais de 500 títulos dedicados a temas específicos. Mas se está difícil encontrar este livro pela internet, uma parte do texto dedicarei a alguma literatura, periódicos e grupos de discussão disponíveis pelo mundo que fornecem uma riqueza de conhecimento sobre muitos temas diferentes. De repente, você pode até decidir-se por juntar-se a um ou mais grupos, para aprender e socializar em seu tema (você sabia que na Alemanha existem mais estudiosos de selos brasileiros, participando de entidades filatélicas, que no próprio Brasil?) .
Para finalizar esta introdução, tal qual o autor do manual, não tenho nenhuma pretensão em dizer que escrevo a última palavra em coleções temáticas mas, também como ele, espero que este texto abra uma janela para uma paisagem maior, para que todos possam compartilhar as aventuras das coleções temáticas. Como diz George Griffenhagen, esta aventura não termina nunca.

17.06.2013

Observação: Acima, disse filiar-se a uma entidade, preferencialmente a ATA. Disse isso em detrimento à ABRAFITE. Há outras associações brasileiras que não conheço mas que tem boa reputação, como por exemplo, o CTC.


Última edição por Roger_R em Seg Jun 17 2013, 23:59, editado 1 vez(es) (Razão : Colocar uma observação)

_________________
Coleciono Brasil (Império carimbados, república mint), trens, aeronaves, embarcações, astronáutica, cães, gatos, quelônios (mint e variedades), heráldica, uniformes militares e flauta (mint e variedades). Autor do Catálogo CDD de Selos do Brasil.
avatar
Roger_R

Idade : 63
Localização : São Paulo/SP - Brasil
Data de inscrição : 19/05/2012

http://www.catalogocdd.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventuras em Coleções Temáticas

Mensagem por H Roberto em Seg Jun 17 2013, 20:05

Obrigado. Serei um presente.
avatar
H Roberto

Idade : 69
Localização : Santa Maria - RS - Brasil
Data de inscrição : 22/02/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Aventuras em Coleções Temáticas

Mensagem por jbueno em Seg Jun 17 2013, 21:15

Cláudio, Parabens, continue assim e eu fico na espera de outros iguais esse, precisamos nos falar pessoalmente.

jbueno

Data de inscrição : 14/01/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventuras em Coleções Temáticas

Mensagem por Agenor em Seg Jun 17 2013, 21:26

muito boa a matéria meu nobre colega, eu pessoalmente faço as minhas coleções temáticas para mostrar aos amigos e não tenho pretensão nenhuma de montar alguma para exposição (com premiação), pois acho muito complicado, uma vírgula fora do lugar..pronto lá se foi o seu trabalho.
avatar
Agenor

Idade : 70
Localização : Pedras de Maria da Cruz-MG e Ouro Preto-MG
Data de inscrição : 02/11/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventuras em Coleções Temáticas

Mensagem por lmellobarbosa em Seg Jun 17 2013, 21:38

Enquanto iniciante, aguardo com ansiedade os próximos capítulos!

Até mais,
Leonardo.
avatar
lmellobarbosa

Idade : 37
Localização : Itajubá - MG
Data de inscrição : 04/03/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventuras em Coleções Temáticas

Mensagem por J.RODRIGUES em Seg Jun 17 2013, 21:48

Bela matéria Roger, o colega se mostra eficaz em dar a opinião com um significado que a filatelia necessita.Parabens!!!!

J.RODRIGUES

Idade : 67
Localização : SANTOS
Data de inscrição : 25/07/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventuras em Coleções Temáticas

Mensagem por andreioc em Seg Jun 17 2013, 22:30

Oi Claudio, muito obrigado por este tópico. O título do tópico bem que poderia ser "Tudo o que voce sempre quis saber sobre filatelia temática mas tinha vergonha de perguntar". Eu particularmente já me questionei se todas as coleções não poderiam ser vistas como "temáticas". Fico curioso para ler a sequencia. Abço.
avatar
andreioc

Idade : 53
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 24/12/2008

http://www.seloshow.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventuras em Coleções Temáticas

Mensagem por odilo em Seg Jun 17 2013, 22:32

Obrigado Roger por compartilhar conosco tuas descobertas.
Aguardo ansioso os próximos capítulos.
Até mais,
Odilo
avatar
odilo

Idade : 76
Localização : Florianópolis
Data de inscrição : 20/02/2008

https://recuperandoselospostais.blogspot.com/

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventuras em Coleções Temáticas

Mensagem por Motoka36 em Seg Jun 17 2013, 22:39

Texto muito útil.. E bem condensado , o que facilita aos interessados no assunto , assim como eu

Aguardo os próximos fascículos..

Abs

Motoka

_________________
Coleciono : Comemorativos e império do Brasil, comemorativos do Japão, Alemanha III Reich e envelopes circulados Zeppelin.
avatar
Motoka36

Data de inscrição : 13/07/2010

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventuras em Coleções Temáticas

Mensagem por Marcus/RJ em Seg Jun 17 2013, 23:20

bom, como todos aguardo os proximos capitulos. ouvi dizer q serao diarios, e verdade? kkkk
avatar
Marcus/RJ

Idade : 40
Localização : Rio de Janeiro / RJ
Data de inscrição : 24/03/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventuras em Coleções Temáticas

Mensagem por Glauber em Ter Jun 18 2013, 00:40

Olá, Cláudio!

Muito obrigado, amigo, pelo tópico e pelos ensinamentos.
Na realidade, eu não sou filiado a nenhuma associação filatélica, exceto a ABC (Associação Baiana de Colecionadores), por causa da distância dos grandes centros, especialmente aqueles que há uma grande atividade filatélica.
Quanto a filiar-me à ATA, o maior problema é a língua. Não tenho grandes conhecimentos no inglês, o que pode dificultar as coisas.

Consegui montar uma pequena coleção temática, na classe Um Quadro, sobre o tema Desertificação (ver aqui: DESERTIFICAÇÃO  - já foi atualizada), mas não tenho muitos conhecimentos. Atrevo-me
 até a dizer que sou um autodidata, mas também não posso desconsiderar a ajuda de vários amigos, através da internet (Carlos Dalmiro, Fábio Flosi etc.).

Futuramente, quero montar uma coleção sobre O CIRCO, mas desta vez em 5 Quadros, ou seja, 80 folhas. Mas será um trabalho árduo e looooongo.

Portanto, Cláudio, estou aguardando novos ensinamentos em suas novas mensagens.

Abraços,

_________________
Glauber Motta
Coleciono selos 'mint': Brasil; e dos temas: Circo, Desertificação,
Felinos do Continente Americano, Mercosul e América-UPAEP (emissões conjuntas) etc.;
Selos 'usados' de séries básicas.
avatar
Glauber

Idade : 43
Localização : Valente - BA - Brasil
Data de inscrição : 20/02/2008

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventuras em Coleções Temáticas

Mensagem por Sandra Regina Francisco em Ter Jun 18 2013, 00:49

Parabéns, Roger...bela e utilíssima iniciativa!!
beijos
avatar
Sandra Regina Francisco

Idade : 52
Localização : São José dos Campos - SP
Data de inscrição : 05/02/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventuras em Coleções Temáticas

Mensagem por israpaulo em Ter Jun 18 2013, 02:41

Sou filiado a associacao Israelense Tematica, temos encontros trimestrais, e durante os ultimos dois anos participei do seminario de como preparar a colecao tematica para exposicao.

Aprendi muita coisa, e o ponto alto foi a exposicao da minha colecao "AYRTON SENNA FORMULA 1 DRIVER" na exposicao internacional com medalha vermeill e 81 pontos.

Creio que o principal e se divertir, por isso por enquanto nao penso em montar uma colecao em 5 quadros, ja que o investimento e muito alto, ja que se vc nao tem pecas diferenciadas, perde muitos pontos no item raridade.

Ja estou com outras ideias para colecoes de 1 quadro. vamos ver se em breve comeco a montar.

Se alguem tiver duvida sobre como montar a colecao para expor, pode me contactar.
avatar
israpaulo

Idade : 47
Localização : Israel
Data de inscrição : 19/02/2008

http://www.superfilatelico.blogspot.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventuras em Coleções Temáticas

Mensagem por Roger_R em Ter Jun 18 2013, 19:07

A todos, obrigado. Espero que o assunto desperte interesse até o final.
Ao Glauber: tive a satisfação de ver sua exposição na Lubrapex. Um tema diferenciado. Acho que todos somos autodidatas, com tão pouca matéria por ai - a ajuda dos amigos creio que é o mais importante.
Ao ISRA: eu tenho duvidas. Por enquanto, sou apenas um teórico. O que puder me passar, agradeço com antecedência.
Vamos a mais uma parte.
========================================
A aventura começa no começo

A emissão do primeiro selo postal na Inglaterra em 1840 deu inicio à fundação de um dos mais populares hobbies que já surgiu na face da terra. Pelo resto do século XIX era possível a um filatelista adquirir uma coleção completa de todos os selos postais emitidos até então. Mas, com a virada do século, foram tantos os selos emitidos que surgiram coleções especializadas em países, áreas geográficas, selos em envelopes circulados com carimbos especiais ou então em emissões únicas, com o simples propósito de se montar uma chapa. Surgiram ainda coleções de selos para propósitos especiais, tais como correio aéreo ou emissões especiais ou, ainda, coleções de outras peças, tais como cadernetas, cartões postais e editais.

E foi durante esse período de especialização que surgiram as coleções de selos orientadas à sua imagem ou ao assunto retratado pelo selo. Foi durante este período de especialização que muitos começaram a colecionar selos pelo projeto ou tema retratado. Estes colecionadores ignoravam o país emissor ou o uso postal a que o selo se destinava pois estavam interessados apenas em pessoas, lugares, objetos ou eventos descritos em cada selo.


O que é uma coleção tematica?

Uma coleção temática é definida como aquela coleção que consiste de selos e outras peças filatélicas escolhidas pelo seu desenho, independente do país que a emitiu ou a classe de serviço postal a que se destina.

O colecionador não tem a preocupação de saber se a peça foi emitida para correio regular ou especial; se o selo foi emitido em 1890 ou 1990 ou, ainda, se o selo é do Afganistão ou do Zaire. Se o selo ou peça filatélica tem dizeres ou imagem comuns ao tema, este selo ou peça é um candidato à ser incluido na coleção temática que trataq daquele tema.

A coleção temática não é uma mistura de espaços vazios em um álbum de selos de todo o mundo, separados por alguns selos. Ela é sempre completa. Na verdade, um colecionador temático pode não ter alguns selos associados a um determinado assunto, mas ninguém vai saber se uma ou mais peças estão faltando quando se fala de um buquê em uma coleção de selos sobre flores. A coleção temática trás todas as alegrias ao colecionador geral (como descobrir países antes desconhecidos) sem as desvantagens de álbum de selos preenchido parcialmente. Nada é comparável com a diversão de se deparar com novas questões ou com  a emoção de descobrir uma velha peça que se encaixa em um tema específico. Você tem uma gama ilimitada de material filatélico disponível (veremos posteriormente), e você vai se familiarizar com mais países do que a maioria dos colecionadores convencionais.

O escopo de sua coleção temática é inteiramente seu. Um dos belos aspectos deste ramo mais entusiasmante e gratificante do hobby é que o temático pode colecionar e classificar material filatélico de várias maneiras e todos eles sempre darão o máxima satisfação. Os resultados vão produzir uma coleção exclusiva: duas coleções temáticas sobre o mesmo exato assunto nunca serão indenticas.


Tópica ou temática?

Algumas vezes, ao procurar selos nos sites internacionais, nos deparamos com a palavra "topical" se referindo ao tema de uma peça filatélica. O que vem a ser a coleção tópica? Existe uma diferença entre a coleção tópica e temática?

A primeira entidade filatélica devotada a este tipo de coleçãosurgiu em 1950 e chamava-se Federation Internationale de la Philatelie Constructive (FIPCO). Mas quando FIPCO fundiu-se com a Federation Internationale de Philatelie (FIP), o termo Constructive foi descartado. Houve um esforço para substituir o termo por Didactic (significando educação) mas teve pouco sucesso, e assim a FIP decidiu optar por Thematic. Enquanto isso, nos Estados Unidos, a American Topical Association (algo como associação americana de estudos - de selos), que havia sido fundada em 1949, já utilizava o termo "tópico".

Durante várias décadas, não houve diferença reconhecida entre os termos tópico e temático. Ambos envolviam a aquisição e disposição dos selos e outros materiais filatélico baseado no tema do projeto e não no país de origem. Mas depois que várias associações temáticas começaram a refinar os métodos de arranjo, foram identificados dois tipos de coleções: coleção por assunto e coleção por tema.
Ambos os tipos consistem de um conjunto de selos postais e outros materiais filatélicos sobre o assunto retratado, mas aqui é onde a similaridade termina. Uma coleção por assunto típica de um determinado tópico é geralmente organizada por país de emissão em ordem cronológica por data de emissão. Algumas coleções por assunto são chamados de coleções por-propósito-de emissão, como aquelas limitadas aos selos reconhecendo organizações como a Europa, a Cruz Vermelha Internacional, ou Rotary International.

Por outro lado, uma coleção temática é organizada de forma a contar uma história. Aqui a organização não é o país de emissão. Em vez disso, o arranjo desenvolve um tema. Alguns temáticos se prestam a organização lógica. Por exemplo, para a coleção de qualquer coisa relacionada à flora ou da fauna, um arranjo óbvio seria por gênero, família e espécie. Da mesma forma, uma coleção de aviação pode ser organizada por tipos de aviões, conforme se apresentam no desenho do selo. Uma coleção de arte ou artistas pode ser organizada de acordo com as várias escolas de pintura.

Há vantagens e desvantagens para ambos os tipos de arranjo. Em vez de dividir um conjunto de selos que retratam vários tipos diferentes de flores para organizá-los de tal forma a contar uma história (como em uma coleção temática), os selos podem ser montados por países, em uma coleção por assunto.

A coleção dedicada a uma personalidade famosa pode ser organizada por país emissor em um arranjo por assunto, enquanto um arranjo temático iria começar com selos associados ao nascimento da personalidade e no final, com selos relativos à morte da pessoa, cuja sequencia pode ser a memória dela: estátuas ou nomes de cidade. O arranjo por assunto provavelmente excluirá o material relacionado encontrado em um arranjo temático - os ancestrais, parentes, lugares (nascimento, casa, trabalho e locais de morte) e eventos associado à personalidade  do tema.

Uma coleção temática que conta a história é muito mais educativa e muito mais interessante para aqueles que verem sua coleção. Assim, se você quiser exibir sua coleção em uma exposição filatélica, você deve considerar seriamente a organização de sua coleção de temas. No entanto, a escolha do arranjo de sua coleção é inteiramente seu. Desta maneira, o termo "tópico", como empregado pela American Topical Association foi mantido por reconhecer todas as formas de coleções - aqueles organizadas por assunto, bem como aquelas organizadas segundo o desenvolvimento de um tema.


Que temas são colecionáveis?

Considerando a variedade de assuntos retratados em selos postais e outros materiais filatélicos e as formas que podem ser organizados, há uma infinita variedade de tópicos ou temas disponíveis para o coletor imaginativo.

Alguns tópicos são muito mais populares do que outros. Uma pesquisa americana publicou pesquisas de popularidade de temas onde os resultados mostram que os interesses dos colecionadores mudam a medida que o número de temas aumenta. Em uma das primeiras pesquisas, publicada em 1962, havia cerca de 350 tópicos identificados, enquanto pesquisa de 1974 relatou 772 temas. Em 20 anos, os temas mais populares foram: America, fauna, arte, pássaros, natal, Europa, personalidades, bandeiras, flora, insetos, Lions Internacional, mapas, vida marinha, maçonaria, medicina, música, pintura, estradas de ferro, Cruz Vermelha, religião, Rotary International, escotismo, navios, espaço, esportes, e selo-sobre-selos. Não há pesquisa no Brasil a respeito. Mas ouso dizer que se substituirmos América por Brasil, aqui não estamos fora desta lista.
Outra maneira de olhar para os temas mais populares em todo o mundo é identificar os temas sobre os quais existem grupos de estudos do tema ou onde eles existiram e deixaram literatura a respeito.
Segue uma longa lista, que pode ajudar a escolher um tema e o país ou países onde há mais literatura a respeito:



Agricultura (Alemanha, Holanda)
Alvenaria (Inglaterra, USA)
Ambientes polares (USA)
América (USA)
Arco-íris (USA)
Arqueologia (Itália, USA)
Arquitetura (Hungria, Holanda, Romania, Suiça)
Artesanato (Brasil, França, Alemanha, Itália, Holanda, România, USA)
Astronomia (França, Alemanha,Suiça, USA)
Atividades subaquáticas (USA)
Automoveis (Austria, Republica Checa, Portugal, Suiça, USA)
Aviação (Alemanha)
Basquetebol (USA)
Bicicletas (Inglaterra, USA)
Biologia (Brasil, França, Alemanha,Holanda, USA)
Bombeiros  (USA)
Borboletas (Alemanha, USA)
Botânica (França, Alemanha, Hungria, USA)
Bruxas (USA)
Cães (USA)
Capitão Cook (USA)
Cegueira (USA)
Ciência e tecnologia (Italia, Romania)
Cinema (USA)
Comércio (Holanda)
Copérnio (Polonia)
Costumes (USA)
Cristóvão Colombo (USA)
Cruz Vermelha (República Checa, França, Alemanha)
Disney (Canadá)
Ecologia (Alemanha)
Eletricidade (França, Alemanha)
Energia nuclear (França, Alemanha)
Escotismo (Austria, Belgica, Alemanha, Inglaterra, USA)
Espaço (Austria, Republica Checa, Alemanha, Inglaterra, Holanda, Rússia, USA)
Esperanto (Republica Checa, Polonia
Esportes (Argentina, França, Inglaterra, Italia, Holanda, Romania, Russia, USA)
Europa (França, Itália, Holanda, USA)
Exército da Salvação (Inglaterra)
Feiras mundiais (Alemanha, USA)
Física (USA)
Física da Terra (USA)
Florestas (Holanda)
Folclore (Alemanha,Polônia, România, USA)
Gatos (USA)
Geografia (Holanda)
Geologia (França, Alemanha, USA)
Golf (USA)
Grafismo (USA)
Heraldica (Holanda)
Historia (Belgica, Alemanha, Itália)
História do movimento homossexual (USA)
Impressão (Alemanha, USA)
Indígenas americanos (USA)
Joalheria (USA)
Jornalismo (USA)
Judaismo (França, USA)
Lei e ordem (USA)
Lenin (Russia)
Lions International (USA)
Literatura (Alemanha, Irlanda, Itália, Holanda)
Mapas (USA)
Máscaras (USA)
Matemática (USA)
Medicina (França, Alemanha, Inglaterra, Itália, Japão, România, Rússia, USA)
Medicina Veterinária (Israel)
Meteorologia  (USA)
Minerais (USA)
Mitologia (Holanda)
Moedas e dinheiro (Alemanha, USA)
Moinhos de vento (USA)
Monumentos (Itália)
Mulher (USA)
Musica (Republica Checa, França, Alemanha, Inglaterra, Itália, Holanda, Portugal, Suécia, USA)
Napoleão Bonaparte (USA)
Natal (Alemanha, USA)
Navios (Hungria, Italia, Portugal, Romania, Espanha, USA)
Olimpíadas (Inglaterra, Itália, Polonia)
Paraquedas (USA)
Pássaros (Alemanha, USA)
Peixes e vida marinha (Brazil, França,Alemanha, USA)
Petróleo  (Alemanha, USA)
Pintura  (França, Italia, Russia)
Polícia  (Alemanha)
Química (USA)
Religião (Austria, Bélgica, França, Alemanha, Inglaterra, Itália, Holanda, Portugal, USA)
Rotary International (USA)
Segurança no trânsito (Italia)
Sistema ferroviário (Austria, França, Inglaterra, Romania, USA)
Teatro (França, Alemanha, Italia, USA)
Telecomunicações (França, Alemanha, Hungria, USA)
Texteis (Holanda, USA)
União Postal Universal (USA)
Usinas eletricas (USA)
Vinho e vinicultura (Alemanha, Italia, Holanda, USA)
Winston Churchill (USA)
Xadrez (Alemanha, Itália, USA) 
Nem todos os temas são tão óbvias como os listadas acima. Abaixo, alguns temas exóticos, considerados por alguns como mini temas.
Estes tópicos foram recolhidos de algumas revistas filatélicas:

Ambulâncias (à cavalo, motorizadas, aviões, helicópteros).
Homens barbudos (identificação de tipos de barbas).
Chapéus (usados por homens e mulheres).
Personalidades canhotas (há muitos).
Monstros (demônios, fantasmas, lobisomens, bruxas e vampiros).
Jogos de salão (dominó, baralhos, Mah Jong e damas).
Piratas (Barba Negra, Capitão Kidd, Henry Morgan).
Puzzles (palavras cruzadas, quebra-cabeça, cubo de Rubic e labirintos).
Ficção científica (obras de Edgar Allen Poe e Jules Verne).
Ursinho Puff (e outros ursos de pelúcia) .
Maravilhas do Mundo (Colosso de Rodes, Jardins Suspensos da Babilônia).


Seleção do tema

A seleção do tema é a decisão mais importante que você vai fazer.
Donald G. Beuthel, autor de uma famosa coluna filatélica americana chamada "The Line" diz que:
"A primeira coisa que eu costumo dizer é: qual é o seu trabalho? Muitas vezes as pessoas escolhem o tema que conheçe melhor - seus trabalhos. Médicos ou enfermeiros freqüentemente escolhem um tema médico para suas coleções de tópicos. Conheço um professor aposentado de ensino médio que coleciona selos relacionados à química, e um funcionário do departamento de rodovias estaduais coleciona mapas em selos. Um juiz decidiu colecionar lei e ordem e um mecânico começou sua coleção com selos retratando carros clássicos".


E continua:

"Se seu trabalho não sugere uma área para o tema, eu pergunto-lhes se eles têm outros hobbies. Uma pessoa que gosta de trabalhar na sua roseira, no jardim de casa, escolhe rosas como tema. O desportista iria encontrar diversão em colecionar selos retratando seu esporte favorito . O piloto esportivo pode gostar de uma coleção sobre aviões e um observador de pássaros pode encontrar uma infinita variedade de selos sobre pássaros".
"Se seus passatempos não sugerem algo de interesse, peço-lhes para ver o que realmente faz com que se sintam bem. Sua resposta pode levar em direção a uma coleção de Natal de todo o mundo, ou pastores alemães, ou gatos siameses, ou cachoeiras, ou personagens da Disney. Qualquer assunto que você selecionar para uma coleção tópico/temática deve ser um assunto que você realmente gosta e sobre o qual você gostaria de encontrar mais informações".

Sua decisão deve também levar em conta vários outros fatores. Uma consideração importante é o tamanho do tema (isto é, a quantidade de selos e peças filatélicas disponíveis). Você pode perder o interesse rapidamente com um tema que inclui apenas alguns selos. Mas, se você selecionar um tema que oferece milhares de selos, como trens ou embarcações (kkkk), seu tamanho pode se tornar muito frustrante quando tornar-se óbvio que a conclusão do tema é quase impossível sem um orçamento ilimitado.

Considere, por exemplo, uma coleção de transportes. Tal coleção poderia abraçar todas as formas de transportes: desde cadeirinhas até ônibus espacial, incluindo aviões, automóveis, navios e trens. Tal empreitada seria imensa. Se você começar com um tema atraente, e que mais tarde se tornar muito grande, você pode reduzir o escopo da coleção. Por exemplo, você gostaria de colecionar selos de animais, mas você percebe que os tópicos são muitos para o tema. Desde que você esteja especialmente interessado na família do gato, você pode começar com os gatos domésticos e, em seguida, passar para os leões, tigres e outros felinos.

Margaret Morris (uma famosa temática britânica) compara a escolha da seleção do tema à maneira como você escolheria um animal de estimação. Se você mora em uma fazenda, você pode escolher cavalos, mas se você mora em um apartamento, você pode escolher peixinhos. E poderá apreciar seu peixe tanto quanto o dono do cavalo, a um custo muito menor (de tempo e dinheiro). Ou seja, não planeje que animal vai querer. Imagine a pessoa que planejou ter um vira-latas qualquer e mais tarde descobre que havia um dinamarques em sua ascendência remota. Logo não haverá espaço para o cão. E isto se o cachorro não comer o dono e a casa. Assim também é com seus selos - você pode estabelecer seus próprios critérios quanto à forma completa que deseja de sua coleção temática: você não precisa - na verdade você não deve - ter um plano de aquisição de cada selo ou outro item filatélico relacionadas com o tema. O desenvolvimento do tema vai dizer o que você deve ter ou não.

Se uma coleção não bastar (coisa mais comum entre nós), você pode optar por desenvolver várias coleções completamente diferentes em caráter e tamanho. Um mini-tópico, cuja coleção pode lhe trazer diversão. Uma segunda coleção, que pode preencher um único álbum mas que dá uma conversa agradável com um outro filatelista ou mesmo um amigo alheio a selos e uma terceira, que  pode abranger um tema amplo, capaz de encher muitos álbuns e de preencher os seus interesses de colecionador por toda a vida.

Lembre-se sempre que você deve colecionar para se divertir, não para ficar rico. Defina seus próprios limites de acordo com sua capacidade de explorar.




Última edição por Roger_R em Ter Jun 18 2013, 19:09, editado 1 vez(es)
avatar
Roger_R

Idade : 63
Localização : São Paulo/SP - Brasil
Data de inscrição : 19/05/2012

http://www.catalogocdd.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventuras em Coleções Temáticas

Mensagem por Agenor em Ter Jun 18 2013, 19:19

show de bola, aguardamos o próximo capítulo amanhã.

PS. eu sigo o Roger_R.....rsrs...
avatar
Agenor

Idade : 70
Localização : Pedras de Maria da Cruz-MG e Ouro Preto-MG
Data de inscrição : 02/11/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventuras em Coleções Temáticas

Mensagem por Roger_R em Qua Jun 19 2013, 18:30

Explorando o tema escolhido
Muitas pessoas começaram a colecionar selos juntando-os em caixas de sapato ou mesmo caixinhas de cigarro. Outras, quando recebeu a coleção deixada por um tio ou um avô ou, ainda, comprando um pacote de selos de todo o mundo em um negociante filatélico ou banca de jornais. Mas sempre há grandes chances de que haverá alguns selos adequados ao tema que você selecionou.

Vá a uma biblioteca dar uma olhada em uma enciclopédia para saber mais sobre os vários aspectos de seu tema ou pesquise na internet.  Faça isso mesmo que você já tenha uma boa compreensão do assunto,  porque uma enciclopédia está organizada de tal forma que vai te dar uma ideia de como você pode organizar sua própria coleção. Considero a leitura mais importante que a internet pois em uma biblioteca sempre haverá a possibilidade de serem encontrados livros e artigos de revistas de natureza mais específica sobre o tema escolhido e, certamente, com fontes confiáveis. Cada vez que você encontrar informações sobre o assunto, faça anotações. Estas notas podem ser usadas ​​para desenvolver um esboço para sua coleção, e podem ser usadas mais tarde para preparar os seus write-ups em suas páginas do álbum. Os write-ups são os textos, que devem ser concisos e precisos. Lembre-se: apesar de a coleção temática discorrer sobre um assunto, você não deverá fazer uma dissertação no álbum. Mais importante ainda, esta pesquisa irá tornar mais fácil para você saber o que você está procurando antes de começar a adquirir selos para sua coleção. Parta do princípio que você não conhece todas a peças filatélicas relacionadas à área selecionada.

Informações Filatélicas
Depois de ter feito um esboço inicial para organizar sua nova coleção temática, você está pronto para navegar através de um catálogo para ter uma ideia do número de selos emitidos que são potenciais candidatos para inclusão em sua coleção. Se sua coleção for restrita a selos brasileiros, poderá contar com o catálogo RHM mas é certo que qualquer tema ultrapasse as barreiras de um país. Portanto, terá que contar com catálogos mundiais. Algumas bibliotecas disponibilizam esta literatura mas é importante que os catálogos mundiais sejam consultados. O maior catálogo americano de selos é Scott, de publicação anual. De origem inglesa, podemos contar com o Stanley Gibbons. Na França, o Yvert et Tellier e aonda o Michel, publicado na Alemanha. A Stanley Gibbons ainda disponibiliza alguns catálogos temáticos e ainda há na internet muitos catálogos temáticos mantidos por colecionadores.

No entanto, é praticamente impossível compilar uma lista completa dos selos associados ao tema escolhido usando apenas um catálogo de selos. Depois de passar através de centenas de páginas e listando cada selo candidato ao seu tópico, você vai descobrir que  perdeu muitos itens. Nem todos as peças são ilustradas em catálogos de selos, e nem sempre é possível contar a partir da descrição de um selo para ver se o selo representa ou não uma ilustração adequada ao seu tópico. Além disso, existem muitos tipos de material filatélico (além de selos) que são adequados à sua coleção, e estes raramente são incluídos nos catálogos padrão mundial de selos postais. Portanto, você deve determinar se existem listas de verificação que lidam com o tema. Algumas entidades temáticas oferecem este tipo de serviço aos seus associados. E, de acordo com o tema, é possível encontrar estas listas na internet. 
Uma lista pode variar de uma única página para mini tópicos até mais de 50 páginas para temas maiores, e devemos cuidar de que sejam atualizadas periodicamente com a inclusão de novas emissões de selos.

Uma lista é geralmente organizada em ordem alfabética por país, com o número de catálogo do selo (no Brasil, o catálogo mais indicado para numerar a lista é o Yvert & Tellier). Isso é importante no momento de procurar o selo junto a comerciantes, agencias emissoras ou junto a outros colecionadores. As listas também podem incluir data de emissão (especialmente útil para aqueles que não têm acesso a um catálogo)  e podem também incluir uma breve descrição do assunto retratado no selo ou o propósito da emissão.

As listas são extremamente úteis, mas devem ser usadas ​​de acordo com a sua escolha pessoal para se adaptar ao escopo de sua coleção. Elas simplesmente orientam para ajudá-lo a recolher os selos postais que podem se enquadrar seu tema. As listas de verificação raramente fornecem informações sobre diferentes outro tipo de peças filatélicas e nem (geralmente) nos dizem que pode haver outros selos que retratam pessoas, lugares e eventos intimamente associados com o seu tema. As fontes de informações mais úteis sobre um determinado assunto temáticas são mesmo os livros e periódicos filatélicos. Há centenas de manuais e outras publicações temáticas publicadas por editoras privadas e organizações temáticas em vários países. Tomando como exemplo a American Topical Association, ela publicou livros de bolso específicos para mais de 180 temas diferentes. Os periódicos filatélicos oferecem outra fonte inestimável de informação – há dúzias de publicações, principalmente americanas e europeias especificas para isso. Na internet podemos encontrar mais de 50 diferentes grupos de estudo temáticos, cada um dos quais publica o seu próprio periódico, tem sua própria página ou fórum de discussões. Se uma unidade de estudo que abrange o tema existe, vale a pena aderir pois o aprendizado será inestimável. Uma associação também será uma oportunidade para desenvolver contatos com colecionadores individuais de outros países que eventualmente podem ter uma coleção temática similar à sua.

Mas é praticamente certo que qualquer lista encontrada esteja desatualizada. Assim, é uma boa ideia assinar uma revista filatélica de curto prazo (no máximo, mensal). Estes periódicos filatélicos incluem rotineiramente artigos de interesse temático, muitas vezes abordando temas para os quais não há listas de verificação ou manuais.


Adquirir Seus primeiros selos

Uma vez de posse de uma lista dos selos que você precisa para sua coleção temática, se desejar,  você pode explorar as fontes para a obtenção destes selos, bem como determinar a qualidade dos selos que você deseja para sua coleção.

A melhor maneira de começar a adquirir os selos necessários é visitar uma loja filatélica, seja física ou virtual,  e apresentar ao comerciante uma cópia de sua lista, com números de catálogo, obviamente. Você também pode querer passar algum tempo olhando através das vitrines e páginas, vendo selos do mundo todo. Poderá encontrar muitos selos pelo custo de centavos. Se você reside em uma grande cidade, certamente  encontrará mais de um negociante de selos. Caso contrario, só poderá contar com as lojas através da internet e não obterá muitas vantagens proporcionadas pela visita in loco. Uma maneira de selecionar o fornecedor ou fornecedores que podem ter os selos que você precisa é telefonar para a loja e perguntar se eles trabalham com selos de todo o mundo, pois alguns comerciantes são especializados apenas em selos de um país.
Se não houver loja de selo em sua cidade, há chance de existir comerciantes de selos (na sua cidade ou em cidades próximas) que vendem em feirinhas,  ou até uma bolsa filatélica (reunião de comerciantes de selos). Se houver algo parecido em um local viável de se chegar, você deve planejar para visitá-lo. Os comerciantes de selos mostram, muitas vezes, seus produtos organizados por tópicos, o que vai ser especialmente útil na satisfação das suas necessidades. Outros comerciantes organizam suas peças por países ou, ainda, na ordem de algum catálogo. Mesmo assim, isso vai ajudá-lo, se estiver com sua lista pronta (é por isso que você deve incluir números de catálogo). Se o comerciante não tem os itens que deseja, você poderá entrar em acordo para que ele consiga e remeta a você.
Em feiras e exposições, não gaste todo o seu tempo nos comerciantes: não se esqueça de ver a exposição. Tome nota e faça um registro dos selos apresentados, que se encaixam em suas coleções. Uma vez que na exposição não se costuma identificar o selo com número de catálogo, você terá que rastrear o número antes de adicioná-lo  à sua lista.
Se existir um clube filatélico em sua cidade, é importante fazer uma visita. Algumas reuniões do clube incluem bolsa de coleções, leilões ou sessões de negociação, onde você pode encontrar selos que você precisa. Mas ainda mais importante, você vai conhecer outros colecionadores que podem ajudá-lo a desenvolver sua coleção. Uma vez que eles sabem que o seu interesse, eles podem ser capazes de sugerir elementos filatélicos específicos que você pode querer considerar adicionar à sua lista.
Outra forma de adquirir selos é olhar nos periódicos filatélicos, em anúncios de comerciantes que se especializam em produtos temáticos. Há um método antigo mas que ainda é praticado por alguns comerciantes: venda de selos por aprovação. O comerciante envia a você os selos e você tem oportunidade de examiná-los, escolher os desejados e devolver o restante, com o seu pagamento.
Quando você estiver procurando selos específicos, procure em revistas filatélicas pelos anúncios de comerciantes que oferecem o serviço de atendimento de manco listas. Além de enviar sua lista com números de catálogo, não se esqueça de especificar a qualidade do selo que deseja (mint, novo, usado, circulado, etc.) e se você tem limitação de preço para o número de selos que estarão disponíveis para comprar de uma só vez. Quanto melhor você descrever a qualidade e quantidade dos selos que você quer, mais satisfeito você ficará com os resultados. A titulo de exemplo, vale dizer que ferrugem acontece em selos mint e, que se você não deixar claro que não deseja marcas de ferrugem, poderá ser um feliz comprador de um belo exemplar mint, porém com uma grande e charmosa pinta amarelo avermelhada em seu selo.

Quando construir sua coleção, mantenha contato com outros colecionadores,  que poderão ter duplicatas disponíveis  a venda ou troca. Alguns clubes divulgam a relação de temas colecionados pelos seus associados. Participar de uma organização temática especialidade relacionada ao seu tema é também uma excelente maneira de fazer contatos com outros colecionadores que têm interesses semelhantes.
Conforme sua coleção cresce, você vai achar interessante os leilões de selos, que  podem ajudá-lo a adquirir material para sua coleção, tão difícil de obter através de outras fontes. Muitos leilões especializados são oferecidos por grupos de estudo ou grupos especializados. Os leilões oferecem a oportunidade de definir o seu próprio preço, sujeitado aos lances mínimos, mas tenha em mente que os itens incomuns são vendidos pelo maior lance, muitas vezes bem acima dos lances mínimos, valor de catálogo ou mesmo valor estimado. Além disso, você vai ver que catálogos de leilões descrevem, e muitas vezes ilustram, material incomum, alguns dos quais podem estar relacionados com o tema. Vale a pena saber sobre esses itens, mesmo se você puder participar do leilão.

O valor de um selo irá variar muito em termos de valor de catálogo. Um selo barato pode ser tão necessário quanto um que custa muito, e ainda um selo de baixo custo pode ser o "prêmio" em sua coleção, tanto quanto um selo caro. Em coleção temática, o jogo é combinar o caro com o barato e o raro com o comum.

Decisões, decisões
Como já mencionado, uma decisão que você precisa fazer é qual a qualidade dos selos que você incluirá em sua coleção. Se você deseja apenas selos MINT ou se você está satisfeito com carimbos utilizados. Se você estiver disposto a aceitar carimbos, você não vai querer incluir selos com cancela ruim ou borrada, especialmente quando o carimbo oblitera uma parte importante do desenho. Mesmo quando os selos estiverem com carimbos bonitos e vistosos, verifique se não são "cancelado a ordem" – CTO (o carimbo de favor): são cancelados pelo governo emissor, a fim de criar um selo usado sem que o selo tenho sido circulado. Eles são facilmente detectados porque geralmente têm goma original. Quando não for encontrado o selo MINT desejado ou quando ele estiver caro demais para o projeto, é preferível utilizar um usado do que um CTO.
É aconselhável sempre montar a coleção com selos MINT, sempre que possível. A maioria dos colecionadores tentar fazer isso pois selos MINT irão sempre melhorar a aparência de sua coleção.
Se você estiver disposto a aceitar selos circulados, você deverá procurar por bons carimbos mas onde o cancelamento não estrague o design. Hoje em dia, MINT significa o selo está na mesma circunstância em que foi originalmente vendido nos correios, com a sua goma original, enquanto "não utilizado" descreve um selo que não tenha sido cancelado,  mas que pode faltar goma no verso (por lavagem). "Sem Charneira" ou “Never Hinged” ou ainda “MNH” indica que a goma sobre o selo MINT está intacta e que não foi danificada pela utilização de charneira,  enquanto "hinged” ou “com marca de charneira” significa que há vestígios do uso da mesma na goma do selo. Muitos temáticos encontrarão selos "não utilizado" e / ou "hinged" adequados à sua coleção,  já que um selo MINT ou MNH são muito mais caros e que, após montados no álbum, são quase que indistinguíveis. No entanto, você deve procurar uma boa centralização, e evitar selos danificados pela perfuração.

Muitas vezes o selo que você precisa é parte de uma série, e normalmente os comerciantes não vão desejar quebrar a série para vender aquele selo que você deseja. Uma alternativa é adquirir a série completa, retirar o ou os selos que você precisa para sua coleção e usar o restante para venda ou troca. Outra alternativa é esperar até que apareça no mercado os selos individuais que você precisa. Mas para isso você tem que ser paciente e arcar com o preço que pode custar. Há ainda uma terceira alternativa: guardar os selos restantes da série pra que, um dia, se você desmontar sua coleção, revender a série completa. Normalmente, uma série completa vale mais que incompleta.

Quando o mesmo desenho aparece sob várias denominações, você pode decidir se deseja obter todos os valores e variedades, ou se você está satisfeito com uma única denominação para cada desenho.

Plenitude
Talvez a mais importante decisão de todas para os colecionadores temáticos é a possibilidade de possuir cada um dos selos emitidos relativo ao tema selecionado. Após a Segunda Guerra Mundial, as administrações postais começaram a ver selos postais não só como símbolos de soberania ou pré-pagamento de franquia, mas também como uma fonte de aumento da renda. Na década de 1960, os colecionadores temáticos começaram a se perguntar se eles estavam sendo explorados pela enxurrada de novas emissões de selos. Assim, convém abster-se de comprar peças inflacionadas, especulativas e desnecessárias .
Mais recentemente, as empresas comerciais da Europa e Estados Unidos começaram a produzir selos para outros países. Em muitos casos, estes selos nem sequer atingem a população local para porte de correspondência e, em vez disso, vão diretamente a um órgão “carimbador” e em seguida são enviados a revendedores. Os temas são muitas vezes irrelevantes, e às vezes, até ofensivo para os costumes do país "emissor". Vemos borboletas em selos de países em nunca uma borboleta voou e atletas participando de  eventos que nem sequer acontecem no país que o selo supostamente foi emitido.
Uma pesquisa americana perguntava a colecionadores temáticos se estavam sendo explorados por este tipo de emissão e as respostas foram variadas: alguns sugeriram que  as associações temáticas nacionais e internacionais devem colocar pressão para emissão de listas negras em questões especulativas e incentivar periódicos filatélicos a se recusarem a aceitar anúncios para esse tipo de peças que são pouco mais do que figurinhas engomadas. Mas esforços similares já haviam falhado na década de 1960, quando as sociedades filatélicas americanas adotaram o que chamaram de um programa de "Black Blot", condenando emissões quando têm denominações injustificadas ou não têm relação direta com o país emissor".
A maioria dos pesquisados responderam que se não comprassem essas emissões especulativas, não estariam sendo explorados. Alguns até protestaram sobre qualquer esforço para introdução de emissões em lista negra alegando que a lista negra iria, de certo modo, dizer o que comprar ou não. A solução é lembrar que a coleção temática  não necessita perfeição. Você não precisa - na verdade,  não deve - incluir em sua coleção cada selo que descreve o tema. Colecionadores temáticos devem ser ao mesmo tempo exigentes e seletivos, mas a escolha final do que incluir em sua coleção é aquilo que você, e só você, pode fazer. Esta é uma das alegrias da coleção temática.

19.06.13

=================================================== 

Como os últimos 2 textos foram muito extensos, vamos descansar. 

Teste seu conhecimento temático: 

Para cada selo do grafismo abaixo, tente descobrir o país emissor, o ano em que o selo foi emitido e o tema correspondente.

Cada acerto vale 10 selos temáticos. Ganha quem fizer mais acertos. Em caso de empate, faremos um rachuncho.

Vou postar o resultado quando chegar no último capítulo.

Mandem o resultado por PM (ou MP, como preferirem).


_________________
Coleciono Brasil (Império carimbados, república mint), trens, aeronaves, embarcações, astronáutica, cães, gatos, quelônios (mint e variedades), heráldica, uniformes militares e flauta (mint e variedades). Autor do Catálogo CDD de Selos do Brasil.
avatar
Roger_R

Idade : 63
Localização : São Paulo/SP - Brasil
Data de inscrição : 19/05/2012

http://www.catalogocdd.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventuras em Coleções Temáticas

Mensagem por Agenor em Qua Jun 19 2013, 18:59

pô em branco e preto?rssrs..esse é um verdadeiro trote filatélico, acho que identifiquei 3 vou mandar MP
avatar
Agenor

Idade : 70
Localização : Pedras de Maria da Cruz-MG e Ouro Preto-MG
Data de inscrição : 02/11/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventuras em Coleções Temáticas

Mensagem por Marcus/RJ em Qua Jun 19 2013, 19:43

Roger, muito legal essa sua iniciativa. Fiz apenas uma brincadeira quanto aos posts diários.... mas vc está cumprindo... legal! Very Happy

Keep going!

Agora, não sei se aqui é o espaço certo para não atrapalhar os textos, Roger, se vc quiser que eu tire é só falar que movimento para outro tópico...

Um mix de selos MINT ou sem carimbo com selos com carimbo prejudica a avaliação de uma coleção temática? Em relação a valor para apresentação e valor de mercado....

Abraços
avatar
Marcus/RJ

Idade : 40
Localização : Rio de Janeiro / RJ
Data de inscrição : 24/03/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventuras em Coleções Temáticas

Mensagem por Roger_R em Qua Jun 19 2013, 19:58

Preferencialmente, mint. Carimbo de favor, nunca. Se for usar selo circulado, procure um carimbo próximo ao tema - data de interesse, cidade, primeiro dia, comemorativo. Se for um carimbo muitíssimo interessante, usar o envelope ou o fragmento, para deixar claro que é verdadeiro. Em último caso, carimbos comuns mas perfeitos e sem estragar o tema do selo. mix vale. Como está no texto: comuns e raros, novos e usados... é o jogo. Mas tem que ser um bom jogo.
E acho que não estraga o andamento do texto, não.

_________________
Coleciono Brasil (Império carimbados, república mint), trens, aeronaves, embarcações, astronáutica, cães, gatos, quelônios (mint e variedades), heráldica, uniformes militares e flauta (mint e variedades). Autor do Catálogo CDD de Selos do Brasil.
avatar
Roger_R

Idade : 63
Localização : São Paulo/SP - Brasil
Data de inscrição : 19/05/2012

http://www.catalogocdd.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventuras em Coleções Temáticas

Mensagem por Marcus/RJ em Qua Jun 19 2013, 20:28

Obrigado pela resposta. Pois é, tem que ser feita a analise mesmo, pois tematicas com muitos selos, meu caso (Copas do mundo e Olimpíadas) tudo de selo MINT é mais complicado$$$$.
avatar
Marcus/RJ

Idade : 40
Localização : Rio de Janeiro / RJ
Data de inscrição : 24/03/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventuras em Coleções Temáticas

Mensagem por lupedro em Qui Jun 20 2013, 11:42

Adorei!!! Estou seguindo este tópico. Fico no aguardo.
avatar
lupedro

Idade : 49
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 26/05/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventuras em Coleções Temáticas

Mensagem por Roger_R em Qui Jun 20 2013, 21:24

Meus queridos seguidores (não é twiter mas dane-se)

Infelizmente, devido aos confrontos entre manifestantes e policia, aqui em São Paulo, deixei a coluna para amanhã.
Explico: moro na alameda Santos (se não sabe onde é, procure no Google Maps). A rua dos fundos de minha casa é a av Paulista. Como ficou difícil chegar em casa, parei num bom boteco e enchi os cornos de chopp, de modo que agora estou bebaço e não vou conseguir traduzir o texto, porque só  fico... como diria para não chocá-los? alcoolicaso... isso. Só fico levemente alcoolicado em português (monte e teclas aqui e fica difícil escrever).Enfim... não estou apto a escrever nenhuma linha hoje. Fica pra amanhã.

E o texto de hoje seria ótimo: as peças que devemos ter na coleção. Não pecam... valerá a pena.
Não vou nem mandar um abraço porque periga de eu vomitar em cima de vocês... mas que tava bão, tava...

_________________
Coleciono Brasil (Império carimbados, república mint), trens, aeronaves, embarcações, astronáutica, cães, gatos, quelônios (mint e variedades), heráldica, uniformes militares e flauta (mint e variedades). Autor do Catálogo CDD de Selos do Brasil.
avatar
Roger_R

Idade : 63
Localização : São Paulo/SP - Brasil
Data de inscrição : 19/05/2012

http://www.catalogocdd.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventuras em Coleções Temáticas

Mensagem por Agenor em Qui Jun 20 2013, 21:42

ô desculpazinha mais lavada para chapar algumas heim? só faltou você dormir em algum banco ai no Jardim Trianon...rsrs....
avatar
Agenor

Idade : 70
Localização : Pedras de Maria da Cruz-MG e Ouro Preto-MG
Data de inscrição : 02/11/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventuras em Coleções Temáticas

Mensagem por Roger_R em Qui Jun 20 2013, 22:15

kkkkk Trianon? aqui pertinho mesmo...mas tô fora. kkkkkkk
Conhece o pedaço, né? kkkkkkkk

_________________
Coleciono Brasil (Império carimbados, república mint), trens, aeronaves, embarcações, astronáutica, cães, gatos, quelônios (mint e variedades), heráldica, uniformes militares e flauta (mint e variedades). Autor do Catálogo CDD de Selos do Brasil.
avatar
Roger_R

Idade : 63
Localização : São Paulo/SP - Brasil
Data de inscrição : 19/05/2012

http://www.catalogocdd.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventuras em Coleções Temáticas

Mensagem por lmellobarbosa em Sex Jun 21 2013, 06:41

Tsc, tsc, tsc... Como castigo, vai ter que montar uma temática sobre alcoolismo! Wink

Brincadeira, hehehe. Engov e frutas hoje!

Aguardo com ansiedade o próximo texto.

Até mais,
Leonardo.
avatar
lmellobarbosa

Idade : 37
Localização : Itajubá - MG
Data de inscrição : 04/03/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Aventuras em Coleções Temáticas

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum