ALEMANHA - 2ª GUERRA MUNDIAL: TANQUES ALEMÃES NA SEGUNDA GUERRA 1939 - 1945!!!

Ir em baixo

ALEMANHA - 2ª GUERRA MUNDIAL: TANQUES ALEMÃES NA SEGUNDA GUERRA 1939 - 1945!!!

Mensagem por Antonio C. Pulsy em Qui Abr 05 2018, 15:21

Compartilho com os colegas, "Tanques Alemães na Segunda Guerra 1939 - 1945".

                                                            TANQUES ALEMÃES
                                                          NA SEGUNDA GUERRA.

A Alemanha nazista desenvolveu vários projetos de tanques durante a Segunda Guerra Mundial, além dos vários tipos de tanques capturados, quando um país se rendia ou aqueles capturados abandonados e/ou consertados após as batalhas. As forças de tanques alemãs obtiveram bastante sucesso, porem mais relacionados às inovações táticas desenvolvidas pelos seus estrategistas do quê pela qualidade dos tanques. Correspondiam produzindo mais baixas do que sofriam na maioria dos confrontos, devido ao impressionante treinamento pelo qual os soldados alemães passaram, além das excelentes táticas usadas pelas forças alemãs. A diferença de equipamento começou a aparecer, após 1942, quando surgiram o Panzer VI Tiger I.


PANZER IV.


PANZER IV CANO CURTO.


STUG III.


TIGER I.

[/url]
TIGER II KINGTIGER.


EMBLEMA DE ASSALTO PANZER.

Os principais tanques alemães na Segunda Guerra:

1) Panzer I.



O Panzer (sigla de Panzerkampfwagen) I, de 1934, foi o primeiro tanque desenhado e construído pelos alemães. O seu desenho não objetivava o combate, mas sim, um veículo simples, funcionava como uma ferramenta de treinamento para os soldados alemães se familiarizarem com os novos conceitos de combate das forças armadas daquele país, além de preparar a indústria bélica do país para uma já prevista guerra de grandes proporções. Apesar disso, o Panzer I acabou por entrar em alguns combates, principalmente na Guerra Civil Espanhola de 1936, e também na Segunda Guerra. Por não ser destinado ao combate, esses tanques sofreram diversas baixas por toda a sua vida útil. Algumas tentativas de melhorar o seu desenho foram feitas, mas com pouco sucesso. Sua produção cessou em 1937, com um total de 1493 unidades fabricadas, sendo definitivamente aposentado apenas em 1954.

2) Panzer II.



Curiosamente, o Panzer II só passou a ser produzido por uma falha na indústria bélica alemã. Os projetos para tanques médios, que posteriormente seriam chamados de Panzer III e Panzer IV, estavam muito atrasados, então o Panzer II foi pensado para preencher essa lacuna, até que os outros pudessem ser produzidos em escala industrial. Junto com o Panzer I, esse tanque fez parte da maior parte da força de tanques durante as invasões da Polônia e França. O Panzer II foi produzido entre 1935 e 1943, sendo aposentado em 1945, com 1.856 unidades construídas.

3) Panzer III.



O Panzer III foi planejado para ser o "coração" da força de blindados médios alemães, sendo fabricado já durante a Segunda Guerra, em 1939. Esse foi um projeto que sofreu com muitos atrasos, já que seu projeto tinha sido iniciado quatro anos antes. Apesar de ter sido desenhado para lutrar contra outros tanques, seus canhões de 37mm (e depois 50mm) não era páreo para os tanques T-34 soviéticos. Em 1941, o Panzer III era o tanque alemão mais numeroso, mas já no fim de 1943 ele começou a ser rapidamente substituído pelos tanques Panzer IV e o Panther. Uma variante de seu projeto inicial, o Sturmgeschütz III, se tornaria o veículo blindado mais produzido pela Alemanha na Segunda Guerra. O Panzer III ficou em serviço entre os anos de 1939 a 1945, sendo aposentado dois anos mais tarde.

4) Sturmgeschütz III (StuG III).





CANHÃO LONGO ANTI-TANQUE PAK 40 75MM.

Foi um canhão de assalto (Artilharia Autopropelida) e um dos veículos blindados mais produzidos pela Alemanha, durante a Segunda Guerra Mundial, cerca de 10.500 unidades. Ele foi baseado no chassi do Panzer III, que levava um canhão de 37 mm e depois um de 50 mm, que se comprovou obsoleto no confronto do KV-1 e do T-34 soviético. Ele foi equipado com um canhão de cano curto de 75 mm para apoio da infantaria, o mesmo usado nos primeiros Panzer IV. A série Sturmgeschütz III é conhecida por sua excelente relação entre preço e rendimento, juntando à confiabilidade e funcionamento silencioso do Panzer III, um canhão anti-tanque cano longo Stuk 40 L/48 de 75mm, além de uma blindagem superior e um perfil muito baixo. Em 1942, se empregou extensamente como caçador de tanques.

5) Panzer IV.



O Panzer IV foi o cavalo de guerra da força de tanques alemã na Segunda Guerra. Ele participou de combates em todas as áreas de confronto possíveis. Originalmente, o Panzer IV seria apenas um tanque de suporte, sendo armado com um obuseiro de 75mm, pensado para disparar munição explosiva em suporte aos tanques de infantaria. Mas em 1942, ele foi equipado com um canhão de 75mm de dupla finalidade, capaz de derrotar a maioria dos tanques soviéticos. Na segunda metade da guerra, metade dos tanques alemães eram Panzer IV. Esse tanque foi produzido entre 1936 a 1945, com 8.800 unidades produzidas, continuando em operação até 1967.

6) Panther.



O Panther foi um tanque médio, com cinco tripulantes, que foi desenhado para lidar com o excelente tanque soviética T-34. Em peso, ele era bem parecido com os tanques pesados da URSS. Ele tinha uma blindagem inclinada (que lhe dava uma melhor proteção) e carregava um canhão longo de 75 mm. A produção em série durou de 1943 a 1945 (e de 1946 a 1949 para as forças britânicas), com um total de 4.800 unidades produzidas. Logo foi considerado o tanque alemão mais capaz na Segunda Guerra.

7) Tiger I.



Em resposta à invasão soviética com os seus poderosos tanques T-34, as autoridades alemãs ordenaram a produção de um novo tanque pesado. Originalmente chamado de Panzerkampfwagen VI Ausführung H (ou panzer VI), acabou mudando de nome graças à uma ordem direta de Hitler, se tornando, então, o Panzerkampfwagen VI Tiger Ausf.E, ou apenas Tiger I. O tanque contava com um poder de fogo formidável e uma densa blindagem. Passou por diversos problemas por toda a sua vida por causa do seu peso. Foram fabricadas 1.347 unidades entre 1942 e 1944, tendo continuado em serviço até 1945.

8. Tiger II King Tiger.



Ainda mais pesado que o Tiger I, o Tiger II foi o tanque maior e mais poderoso tanque produzido pela Alemanha, durante a Segunda Guerra. Chamava-se, oficialmente, Panzerkampfwagen Tiger Ausf. B, também foi apelidado de Königstiger, "Tigre Rei" em alemão. Era capaz, teoricamente, de derrotar qualquer tanque aliado que enfrentasse, além de ter uma blindagem suficiente para resistir à maioria da artilharia disponível naquele tempo (excluindo munições de carga oca), logo se tornando uma arma extremamente temida pelos aliados, por quem era conhecido de Tigre Rei ou Tigre Real. O Tiger II apresentou diversos problemas mecânicos, muito por causa da pressa em que o projeto teve de ser realizado, além do seu peso excessivo. O Tiger II foi produzido apenas entre 1943 e 1945, com 492 unidades fabricadas, tendo sido aposentado no próprio ano de 1945, sendo que a maioria foi destruída por suas próprias tripulações, por causa de seus problemas mecânicos.
avatar
Antonio C. Pulsy

Idade : 62
Localização : Canoas/RS.
Data de inscrição : 24/04/2014

http://antonio.pulsy@bol.com.br

Voltar ao Topo Ir em baixo

Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum