SEGUNDA GUERRA MUNDIAL - AVIÕES MAIS ICÔNICOS NA BATALHA DA GRÃ-BRETANHA - 1940!!!

Ir em baixo

SEGUNDA GUERRA MUNDIAL - AVIÕES MAIS ICÔNICOS NA BATALHA DA GRÃ-BRETANHA - 1940!!!

Mensagem por Antonio C. Pulsy em Dom Jun 03 2018, 16:51

Compartilho com os colegas, "Aviões mais Icônicos na Batalha da Grã-Bretanha - 1940".






                                                      AVIÕES MAIS ICÔNICOS NA
                                                      BATALHA DA GRÃ-BRETANHA.


1. SUPERMARINE SPITFIRE.





O Spitfire ("Gospe Fogo") foi a aeronave icônica da Batalha da Grã-Bretanha e se tornou o símbolo do desafio britânico no ar. Projetado por Reginald Mitchell, ele tinha uma estrutura avançada de metal, sendo leve e forte. Levou mais tempo para ser construído do que o Hawker Hurricane e era menos resistente, mas foi mais rápido e teve uma capacidade de resposta que impressionou todos que voaram nele. Foi uma combinação perfeita contra o Messerschmitt Bf 109 da Luftwaffe, sendo superior a ele em altitudes mais baixas. O Spitfire entrou em serviço no 19º Esquadrão em Duxford em agosto de 1938. A produção foi lenta no começo, mas em setembro de 1940 estava em serviço em 18 Esquadrões da RAF. Os caças Spitfire derrubaram um total de 529 aeronaves inimigas.

2. HAWKER HURRICANE.





O Hurricane ("Furacão") foi o mais numeroso dos aviões do Comando de Caça da RAF, durante a Batalha da Grã-Bretanha, equipando 33 Esquadrões em setembro de 1940. Seu desenho tradicional - uma estrutura de madeira e metal coberta de tecido - foi derivado dos caças biplanos anteriores e estava ultrapassado, apesar de melhorias posteriores. No entanto, era uma aeronave estável e robusta que podia ser mantida e consertada mais facilmente que o Spitfire. Suas limitações significavam que, quando possível, os esquadrões de Hurricane eram dirigidos contra os bombardeiros inimigos, enquanto os caças Spitfire lidavam com as escoltas de combate. Apesar de suas falhas, o Hurricane foi responsável por abater 656 aviões alemães durante a Batalha da Grã-Bretanha - mais do que o caça pitfire. Entre 30 de julho e 16 de setembro, 404 Hurricane foram destruídos.

3. BOULTON PAUL DEFIANT.






O Defiant era um caça de dois lugares com uma torre operada por motor de quatro metralhadoras. Não tinha armamento para a frente, o que significava que não poderia abater aviões inimigos vindos pela frente. Ele foi planejado, principalmente, como um interceptador de bombardeiros, mas o conceito de torre de combate estava ultrapassada e o peso extra fez a aeronave ficar lenta em combate. Nas primeiras batalhas sobre Dunquerque, os Defiant se mostraram muito vulneráveis ​​aos caças alemães convencionais. O Comando de Caça da RAF enviou, imprudentemente, seus dois Esquadrões Defiant nº 141 e 264 em julho e agosto, o que resultou em dois massacres por conta da Luftwaffe. Como conseqüência, a aeronave não desempenhou nenhuma outra ação de combate.

4. MESSERSCHMITT BF 109.





O Me Bf 109 foi indiscutivelmente o melhor caça do mundo em 1940. Era mais rápido que o Spitfire em alta altitude, podia mergulhar mais rapidamente e carregava um armamento mais efetivo de dois canhões e duas metralhadoras. A maioria dos pilotos do Bf 109 tinham mais experiência em combate que os pilotos da RAF, pelo menos no início, o que também conferiu uma grande vantagem. No entanto, o Messerschmitt Bf 109 não tinha alcance para voar além de Londres e transportava apenas sete segundos de munição de canhão, o que limitava sua utilidade operacional. A Luftwaffe começou a batalha com cerca de 1.100 Me Bf 109 e 906 pilotos disponíveis, deste total, cerca de 650 aeronaves foram abatidas.

5. MESSERSCHMITT BF 110.





O Me Bf 110 de dois lugares foi projetado como um caça de escolta pesado de longo alcance ou Zerstörer ("Destruidor"). Era rápido e bem armado, mas carecia de manobrabilidade. Foi inferior aos caças mais ágeis da RAF e se tornou uma desvantagem, ao tentar proteger as formações de bombardeiros. Os alemães foram forçados a usar o Me Bf 109 para escoltar os Me Bf 110. No entanto, a aeronave foi mais eficaz quando usada para ataques de baixo nível contra fábricas e aeródromos da RAF. Os alemães não conseguiram ver o potencial do Me Bf 110 neste papel de caça-bombardeiro e apenas uma unidade da Luftwaffe foi treinada para tal ação.

6. HEINKEL 111.





O He 111 era o mais importante dos primeiros bombardeiros da Luftwaffe, mas estava obsoleto em 1940. Sua carga de bombas de 2.000 kg era insuficiente para uma campanha de bombardeio estratégico e era lento e mal armado. Medidas para aumentar seu armamento defensivo mostraram-se ineficazes e o Heinkel 111, como outros tipos de bombardeiros alemães, era extremamente vulnerável à oposição dos caças da RAF. A seu favor, estava uma força estrutural que poderia absorver os disparos dos caças da RAF - muitas aeronaves conseguiram retornar à base com centenas de buracos de bala na fuselagem e nas superfícies das asas.

7. DORNIER DO 17.





O Dornier Do 17 - apelidado de Flying Pencil ("Lápis Voador") - foi baseado em um projeto pré-guerra para um avião de alta velocidade, que foi convertido em um bombardeiro pelo Ministério do Ar nazista. O Do 17Z tornou-se a principal versão de produção, equipando três Esquadrões de Bombardeiros da Luftwaffe, no auge da Batalha da Inglaterra. A esta época, a aeronave já estava praticamente obsoleta. Era ágil em baixa altitude, mas só podia carregar 1.000 kg de bombas e tinha um alcance limitado. Como o Heinkel He 111, seu armamento defensivo era fraco e as perdas eram altas. Em uma famosa ação em  18 de agosto em Kenley, ao sul de Londres, oito Dornier foram abatidos e nove danificados em ataques de caças da RAF. A produção do Dornier Do 17 foi encerrada no verão de 1940.

8. JUNKERS JU 88.





O Junkers Ju 88 foi o mais moderno dos bombardeiros alemães em 1940. Ele foi projetado como um bombardeiro rápido médio e voou pela primeira vez em dezembro de 1936. No entanto, o novo desenho promissor foi comprometido por Ernst Udet, vice-comandante da Luftwaffe. Udet exigiu à Hermann Göring que o Ju 88 fosse capaz de bombardear em mergulho. As mudanças estruturais necessárias aumentaram o peso da aeronave, o que reduziu seu desempenho e, também, atrasou sua produção. Ele se mostrou tão vulnerável aos caças da RAF, quanto outros bombardeiros da Luftwaffe, durante a Batalha da Grã-Bretanha. Mas depois de melhorias no projeto, surgiu uma das aeronaves mais versáteis e importantes da Luftwaffe.

9. JUNKERS JU 87 "STUKA".





O Junkers Ju 87 "Stuka" alcançou notoriedade, durante os triunfos da Blitzkrieg de 1939-1940. Seu nome derivou de uma abreviação do termo alemão para bombardeiro de mergulho - "Sturzkampffleugzeug". O Ju 87 foi a arma escolhida pelo Alto Comando da Luftwaffe, projetada para fornecer ataques de bombardeio em um mergulho quase vertical. Foi eficaz durante as campanhas na Polônia e na França, quando as forças alemãs operaram em grande parte em um ambiente de superioridade aérea. Mas nos céus da Grã-Bretanha, a história era muito diferente. Depois de alguns sucessos iniciais por formações fortemente escoltadas, os Stuka foram abatidos pelos caças da RAF. Em seu pior dia, 18 de agosto, 12 Ju 87 foram abatidos e muitos outros danificados ou destruídos em acidentes, quando tentavam pousar. Tais perdas significaram que a aeronave foi gradualmente retirada da batalha.
avatar
Antonio C. Pulsy

Idade : 62
Localização : Canoas/RS.
Data de inscrição : 24/04/2014

http://antonio.pulsy@bol.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SEGUNDA GUERRA MUNDIAL - AVIÕES MAIS ICÔNICOS NA BATALHA DA GRÃ-BRETANHA - 1940!!!

Mensagem por H Roberto em Dom Jun 03 2018, 20:13

Muito tenho acompanhado tuas postagens sobre páginas da 2ª guerra. Aqui minha modesta colaboração. Admiro essas máquinas assim como as novas gerações
DSC02893 by H Roberto, no Flickr" />
DSC02892 by H Roberto, no Flickr" />
avatar
H Roberto

Idade : 69
Localização : Santa Maria - RS - Brasil
Data de inscrição : 22/02/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SEGUNDA GUERRA MUNDIAL - AVIÕES MAIS ICÔNICOS NA BATALHA DA GRÃ-BRETANHA - 1940!!!

Mensagem por Antonio C. Pulsy em Seg Jun 04 2018, 09:11

Prezado,

já foste visitar o Centro de Instrução de Blindados (CIBld) em Santa Maria/RS, tua cidade, para conhecer o melhor tanque do mundo na época, a versão EE-T2 "Osório".Vale a pena!!! A história esta postada...
avatar
Antonio C. Pulsy

Idade : 62
Localização : Canoas/RS.
Data de inscrição : 24/04/2014

http://antonio.pulsy@bol.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SEGUNDA GUERRA MUNDIAL - AVIÕES MAIS ICÔNICOS NA BATALHA DA GRÃ-BRETANHA - 1940!!!

Mensagem por H Roberto em Seg Jun 04 2018, 11:15

Estive lá anos atrás quando morei lá perto. Obrigado pela dica Antonio.
avatar
H Roberto

Idade : 69
Localização : Santa Maria - RS - Brasil
Data de inscrição : 22/02/2012

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SEGUNDA GUERRA MUNDIAL - AVIÕES MAIS ICÔNICOS NA BATALHA DA GRÃ-BRETANHA - 1940!!!

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum