Hobby ou investimento?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Hobby ou investimento?

Mensagem por AHC em Qui Maio 16 2013, 23:00

Caros amigos, compartilho com vocês uma reportagem publicada recentemente pelo jornal Valor Econômico. Abs!

14/05/2013
Selos raros: hobby ou investimento alternativo?
Por Sérgio Tauhata | De São Paulo
Quando o governo britânico criou o primeiro selo postal do mundo, em 1840, dificilmente seu idealizador, Rowland Hill, poderia imaginar que havia inventado também um futuro ativo para investimentos. O pioneiro Penny Black, como foi batizado, faz parte hoje de um grupo de estampas cobiçadas por colecionadores. É um mercado que movimenta mais de US$ 10 bilhões por ano no mundo. Por aqui, no entanto, os selos são mais vistos como um hobby.

De olho no crescente interesse em investimentos no exterior pelos brasileiros, um dos principais operadores do mercado de selos raros, a casa inglesa Stanley Gibbons, iniciou operações no Brasil na segunda-feira. "Queremos apresentar o potencial desse tipo de ativo como opção de diversificação aos investidores do país", afirma o diretor de investimentos da Stanley Gibbons, Keith Heddle.

Entre os argumentos, Heddle utiliza um que vai direto ao ponto: o retorno médio anual em dez anos do GB250 Rare Stamp Index, que representa uma carteira teórica de 250 selos raros ingleses, situa-se em 13,9%. Outro índice, o GB30, em quatro décadas, rendeu 10,8% ao ano, em média. Vale aqui, porém, a tradicional ressalva que desempenho passado não garante o retorno futuro.

Nesta semana, a equipe da Stanley Gibbons faz uma maratona de reuniões com potenciais investidores - gestoras independentes de fortunas e de recursos para fundos - em São Paulo, Rio de Janeiro, Recife e Porto Alegre. "Em uma primeira fase, vamos oferecer aos brasileiros a possibilidade de investir diretamente em selos", diz Heddle.

De acordo com ele, a proposta inicial é de que os clientes apliquem em carteiras de estampas, selecionadas e gerenciadas pela casa inglesa sob medida para cada investidor. A partir do segundo semestre, entretanto, a Stanley Gibbons planeja estabelecer um fundo com lastro em selos raros britânicos. "Esta é uma classe de ativos com perfil 'buy and hold' [estratégia de longo prazo], mas sem a volatilidade de outros mercados, como títulos e ações." Para Heddle, uma carteira de selos é tipicamente um investimento de, em média, três a cinco anos de maturação. "É possível resgatar parte do portfólio em um prazo médio de três meses. Mas essa não é a melhor estratégia para esse tipo de ativo", diz.

O diretor da Stanley Gibbons diz que os selos se valorizam à medida que ficam mais raros. Segundo ele, a liquidez dos negócios tem aumentado graças a plataformas digitais, que conectam os diferentes mercados mundo afora, o que contribui também para elevar retorno potencial do investimento.

A operadora de selos, fundada em 1856, mantém um acervo de mais de 3 milhões de estampas. Desde 2003, administra cerca de 90 milhões de libras (US$ 138 milhões) em portfólios de investidores de todo o mundo.

Embora o foco, dentro de uma fase inicial, sejam gestoras independentes, Heddle ressalta que esse tipo de investimento é acessível a qualquer interessado, inclusive pessoas físicas, com recursos a partir de 10 mil libras (US$ 15,3 mil ou cerca de R$ 30 mil). "É um tipo de ativo em que os portfólios podem ser montados de acordo com o perfil de cada investidor."

O mercado mundial registra negociações de todos os portes. O selo mais caro já comercializado foi o sueco Treskilling Yellow, vendido em 2010, em um leilão, por 1,6 milhão de libras (cerca de US$ 2,4 milhões). O caso, no entanto, é uma exceção. Outros itens têm sido cotados em patamares mais baixos, como o Tyrian Plum, de 1910, com valor estimado de 110 mil libras (US$ 168 mil) e o Sweet Briar, de 1976, com pequeno erro que o torna mais raro - há apenas três no mundo -, avaliado em 300 mil libras (US$ 460 mil). (Valor Econômico)


http://www.valor.com.br/carreira/3121750/selos-raros-hobby-ou-investimento-alternativo#ixzz2TVigwhHv
avatar
AHC

Idade : 47
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 12/09/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hobby ou investimento?

Mensagem por odilo em Qui Maio 16 2013, 23:42

Obrigado por compartilhar este artigo.
Como lidamos com estes "papeis" o assunto sempre nos atrai.
Por outro lado, me parece que ficou claro no artigo o que vem a ser investir numa carteira de ativos baseados em selos raros e um hobby.
Num hobby, é o mesmo que jogar dinheiro pela janela. Não tem retorno.
Num investimento, não é bem assim, mas pode ser a mesma coisa se o negócio der para trás.
Em todo caso, nunca vamos ter certeza do retorno, pois tudo depende do mercado.
Mas pelo visto, no Brasil já temos potencial para tais atividades.
Até mais,
Odilo
avatar
odilo

Idade : 74
Localização : Florianópolis
Data de inscrição : 20/02/2008

https://sites.google.com/site/procurandoselo/home

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hobby ou investimento?

Mensagem por Agenor em Qui Maio 16 2013, 23:43

AHC,

muito boa reportagem, então preparem os bolsos pois com essa iniciativa os comerciantes filatélicos ficarão assim bounce affraid
avatar
Agenor

Idade : 69
Localização : Pedras de Maria da Cruz-MG e Ouro Preto-MG
Data de inscrição : 02/11/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hobby ou investimento?

Mensagem por AHC em Sex Maio 17 2013, 00:58

Para nós que levamos a filatelia como um hobby, acho que não dá mesmo para pensar em retorno financeiro. Nosso retorno é mais, digamos, emocional. Mas achei interessante saber que há um mercado tão organizado mundo afora a ponto de serem oferecidos fundos de selos, como se fossem, por exemplo, fundos de ações.
avatar
AHC

Idade : 47
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 12/09/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hobby ou investimento?

Mensagem por pvcfernandes em Sex Maio 17 2013, 08:22

Essa Stanley passou dos limites de uma filatélica, virou "banco"...rs Pode ser um investimento de risco, esse tipo de investimento depende do quanto nos colecionadores estamos dispostos a pagar por um selo, em um momento de crise ou mesmo na ganância em se lucrar conosco, pode haver um desestimulo e consequentemente o rendimento esperado pode ser outro.

Prefiro olhar para os selos como hobby mesmo... Até porque esses ditos raros só tem esses valores altos nessas lojas e em certos leilões...

[]´s

_________________
-Mancolista comemorativos até 1960
-Mancolista blocos
avatar
pvcfernandes

Idade : 42
Localização : Indaiatuba - SP
Data de inscrição : 12/11/2011

https://www.sites.google.com/site/pvcfernandes

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hobby ou investimento?

Mensagem por odilo em Sex Maio 17 2013, 10:13

Olá amigos,
Não sei se estão lembrados, mas na Espanha ocorreu algo parecido. Quando os cotistas foram querer resgatar os títulos, viram que estava desvalorizado. A correria foi grande e a empresa faliu. Pelo menos foi isto que me ficou na memória.
Quem ficou sabendo disto?

Encontrei isto ..... http://www.publico.pt/sociedade/noticia/governo-espanhol-vai-mudar-lei-que-regula-investimentos-em-selos-1256649

Mas vejam as datas ...
Até mais,
Odilo


Última edição por odilo em Sex Maio 17 2013, 10:16, editado 1 vez(es) (Razão : correção)
avatar
odilo

Idade : 74
Localização : Florianópolis
Data de inscrição : 20/02/2008

https://sites.google.com/site/procurandoselo/home

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hobby ou investimento?

Mensagem por Ernane Ferreira em Sex Maio 17 2013, 10:23

pvcfernandes escreveu:Essa Stanley passou dos limites de uma filatélica, virou "banco"...rs Pode ser um investimento de risco, esse tipo de investimento depende do quanto nos colecionadores estamos dispostos a pagar por um selo, em um momento de crise ou mesmo na ganância em se lucrar conosco, pode haver um desestimulo e consequentemente o rendimento esperado pode ser outro.

Prefiro olhar para os selos como hobby mesmo... Até porque esses ditos raros só tem esses valores altos nessas lojas e em certos leilões...

[]´s
é isso ai pvcfernandes, vamos colecionar !!!
e nada de ficar gastando tanto em um selo e qto menos numa variedade !!!
avatar
Ernane Ferreira

Idade : 28
Data de inscrição : 25/01/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hobby ou investimento?

Mensagem por DRJVH em Sex Maio 17 2013, 10:29

Senhores, houve um tópico anterior com este tema: Filatelia x dinheiro. Agora, tentar levar os selos ao padrão de mercado de arte como comparação, parece mais complicado. Tudo mundo sabe o que é um Picasso, mas uma folha de olho de boi é algo totalmente desconhecido fora do meio.
Um questionamento seria quando o nosso hobby começa a se tornar caro. Mais hora, menos hora, para alegria ou tristeza, os buracos da coleção seriam já peças caras. Acredito que todos aqui gostariam de um Pacceli com triângulo. E a dúvida: o sacrifício compensa?
Não raro, encontramos aqui mensagem dizendo:” achei a coleção de selos do meu avô. Qto ela vale?”. Partindo do princípio que muitos de nós não achem sucessores para continuar a coleção, porque me privar de algo mais palpável no momento, digamos assim, para poder comprar um papelzinho. Um Pacceli com triângulo custaria R$ 1500,00. - o mesmo que uma televisão de 32 polegadas.
Assumi o amontoado de selos ( todos estavam mal guardados, com muitos colados, sem organização, etc) que meu pai possuía há +- 35 anos. E o pior: os selos compreendiam 1950 – 1967, onde a tiragem regular era 5 milhões de exemplares. ( achava que seria auto-sustentável – errei ,claro). De lá para cá, à duras custas, levei a coleção, e aí sim me gabando ( se não puder fazer isto aqui, aonde vou poder fazer?) a praticamente completar os comemorativos. (Tenho antipatia por personalizados.)
Voltando ao tópico: até onde devemos direcionar-nos para manter a coleção, obtendo peças caras, sabendo que um dia será vendida pelos netos? Eu acredito que a minha coleção volte ao mercado pelos idos de 2050 – isto se o bom Deus não resolver me convocar antes.


DRJVH

Idade : 54
Localização : Arapongas
Data de inscrição : 13/04/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hobby ou investimento?

Mensagem por Ernane Ferreira em Sex Maio 17 2013, 10:57

a coleção completa de pacelli foi recentemente vendida por 220,00 em um leilao ... nao adianta empatar $$ de mais sempre procuro uma boa/otima oportunidade:
Selo jornal j-17 - cota 500,00 paguei 3,00
selo império 45 cota 230,00 foi 29,00
pesquisem sempre !!!!
avatar
Ernane Ferreira

Idade : 28
Data de inscrição : 25/01/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hobby ou investimento?

Mensagem por H Roberto em Sex Maio 17 2013, 12:57

Se for hobby acho que não pode-se pensar em investimento e assim vice-versa. Se for investimento compra-se alguma
coisa para revender visando lucros e penso que deixa de hobby.
Um exemplo prático é o aeromodelismo. Compro um aparelho por 200,00
e estou sabendo que não terei nenhum retorno salvo a brincadeira..o prazer
da diversão então é um hobby concordam?
avatar
H Roberto

Idade : 68
Localização : Santa Maria - RS - Brasil
Data de inscrição : 22/02/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hobby ou investimento?

Mensagem por Ernane Ferreira em Sex Maio 17 2013, 13:43

o maior retorno é a distração e o conhecimento do hobby !!!
avatar
Ernane Ferreira

Idade : 28
Data de inscrição : 25/01/2011

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hobby ou investimento?

Mensagem por andreioc em Sab Maio 18 2013, 13:01

Incrivel como a história se repete. Escandalo AFINSA onde 460 mil pessoas foram lesadas.

http://www.eleconomista.es/empresas-finanzas/noticias/48589/07/06/Forum-Filatelico-y-Afinsa-El-timo-de-la-estampilla.html

http://www.elmundo.es/elmundo/2013/05/11/economia/1368289571.html

http://www.wsws.org/en/articles/2006/07/spai-j27.html

http://www.publico.pt/sociedade/noticia/detidos-do-escandalo-dos-selos-serao-ouvidos-hoje-pelo-tribunal-1256769

avatar
andreioc

Idade : 52
Localização : São Paulo
Data de inscrição : 24/12/2008

http://www.seloshow.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hobby ou investimento?

Mensagem por Sergioselos em Sab Maio 18 2013, 14:54

Isso parece a história do escorpião...

Eu acho que quem procura lucro com selos, é comerciante filatélico.

O meu ganho é 100% pessoal, e na verdade quando adquiro um selo que não tenho em uma filatélica, ja sei de antemão que provavelmente não conseguirei vendê-lo pelo mesmo valor, mas o prazer que eu sinto não pode ser transformado em valor.

Nosso hobbie é oneroso, e todos sabemos disso, mas como TODA E QUALQUER coleção, sempre haverá alguém disposto a pagar algum dinheiro, por aquilo que temos, e, quem sabe por isso, tenhamos em nossas mentes, que de uma ou outra forma, é um investimento.

Papai ja dizia: O que vem fácil, vai facil.

_________________
Coleciono Brasil comemorativos novos, regulares usados, Portugal, Colonias de Portugal e Machins. Sempre procurando trocas pra fazer.
avatar
Sergioselos

Idade : 49
Localização : São Paulo SP
Data de inscrição : 22/03/2013

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hobby ou investimento?

Mensagem por odilo em Sab Maio 18 2013, 16:00

Obrigado andreioc pelos links.
Me lembro que na época foi mesmo muito comentado este escândalo.
Penso que este assunto é importante pelo fato de alertar que selos, moedas, obras de arte, entre outros são considerados bens tangíveis. Muito embora sua avaliação não seja fácil, é um bem material. Diferente de uma marca ou patente que são bens intangíveis.
Então, quem tem estes bens arrolados na sua declaração de bens?
Afinal, os selos que compramos diretamente no guichê dos Correios pelo valor facial tem seu valor de porte garantido. Pelo menos enquanto o real durar.
Até mais,
Odilo
avatar
odilo

Idade : 74
Localização : Florianópolis
Data de inscrição : 20/02/2008

https://sites.google.com/site/procurandoselo/home

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hobby ou investimento?

Mensagem por Claudio Carletti em Dom Maio 26 2013, 23:14

Concordo com o Ernane, o que vale é a satisfação pessoal e a cultura adquirida. Legal foi o que aconteceu no sábado passado na Agência Central dos correios de São Paulo, onde alguns integrantes do fórum acabaram se encontrando e batendo um papo muito agradável, e para mim valeu muito a pena pois aproximar pessoas faz parte da essência da filatelia. Estavam presentes Eu, Sérgio e seu filho, Bueno, Claudio Drago, Sandra e marido, e outros 4 filatelistas que não participam do fórum, sendo 2 deles conhecidos por mim: Márcio Yamada e Roberto Aniche.
avatar
Claudio Carletti

Idade : 52
Data de inscrição : 17/06/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Hobby ou investimento?

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum